Irmãos Gêmeos – Resenha

74
Ano: 1988
Título Original: TWINS
Dirigido por: Ivan Reitman
Avaliação: ★★★★☆ (Ótimo)

Em Irmãos Gêmeos, Arnold Schwarzeneger e Danny Devito interpretam Julius e Vincent, dois irmãos gêmeos (não tão idênticos assim) que foram separados na maternidade. Julius é inocente e cresceu em uma ilha isolada de todo o mundo, enquanto que Vincent cresceu na cidade grande e aprendeu toda a malícia da sociedade. O encontro desses dois mundos vai culminar em uma grande missão envolvendo uma maleta que Vincent precisa entregar para um mafioso e também sobre a origem dos dois e porque eles são tão diferentes e ao mesmo tempo, tão iguais, como verdadeiros irmãos.

Irmãos Gêmeos é um clássico dos anos 80 e ainda um resquício de quando a sétima arte tinha o único intuito de divertir e entreter o público. A síntese do longa é muito simples: e se você descobrisse que tem um irmão gêmeo que é exatamente o oposto de você? Enquanto Julius é grande, forte e extremamente inteligente, porém inocente, Vincent é fraco, baixinho, não muito inteligente, mas bastante esperto no que diz às astúcias do mundo atual.

Durante todo o longa, os dois personagens se completam, como verdadeiros irmãos, tudo com muita diversão e algumas cenas bastante engraçadas. O filme não tem um grande vilão ou uma grande lição a ensinar, mas consegue divertir qualquer um que assista.

Desde cenas como Julius aprendendo a dirigir ou até mesmo a ter seu primeiro encontro, como algumas cenas bastante tristes, quando eles descobrem o paradeiro de sua mãe, o longa não deve em nenhum dos quesitos necessários para o entretenimento.

Irmãos Gêmeos é um filme imperdível para quem quer apenas se divertir com uma trama simples e engraçada.

Análise Crítica
Data
Título Original
Irmãos Gêmeos
Nota do Autor
41star1star1star1stargray
ANÁLISE CRÍTICA - NOTA
Irmãos Gêmeos
Trabalha com contabilidade a mais de 10 anos. No tempo livre, é escritor e publicou as obras Todas as Estrelas e a Última Estação (junto com seu primo Diego Betioli). Gosta muito de escrever e acredita que a arte pode melhorar o mundo e a vida das pessoas. É também um grande fã de Basket, principalmente da NBA e tem como hobby jogar esse esporte junto com os amigos. Fanático também pelos X-Men, não perde a oportunidade de sempre ter uma HQ dos heróis mutantes na mão. Contribui no Meta Galáxia nos assuntos Filmes e Quadrinhos, principalmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here