Yasuke estreou pela plataforma de streaming da Netflix, e antes do lançamento, foi revelado que seria sobre a história do samurai negro que viveu no Japão, por se tratar de algo verídico, rapidamente me senti muito motivado a assistir, pois, gosto de animes históricos com aquele toque de realismo, entretanto yasuke foi uma péssima surpresa.

A começar pelo desperdício do contexto histórico, que não foi utilizado, o anime preferiu seguir um caminho totalmente estranho, unindo robôs gigantes, superpoderes e samurais, uma louca mistura que dificilmente teria êxito.  

O samurai negro

A história do anime tem uma fundamentação real, e de fato existiu um samurai negro no Japão, o invejável e desejável título de samurai no Japão tradicional significava uma honraria para poucos japoneses dentro dos bushi. Normalmente o título era atribuído por hereditariedade e laços sanguíneos.

Na verdade, existem poucos registros históricos sobre a origem de Yasuke. Afinal, ele foi levado cativo de seu país natal e fora forçado a viver sob a condição de escravo. Apesar da falta de informações sobre Yasuke, acredita-se que ele tenha nascido entre 1555 e 1566 em Moçambique. Porém alguns historiadores apontam que seu país de origem fosse Angola ou Etiópia.

De qualquer forma, a suposição sobre o nome Yasuke leva a crer, que de fato, ele fosse moçambicano. Yasuke seria a versão japonesa de seu nome original: Makua. De acordo com a história, Yasuke era um homem de 1,82 metros de altura. Um padrão muito maior do que os japoneses daquela época que mediam aproximadamente 1,52 metros. Além disso, sua força e condições físicas eram equivalentes a de 10 homens e isso impressionou ainda mais Nobunaga.

Porém o que deixou o lorde mais impressionado foi a cor da pele de Makua. Incrédulo e admirado, Nobunaga nunca tinha visto alguém com essa cor. Coisa comum naquela época, pois o Japão sempre foi hegemônico e por muito tempo fechado ao ocidente. Essa mesma impressão acontecia com ruivos, loiros e pessoas de olhos claros também. Muitos japoneses passavam a vida sem ter visto pessoas com características diferentes das suas. A partir desse encontro o impensável aconteceu. Em pouco tempo esse misterioso homem passou a fazer parte da guarda pessoal de Oda Nobunaga.

Yasuke
Yasuke

Evolução

Após servir como guarda pessoal do grande daimyo, Yasuke foi nomeado samurai no ano de 1581 e foi alocado no castelo de Azuchi.

A jornada do moçambicano em terras nipônicas não deixa de impressionar. Após ser nomeado samurai, Oda Nobunaga convidou Yasuke para sua mesa de jantar. Um samurai ser convidado para a mesa de jantar de um daimyo era uma ocasião realmente rara, até mesmo para os samurais japoneses.

E as honrarias não pararam por aí, Yasuke também foi escolhido para ser o portador da espada de Oda Nobunaga. É realmente difícil explicar o que significava durante o período Sengoku ser o portador da espada do próprio daimyo. Não existia maior honraria para um bushi do que carregar a espada de seu mestre. Não há registros históricos de outros samurais que tenham conseguido tamanha honraria de um senhor feudal tão importante como Oda Nobunaga.

História do anime

O anime retrata o samurai exatamente como as informações citadas anteriormente, inclusive narrando o encontro do homem africano com os japoneses, o ponto de virada acontece quando o anime introduz os robôs e os personagens com poderes. De forma resumida, o anime vai intercalando momentos do presente e do passado, mostrando a trajetória do samurai, sua ascensão, batalhas e até mesmo o racismo da época, já que muitos não aceitavam a existência de um estrangeiro como samurai, e ainda mais por ser negro.

No início do anime, uma garota com poderes vive com sua mãe, uma mulher cantora misteriosa, que pede a ajuda do samurai para entregar sua filha a um médico, mas para isso eles precisam percorrer um longo trajeto. Essa garota tem poderes desconhecidos, e está na mira de vilões, que querem se apossar de tais habilidades, enquanto yasuke fica a cargo de protegê-las.

Yasuke
Yasuke e a garota com poderes misteriosos

Minhas impressões

O anime em um primeiro momento se mostra interessante, e até tem uma proposta bacana, mas é executado de uma maneira vergonhosa, no mínimo. O anime tem apenas 6 episódios, de forma que desenvolver plenamente a trama, explicando as motivações e dando sentido aos personagens, é praticamente impossível; O anime passa boa parte do tempo tentando atrair a atenção de quem assiste com um mistério confuso, e um drama franquismo.

Personagens surgem e desaparecem quando é conveniente para história, muitos momentos do anime não são explicados corretamente, inclusive o motivo da existência dos robôs e sobre o clã misterioso de uma das personagens, uma mulher que era membra do mesmo exército de yasuke. Com exceção da animação e da trilha sonora acima da média, com algumas cenas de lutas bem feitas e interessantes de ver, nada mais vale a pena nesse anime, foi um grande desperdício de uma história, que poderia ter sido muito mais bem aproveitada, resultado de algo feito as pressas.

Yasuke
Um dos robôs que aparecem no anime

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here