Quadrinhos sobre a História do Brasil

Triste República: A Primeira República comentada por Lima Barreto
(Reprodução: Triste República: A Primeira República comentada por Lima Barreto | Quadrinhos na Cia)

Quadrinhos sobre a História do Brasil

E aí? Você sabia que há vários quadrinhos nacionais que tratam sobre a História do Brasil, algumas delas recebendo várias premiações diferentes? Muitas desses quadrinhos foram feitos em parcerias com historiadores e antropólogos, todos abordando temas relevantes na história nacional, como por exemplo o Brasil Imperio, povos indígenas e o golpe político de 2016. Se você é um fã de quadrinhos e de história, então certamente gostará de conhecer essa lista! Saiba do que cada obra trata especificamente, quem são os autores e, além disso, onde comprar!

Triste República

Triste República: A Primeira República comentada por Lima Barreto

O cartunista Spacca e a historiadora e antropóloga Lilia Moritz Schwarcz narram o nascimento e as contradições da Primeira República através do olhar de um dos principais escritores brasileiros de todos os tempos: Lima Barreto.

Data de publicação: 11 de novembro de 2022
Roteiro: Lilia Moritz Schwarcz
Ilustração: Spacca
Editora: Quadrinhos na Cia
Adquira em: Amazon.com.br (clique aqui)

Sobre a obra Triste República: A Primeira República comentada por Lima Barreto:

Guiados pela narrativa da vida desse personagem fundamental que é Lima Barreto (1881-1922), vemos nascer a República brasileira, carregada de marcas autoritárias, num “mundo em que a cor atua como marcador e discriminador social”. Escritor militante, como ele mesmo se definia, Lima professou ideias políticas e sociais à frente de seu tempo, com críticas contundentes ao racismo (que sentiu na própria pele), aos estrangeirismos e outras mazelas crônicas da sociedade brasileira. Em Triste República, o cartunista Spacca e a historiadora e antropóloga Lilia Moritz Schwarcz ― autores de As barbas do imperador e D. João Carioca ― voltam a contar a história do Brasil em quadrinhos, desta vez investigando a Primeira República e prestando um tributo essencial a um dos maiores prosadores da língua portuguesa de todos os tempos.

Amazon

Guarani – A Terra Sem Mal

Guarani – A Terra Sem Mal

Ano de Publicação Original: 2021
Roteiro: Diego Agrimbau 
Arte: Gabriel Ippóliti
Editora: Comix Zone
Aquira em: Amazon.com.br (clique aqui)
Relacionado: Guarani – A Terra Sem Mal (Comix Zone) Resenha

Sobre a obra Guarani – A Terra Sem Mal:

Novembro de 1868. O fotógrafo francês Pierre Duprat vai ao Paraguai em busca das jovens indígenas do povo Guarani. Sob pretexto da etnografia, suas fotos se destinam ao público parisiense ávido pelas belezas nativas… mas o exotismo e a aventura darão rapidamente lugar ao horror. Duprat testemunha um dos episódios mais sangrentos da história da América Latina, a Batalha de Acosta Ñu. Mesmo sem homens em idade de lutar, o Paraguai se recusa a se render… Resta, portanto, às crianças seguirem para o front. Três mil garotos contra 20 mil soldados brasileiros, uruguaios e argentinos. O massacre dura sete horas. O cinismo de Duprat desmorona diante do choque. Desde então, no dia 16 de agosto, é celebrado no Paraguai o Dia das Crianças, em memória dos pequenos soldados massacrados em Acosta Ñu. A edição tem acabamento de luxo, com formato grande, capa dura com verniz localizado, 128 páginas em cores, impressas em papel couché de alta gramatura, além de um marcador de páginas exclusivo.

Amazon

História do Brasil em quadrinhos (Coleção - 2 volumes)

História do Brasil em quadrinhos (Coleção – 2 volumes)

Data de publicação: 25 de fevereiro de 2021
Editora: Europa
Adquira em: Amazon.com.br (clique aqui)

Sobre a obra História do Brasil em quadrinhos:

A Coleção História do Brasil em quadrinhos é composta por 2 títulos:–Livro História do Brasil em quadrinhos – Independência do BrasilPouca gente lembra – ou sabe – que o grito de Independência dado por Dom Pedro I às margens do Ipiranga, em 1822, teve sua origem muitos anos antes, na distante Europa, quando a ambição de Napoleão forçou a fuga da família real portuguesa para a então colônia do Brasil e mudou para sempre a nossa história. História do Brasil em Quadrinhos apresenta o encadeamento de todos estes fatos históricos de forma simples e descontraída. No livro aparecem os detalhes da chegada da família real ao Brasil, o Dia do Fico e a Independência de nosso País.

Amazon

As barbas do Imperador

As barbas do Imperador

Data de publicação: 27 de janeiro de 2014
Roteiro: Lilia Moritz Schwarcz
Ilustração: Spacca
Editora Quadrinhos na Cia
Adquira em: Amazon.com.br (clique aqui)

Sobre a obra As barbas do Imperador:

Misto de ensaio interpretativo e biografia de d. Pedro II, As barbas do imperador, de Lilia Moritz Schwarcz, foi um marco na historiografia brasileira, apresentando uma visão nova e reveladora de nosso passado. O livro materializava o mito monárquico ao descrever, por exemplo, a construção dos palácios, a mistura de ritos franceses com costumes brasileiros, a maneira como a boa sociedade praticava a arte de bem civilizar-se, a criação de medalhas, emblemas, dísticos e brasões, a participação do monarca e o uso de sua imagem em festas populares. Promovendo um diálogo fértil entre sua argumentação e a riquíssima iconografia da época, a autora mostrava de que maneira a monarquia brasileira se tornou um mito não apenas vigoroso, mas extremamente singular.
Nesta edição em quadrinhos de As barbas do imperador, Schwarcz volta à parceria com o premiado ilustrador Spacca, na dobradinha que já rendeu o best-seller D. João Carioca. Agora, Spacca conduz o leitor a um verdadeiro passeio pelos temas do livro, transpondo a linguagem do ensaio e da biografia ao universo das HQs de forma vibrante e esclarecedora. Dezenas de personagens da nossa história circulam pelos desenhos de Spacca, que recriou com fidelidade toda uma época, convertendo documentos, retratos, pinturas e obras arquitetônicas numa narrativa de tirar o fôlego. Ao fim, uma seção de extras amplia a discussão do livro, com textos sobre a Guerra do Paraguai, a escravidão e a fotografia no império, além de uma galeria de personagens do livro e uma alentada cronologia.

Amazon

D. João Carioca A corte portuguesa chega ao Brasil (1808-1821)

D. João Carioca: A corte portuguesa chega ao Brasil (1808-1821)

Data de publicação: 7 de dezembro de 2007
Roteiro: Lilia Moritz Schwarcz
Ilustração: Spacca
Editora Quadrinhos na Cia
Adquira em: Amazon.com.br (clique aqui)

Sobre a obra D. João Carioca: A corte portuguesa chega ao Brasil (1808-1821):

Há quem diga que d. João gostou tanto do Brasil que por aqui foi ficando. Mesmo depois que os franceses foram expulsos de Portugal, que aconteceu o Congresso de Viena, que a paz foi decretada e a guerra chegou ao fim, o prícipe português preferiu não voltar a ocupar o seu trono em Portugal. Na nova capital do Império, sediada no Rio de Janeiro, o príncipe regente reproduziu a pesada estrutura portuguesa, criou instituições e escolas, fundou jornais e o Banco do Brasil. Além do mais, encontrou um belo lugar para morar – a Quinta da Boa Vista -, onde ficava, sobretudo, apartado da esposa, Carlota Joaquina, que vivia em Botafogo. Esqueceu da guerra, sarou da gota e aproveitou o clima e as frutas dos trópicos. Acomodou-se de tal maneira que virou um “João carioca” – personagem popular de nossa história e cuja passagem pelo Brasil completa duzentos anos em 2008. Para lembrar dessa data especial, o cartunista Spacca e a historiadora Lilia Moritz Schwarcz narram a aventura da casa real que atravessa o oceano e pela primeira vez governa um império a partir de sua colônia americana. O livro reconta essa história usando a linguagem dos quadrinhos, elaborada a partir de extensa pesquisa, não só documental e historiográfica, como fielmente pautada na iconografia da época. A obra traz ainda uma bibliografia sobre o tema, uma cronologia que ajuda a entender os fatos no calor da hora e inclui uma galeria de esboços preliminares e estudos de personagens, cenários e vestimentas. D. João nunca foi tão brasileiro!

Amazon

Depois que o Brasil Acabou

Depois que o Brasil Acabou

Data de publicação: 10 dezembro 2021
Autor: João Pinheiro
Introdução:Rogério de Campos
Prefácio: Marcello Quintanilha
Editora Veneta
Adquira em: Amazon.com.br (clique aqui)

Sobre a obra Depois que o Brasil Acabou:

Premiado no Brasil e na Europa, aclamado como um dos principais autores do quadrinho brasileiro contemporâneo, João Pinheiro passou últimos anos registrando os tumultos que o Brasil tem vivido. O golpe político de 2016, as manifestações de rua, a violência policial e social, a desigualdade mantida a ferro e fogo, a vida nas quebradas e a destruição dos sonhos de o Brasil se ver finalmente livre do colonialismo e do racismo. No retrato feito por Pinheiro, o país é um campo de batalha onde a Preta Maravilha, Marighella, Mano Brown e Antônio das Mortes enfrentam Bolsonaro, Sérgio Moro, José Luiz Datena e um super-herói da Marvel Comics.

Amazon
Cumbe

Cumbe

Ganhador do Prêmio Eisner!
Duas indicações ao prêmio Rudolph Dirks (Alemanha), três indicação ao Prêmio HQ Mix (Brasil).
Uma HQ brasileira já publicada nos Estados Unidos, França, Itália, Alemanha, Portugal, Espanha, Polônia e Turquia.
Data de publicação: 1 de março de 2018
Editora: Veneta
Autor: Marcelo D’Salete
Adquira em: Amazon.com.br (clique aqui)

Sobre Cumbe:

Em Cumbe, Marcelo D’Salete retrata de forma inovadora a luta dos negros no Brasil colonial contra a escravidão. O livro traz histórias em quadrinhos emocionantes, protagonizadas por escravizados, mostrando a resistência contra a violência das senzalas brasileiras. Cumbe, a palavra banto que dá nome à obra, é rica em sentidos: é o Sol, o dia, a luz, o fogo e a maneira de compreender a vida e o mundo. Também é um sinônimo de quilombo.
Esta segunda edição traz novo posfácio do autor e desenhos inéditos.

Amazon

Angola Janga

Angola Janga

Prêmio Jabuti, “Melhor história em quadrinhos”
Prêmio Grampo de Ouro, “Melhor história em quadrinho do ano”
Uma HQ brasileira já traduzida para o inglês, francês, italiano, turco, alemão e espanhol.
Prêmio HQ Mix, “Melhor edição especial”, “Melhor Desenhista Nacional”, “Melhor Roteirista Nacional” e “Destaque Internacional”.
Data de publicação: 1 de novembro de 2017
Editora: Veneta
Autor: Marcelo D’Salete
Adquira em: Amazon.com.br (clique aqui)

Sobre Angola Janga:

Angola Janga, “pequena Angola” ou, como dizem os livros de história, Palmares. Por mais de cem anos, foi como um reino africano dentro da América do Sul. E, apesar do nome, não tão pequeno: Macaco, a capital de Angola Janga, tinha uma população equivalente a das maiores cidades brasileiras da época.Formada no fim do século XVI, em Pernambuco, a partir dos mocambos criados por fugitivos da escravidão, Angola Janga cresceu, organizou-se e resistiu aos ataques dos militares holandeses e das forças coloniais portuguesas. Tornou-se o grande alvo do ódio dos colonizadores e um símbolo de liberdade para os escravizados. Seu maior líder, Zumbi, virou lenda e inspirou a criação do Dia da Consciência Negra.
Durante onze anos, Marcelo D’Salete, autor de Encruzilhada e do sucesso internacional Cumbe, pesquisou e preparou-se para contar a história dessa rebelião que tornou-se nação, referência maior da luta contra a opressão e o racismo no Brasil. O resultado é um épico no qual o destino do país é decidido em batalhas sangrentas, mas que demonstra a delicada flexibilidade da resistência às derrotas.Um grandioso romance histórico em quadrinhos que fala de Zumbi, e de vários outros personagens complexos como Ganga Zumba, Domingos Jorge Velho, Ganga Zona e diversos homens e mulheres que compõe o retrato de um momento definidor do Brasil.

Amazon

O que você achou das sugestões de quadrinhos sobre História do Brasil? Você já conhecia algum desses quadrinhos? Se sim, então quais seus favoritos?

Austra Caroline
Come to the Dark Side. We have coffee with cookies! ☕

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here