Vingadores: Ultimato – Resenha

0
159
Vingadores Ultimato Resenha

Vingadores: Ultimato – Resenha do filme MCU

vingadores-ultimato-resenha-poster.jpg

Ano: 2019
Título Original: Avengers: Endgame
Diretor:  Anthony Russo, Joe Russo
Avaliação: ★★★★★ (Excelente)

Não é exagero algum dizer que Vingadores: Ultimato é, até o presente momento, o maior filme de super-heróis da história. Com potencial para se tornar o longa com maior bilheteria registrada (já são mais de 2 bilhões de dólares), a produção também foi o assunto mais comentado no Twitter na última semana, com a hashtag #AvengersEndgame e outras relacionadas figurando nos trending topics, especialmente nos quatro primeiros dias de lançamento.

A premissa do capítulo derradeiro deste primeiro ciclo de vida do universo Marvel nos cinemas não é nenhum segredo. Após o fracasso na batalha com Thanos em Vingadores: Guerra Infinita (confira a resenha) , com metade da vida em todo universo sendo dizimada, os heróis sobreviventes buscam uma alternativa para reverter o genocídio promovido pelo tirano. E, para isso, eles precisam da força de suas mentes mais brilhantes – e um bocado de coragem para colocarem muita coisa em jogo.

vingadores-ultimato-resenha-01

Sem entrar em spoilers, é sabido muitas das situações que o filme expõe (até em virtude de flashes revelados no trailer); ainda assim, Vingadores: Ultimato surpreende do início ao fim, começando, inclusive, com uma cena pré-crédito de tirar o chão. E, em menos de dez minutos, outra surpresa de deixar qualquer espectador boquiaberto. “E agora???”, você pensa. É literalmente, só o começo!

Vingadores: Ultimato fecha com chave de ouro os onze anos de MCU, entregando um filme magnífico, com a resolução da estória de seus principais personagens, dos conflitos e da missão dos heróis. É um longa de heroísmo completo, que entrega uma batalha final memorável e extremamente bem produzida e sincronizada; um espetáculo cinematográfico como poucos vistos. A direção dos irmãos Russo é primorosa.

vingadores-ultimato-resenha-03.jpg

É claro, no entanto, que Vingadores: Ultimato jamais seria tão grandioso não fosse o trabalho precioso desenvolvido pelo MCU ao longo destes onze anos e 22 filmes. Tudo foi pensado e produzido meticulosamente pela Casa das Ideias para convergir em seu apogeu; e, mesmo tendo alguns percalços no caminho (como Homem de Ferro 3…), todos os filmes foram importantes para as resoluções que são expostas em Ultimato.

O longa é, também, uma grande homenagem a todos estes filmes, trazendo um forte apelo nostálgico a quem acompanhou este universo desde o princípio, com o primeiro Homem de Ferro (2008). É, sobretudo, a coroação do elenco principal: Scarlett Johansson, Mark Rufallo, Jeremy Renner e Chris Hemsworth estão eternizados como Viúva Negra, Hulk, Gavião Arqueiro e Thor. Mas, especialmente, Chris Evans como Capitão América e Robert Downey Jr. como Homem de Ferro são, hoje, sinônimos de seus personagens e talvez os maiores heróis de quadrinhos no cinema.

vingadores-ultimato-resenha-04.png

Se você é um grande fã deste heróis e acompanhou o MCU desde o início, Vingadores: Ultimato irá te fazer sorrir e, principalmente, chorar do início ao fim. É a catarse dos super-heróis e seus fãs. Mais que um filme, é um marco na confluência entre cinemas e HQs, a prova definitiva de que é possível dialogar entre diferentes artes e conquistar o público por meio de um trabalho precioso, dedicado e pensado, sobretudo, no carinho que o público possui com estes personagens.

vingadores-ultimato-resenha-05.jpg

O longa deixa ainda uma série de possibilidades para seu próximo ciclo (embora não haja cena pós-crédito, o que é ótimo, neste caso). Qual sua expectativa para o futuro do MCU? O que achou do filme?

Confira outras resenhas de filmes aqui. Siga o Meta Galáxia nas redes sociais!

ASSINATURA

Análise Crítica
Data
Título Original
Vingadores: Ultimato
Nota do Autor
51star1star1star1star1star