Joias Brutas (Uncut Gems, Netflix) – Resenha

Novo filme da Netflix traz um Adam Sandler inspiradíssimo em uma obra sufocante e visceral.

0
67

Joias Brutas (Uncut Gems) é um filme original da nossa amada Netflix em parceria com o estúdio A24 e que conta com direção dos irmãos Benny Safdie e Josh Safdie. O longa tem como ator principal o icônico (para o bem ou para mal?) Adam Sandler. Antes mesmo de estrear no catálogo da Netflix, Joias Brutas fez bastante barulho nos Festivais em que foi exibido. Então, abaixo vamos tentar justificar o porque desse alarde todo, já que, ele é realmente merecido. E o porque da atuação de Adam Sandler ter sido apontada por muitos como épica.

Joias Brutas (Uncut Gems, Netflix)

A Premissa de Joias Brutas

Howard Ratner (Sandler) é um comerciante da cidade de Nova York que possui uma joalheria, onde ele vende os mais diversos objetos preciosos, indo das joias propriamente ditas à relógios, pulseiras e outros adereços. Ratner tem certa fama na cidade, o que lhe rendeu diversos contatos aos longos dos anos. Dentre esses, surgiram muitas alianças e parcerias de negócio, mas o contrário também.

Joias Brutas (Uncut Gems, Netflix)

Ratner fez diversas inimizades com o passar do tempo. Ele sempre tenta uma nova investida no mundo dos negócios, aquele “salto” , como ganhar na loteria. Atolado em dividias e caçado por seus inimigos, Ratner encontra uma última saída: uma nova joia, uma opala vinda África. . Esta joia vai mudar toda a vida de Ratner (e dos que o cercam) e transformar a já conturbada vida do joalheiro em uma loucura sem precedentes. E olha que isso vai ter diversos desdobramentos totalmente malucos e imprevisíveis.

O Desenvolvimento da Trama

Como dissemos antes, acompanharemos a trama de Joias Brutas através de dos olhos (insanos) de Howard Ratner. Toda a loucura de Howard fica bem evidente logo no início do longa, porém essa é apenas a ponta do iceberg. Apesar de sacarmos isso, com o desenrolar dos fatos, vamos ficando cada vez mais perplexos com as atrocidades que vão acontecendo ao redor de Ratner. A cada nova aposta, ele em tese resolve um problema mas acaba criando outros dois. Ou seja, ele sempre acaba se enrolando em vez de resolver. Ao mesmo tempo, vamos entendendo um pouco como funciona esse mundo onde os personagens estão inseridos. É mundo frenético e visceral, onde não se tem tempo nem para respirar, vide a pressão e a cobrança inda por números e cifras.

Joias Brutas (Uncut Gems, Netflix) - Howard e Kevin Garnett

Conforme a trama de Joias Brutas avança, vamos acompanhando os outros personagens que estão inseridos nesse círculo de convívio de Ratner. Seus parceiros de trabalho, sua família, suas amantes e seus inimigos. Todos vão sendo bem desenvolvidos a medida das consequências dos atos Howard. Cada personagem tem participação pontual e nada está ali apenas para fazer cenário. Existem pequenos detalhes que acabam surpreendendo muito conforme o longa vai avançando. Como por exemplo, em um primeiro momento a participação de Kevin Garnett , que poderia aparentar ser algo mais como um caça-níquel ou aquelas participações quando famosos interpretam a si mesmos, apenas para elevar contratos com patrocínios e tudo mais. Mas não, Garnett tem um papel fundamental no filme, e isso se aplica aos demais personagens, que sempre quando estão em tela, tem algo a acrescentar.

Adam Sandler é sempre “Adam Sandler”?

É de conhecimento público que Adam Sandler sofre de um certo estigma. Como assim? Oras, faz alguns anos que sempre que o nome de Sandler é vinculado a algum filme, já surgem alguns comentários do tipo: “Xiii esse é um filme Adam Sandler”. Mas que raios isso significa?Adam Sandler passou muitos anos de sua carreira fazendo filmes muito parecidos, como comédias mais pastelonas e que no final tinham algum lado mais emotivo ou comédias românticas, onde no final eram filmes muito mais do mesmo. E isso acabou criando uma certa “bolha” para uma parte do público. Vários de seus filmes, antes mesmo de serem lançados, já eram julgados por esse todo esse “legado”.

Joias Brutas (Uncut Gems, Netflix)

Por mais que Adam Sandler tenha feito digamos algumas escolhas bem digamos questionáveis em alguns filmes (Cof, cof, Todo Mundo tem a Gêmea Que Merece, Esse é Meu Garoto) existem coisas bem legais nesses outros milhares de filmes que ele fez, mas que acabaram caindo em um certo desprestígio. Click e Como se Fosse a Primeira Vez, fazem parte dessa leva de filmes, que contam com premissas mais despretensiosas, só que acabam por entregar bons resultados. Afinal, quem não se emociona com o final de Click? Ou seja, de certa forma, Adam Sandler virou vitima de sua própria filmografia, já que ninguém o enxergava mais como um ator que poderia fugir um pouco dessa zona de conforto que ele havia criado, conscientemente ou não.

Muita calma nessa hora!

Para muitos, Adam Sandler fazia o mesmo papel em vários filmes. E com isso o nome do ator acabou entrando em lista de certo desprestígio, tal como Nicolas Cage. Que é um caso parecido, ficou refém de uma série de filmes parecidos e mal sucedidos que acabaram por deixar sua imagem subestimada como ator. Porém tanto Cage, quanto Sandler já haviam demonstrado seus potenciais em outros filmes. Mas isso infelizmente acaba caindo no esquecimento de muitos. Ou simplesmente acabam falando mal por falar, porque “todo mundo “está falando, entãoo logo, deve ser ruim mesmo.

Adam Sandler = Joia Bruta, O valor do ator resgatado pelos Irmãos Safdie

É interessante pegar o nome do filme Joias Brutas e aplicar o conceito disso ao próprio ator. Muita gente acaba se esquecendo desses momentos mais sérios dos filmes tidos como “pastelões” de Sandler. Mas se pegarmos a filmografia do ator, podemos citar por exemplo obras como: Os Meyerowitz: Família Não Se Escolhe (2017, de Noah Cumbach) e Embriagado de Amor (2002, de ninguém mais,ninguém menos que Paul Thomas Anderson). Filmes onde já havia sido explorada essa veia mais dramática do ator. Em Joias Brutas os irmãos Safdie levam esse lado dramático ao extremo. Eles enxergaram o potencial de Sandler e assim lapidam essa joia bruta , conseguindo extrair uma atuação digna de Oscar.

Joias Brutas (Uncut Gems, Netflix)  Howard e Julia

Howard Ratner é talvez o melhor papel de toda a carreira de Sandler. É incrível a entrega do ator em dar vida a um personagem tão cheio de nuances. Hora ele é apenas um vendedor, oras é um megalomaníaco, daqui a a pouco é (tenta ser) um pai de família. Não foi uma tarefa fácil, sem sombra de dúvida. Mas Sandler entrega o seu máximo ali, seja pelas suas expressões, surtos, trejeitos e demais coisas inseridas pelo mundo retratado pelos Safdie. Ponto para eles, que em conjunto com a Netflix / A24 entregaram um filme sensacional.

Mundo Insano e Sufocante

Não podemos de deixar de elogiar mais uma vez os diretores Safdie pela construção do cenário de Joias Brutas.Todos os pontos já citados acima acabam convergindo em um mundo totalmente insano. São pessoas que o tempo todo acabam fazendo uma loucura atrás da outra apenas para poderem entrar uma outra ainda maior. Em vários momentos do filme ficamos presos em várias emoções ao mesmo tempo. (Como a cena da porta da Joalheria que emperra).

Joias Brutas (Uncut Gems, Netflix) - Howard Ratner

Situações que pareciam engraçadas acabam por se desenrolar de certas maneiras doentias e sufocantes. É o caos potencializado do mundo moderno, da cidade grande e dos negócios. Nos mostrando o quanto somos escravos de nossos desejos e onde isso pode nos levar. O filme consegue expor isso muito bem, pois essa situação de incômodo e agonia acontecem várias vezes no decorrer da trama. Pois, isso tudo é resultado da direção competente, das atuações do elenco, da trilha sonora e fotografia que estão em harmonia, e assim prendem nossos olhos na tela com extrema aflição. A obra passa do cômico ao trágico em segundos.

Vale a pena ou não?

Joias Brutas é um baita filme. Isso é inegável. Uma agradável surpresa que traz uma atuação memorável do nosso querido (ou odiado rs) Adam Sandler. Um longa que certamente ficará na sua mente, pois ele faz você questionar a loucura que é a vida, e o que pode acontecer quando somos reféns dos nossos desejos. Howard Ratner não é um cara pobre, na verdade tem uma vida cheia de luxos. É um escravo do próprio status que criou para si. Apesar de cercado por joias e dinheiro, não reconhece o verdadeiro valor das coisas. Afinal, o que realmente importa? Quanto vale a sua vida? Qual é o preço de ser feliz?

O que acharam de Joias Brutas? Qualquer coisa deixa aí nos comentários a sua opinião. Até a próxima aqui no Meta Galáxia! Grande abraço e até mais!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here