Horimiya 04 – Todo Mundo Ama Alguém | Análise

971

Continuando o que foi introduzido no episódio anterior, Horimiya 04 desenvolve melhor seus protagonistas. A introversão de Miyamura e a luta de Hori para entender seus sentimentos são abordados. Mas, ainda, a história utiliza um pouco mais seus personagens secundários e é por aí que iremos começar.

Os secundários também amam!

Toru, até por ser o melhor amigo do protagonista, merecia alguma atenção que não se resumisse a sua amizade com Miyamura. Pois bem, neste episódio temos a introdução de um possível romance para o personagem. Ainda que clichê, a opção é claramente uma maneira de não deixá-lo a sombra de Miyamura em relação a Hori. Todavia, tal relação precisa ser bem desenvolvida, para evitar que sua parceira não seja somente sua segunda opção na ausência de possibilidades com Hori. Nesse sentido, acredito que o episódio lidou bem com a questão, não tirando totalmente o interesse do personagem de uma hora para outra.

Linearidade, gostamos!

Já sobre os protagonistas, a história volta a focar mais em Miyamura. Complementando o que foi introduzido no episódio anterior, já que falava também sobre a solidão dele na escola. Todavia, sortudos são os introvertidos que são ‘adotados’ por um extrovertido e foi o que aconteceu com Miyamura. O amigo de Miyamura é um belo ponto de equilíbrio e evolução para o personagem, ajudando ele em grandes passos. Não por coincidência, a relação com Hori é um passo grande também e a relação entre a primeira situação em sua infância e a de agora é bem feita pelo roteiro – e de maneira sutil.

Em conclusão, no fim de Horimiya 04, Hori fica doente. A situação é parecida com o mangá em que Miyamura ficou doente. Até onde eu li, Hori não havia ficado doente, então não sei se inverteram a situação, ou cortaram a gripe de Miyamura para evitar uma repetição de situações. Para surpresa do telespectador, Miyamura se declara a Hori, fazendo um contraste com tudo desenvolvido nestes dois episódios. Hori é quem estava lutando contra seus sentimentos, mas Miyamura foi quem deu novamente um passo importante em sua vida. Bom que não teve enrolação, ou mesmo uma preparação. De forma seca e tudo mais. Perfeito não é? Até a próxima análise!

Quem quiser saber quem sou, olha para o céu azul...Amante de infinitas coisas, desde animes, games, filmes, séries, música, futebol, literatura...Toda e qualquer uma dessas artes, mas, principalmente, a escrita, que torna minhas palavras imortais igual ao meu tricolor!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here