O Golpista do Tinder (Netflix) – Resenha

Documentário baseado em reportagem real, O Golpista do Tinder conta o chocante caso (ainda em andamento) do golpista Simon Leviev.

O Golpista do Tinder, produção mais comentada da Netflix nesse início de fevereiro, é mais uma obra da popular onda de documentais true crime (embora não envolva necessariamente mortes). Prepare-se para ser fisgado pelo sempre sombrio e curiosos mundo dos golpes.

Quem dirige a produção é Felicity Morris, que produziu o aclamado documentário (também Netflix) Don’t F*ck With Cats: Uma Caçada Online, que é, inclusive, uma das mais bem-avaliados documentais da gigante do streaming. Se O Golpista do Tinder não chega a tanto, ao mínimo merece bastante atenção.


SINOPSE DE ‘O GOLPISTA DO TINDER’

Baseado na reportagem especial The Tinder Swindler (nome original homônimo do documentário da Netflix), produzida pelo portal norueguês VG, o longa narra a história de três diferentes vítimas: Cecilie, uma norueguesa que vivem em Londres; Pernilla, da Suécia; e Ayleen, da Holanda.

O que estas três mulheres europeias possuem em comum? Ambas conheceram o suposto magnata Simon Leviev pelo Tinder e foram enganadas por ele. A farsa de Simon, entretanto, vai muito além da mentira ocultada por meio dos encontros originados via aplicativo e se mostram uma escalada criminosa quase surreal.

UM POUCO DE CLICK BAIT, MAS NÃO MENOS IMPACTANTE

cecilie, uma das vítimas de Simon, ao lado do algoz, cena de o golpista do tinder

O Golpista do Tinder (ou mesmo o título original The Tinder Swindler, que pode ser traduzido da mesma forma) facilmente remete aos seus espectadores que o mais popular aplicativo de encontros do mundo é chave crucial de toda rede mentirosa criada por Simon ou até mesmo tenha alguma cobertura implícita nisso. Tal afirmação, porém, seria precipitada.

O Tinder em si nada mais é, neste caso, que o primeiro subterfúgio utilizado pelo criminoso – qualquer outro aplicativo de namoro ou mesmo uma rede social poderia ter sido utilizada para a abordagem criada pelo golpista israelense, que depois se desdobrou principalmente via Whatsapp. O uso do nome do app com tal ênfase para o documentário certamente possui um apelo de cliques (ou click bait).

Deixando o click bait de lado, a trama realmente envolve o espectador quando começa a se desenrolar e, embora tenha alguns desfechos previsíveis, não deixa de causar impacto e, pelo sentimento de revolta, prender quem está assistindo até o fim. Os relatos das vítimas podem parecer absurdos a quem está olhando do lado de fora, mas não somente são reais como palpáveis quando nos damos conta do grau de sociopatia de Simon Leviev.

cecilie e pernilla, vitimas de o golpista do tinder

Simon – na verdade Shimon -, como uma mente criminosa altamente patológica, possui todo um storytelling que o permitiu construir seu golpe durante anos, com pouquíssimos rastros a serem farejados. Pode ser fácil julgar as vítimas – como é mostrado no documentário, inclusive – uma vez que, após todo o sucedido, o desfecho de todas as trocas de mensagens e encontros com Simon parece óbvio. Mas nunca se deve culpar a vítima; e estamos, afinal, falando de um golpista altamente qualificado.

O personagem central – e infelizmente real – lembra, por exemplo, um caso que ficou muito conhecido aqui no Brasil: o de Marcelo Nascimento da Rocha, o Marcelo Vip, um dos maiores golpistas da história do país, que já se passou por executivo de grandes companhias e até mesmo policial. A existência de figuras como essas são quase surreais, e por isso suas histórias chocam por nos mostram o quão longe estamos de entender os limites da capacidade humana para o mal.

VALE A PENA ASSISTIR? VEREDITO SOBE ‘O GOLPISTA DO TINDER’

em seu jatinho, simon leviev, o golpista do tinder

Tendo-se em mente que o documentário é muito menos sobre o uso de aplicativos de namoro em si (que possuem muito mais casos bem-sucedidos do que golpistas bizarros) e muito mais sobre suscetibilidade e, sobretudo, um alerta os sinais que sociopatas como Simon podem emitir mesmo após um belo primeiro encontro, O Golpista do Tinder é mais um ótimo e recomendado true crime da Netflix.

É difícil entrar em mais detalhes sobre o enredo sem dar spoilers e por isso não o fazemos aqui, pois garanto: o impacto dos desdobramentos é fundamental para que a experiência também seja chocante a você. Recomendo também, após o filme, a leitura da matéria da VG hiperlinkada texto acima.

Já assistiu ao documentário? Compartilha o sentimento de revolta? Comente aqui!

Veja mais resenhas de filmes aqui no Meta Galáxia e fique por dentro das últimas novidades de filmes, séries, quadrinhos, mangás, animes e games. Siga nossas redes sociais:
Instagram
Twitter
LinkedIn

ANÁLISE CRÍTICA - NOTA
O Golpista do Tinder
Escritor, publicitário, louco por esportes e entretenimento. Autor de A Última Estação (junto com Rodolfo Bezerra) e CEP e um dos fundadores do Meta Galáxia.
Documentário baseado em reportagem real, O Golpista do Tinder conta o chocante de caso (ainda corrente) do golpista Simon Leviev. Embora um pouco alarmista, não deixa se ser perturbador e uma recomendada atração na Netflix.o-golpista-do-tinder-netflix-resenha

2 COMENTÁRIOS

  1. O documentário nos mostra o quão vulnerável é a verdade e como ela pode ser transformada em mentira.
    Da mesma forma como a mentira pode ser transformada em uma verdade temporária e mesmo assim ser recompensada.

    Acredito que um dia a conta vai chegar p esse rapaz, só que por enqto quem está pagando por ela são os corações e bolsos das envolvidas na trama.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here