Sangatsu no Lion (March Comes In Like A Lion) – Resenha

Um anime que tem o poder de transformar vidas!

693

Sangatsu no Lion – Resenha

(March Comes in Like a Lion) - Poster
Título Original: 3-gatsu no Lion / March Comes In Like A Lion  / 3月のライオン
Exibição Original: 1ª  Temporada (8 de Outubro, 2016 até 18 de Março 2017) – 2º Temporada (14 de Outubro 2017 até 31 de Março 2018)
Estúdio: Shaft  | Nº de Episódios: 44 (22 por temporada)
Direção: Akiyuki Shinbou
Disponível: CRUNCHYROLL –  NETFLIX

Sangatsu no Lion… fazia muito tempo que queria fazer esta postagem sobre esse anime. Mas tinha que deixar as palavras certas surgirem aos poucos. Geralmente quando começamos a assistir algo, acabamos criando uma certa expectativa sobre a obra (ou até mesmo antes) só de ler a sinopse ou ver um trailer. Com Sangatsu no Lion (March Comes Like a Lion) isso foi uma experiência um pouco diferente. A sinopse não era assim “tão” chamativa, pois parecia ser mais um slice of life dentre tantos outros. Porém o visual da abertura e encerramento me ganharam instantaneamente, assim como suas respectivas músicas. Logo, resolvi dar uma chance para a obra. E não poderia ter feito escolha melhor.

Nessa postagem sobre Sangatsu no Lion, iremos falar sobre as duas temporadas (cada uma delas tem 22 episódios) que o anime teve pois elas realmente se complementam. O anime é baseado no mangá homônimo da autora Chika Umino, que é bem conhecida por outra obra bem famosa: Honey & Clover. E antes de mais nada vale frisar que talvez esse texto seja um pouco mais longo que as resenhas normais aqui, pelo deste ser que vos escreve. Pois essa postagem pode terá uma abordagem um pouco mais pessoal. Isso se deve ao impacto que a obra teve sobre este que vos fala. Então sem mais delongas, vamos a resenha de Sangatsu no Lion.

A Premissa de Sangatsu no Lion

(March Comes in Like a Lion) - Kiriyama rei

A trama de Sangatsu no Lion nos apresenta Kiriyama Rei, um adolescente de 17 anos que é um prodígio do shogi (uma espécie de xadrez japonês). Apesar de ser um gênio, Kiriyama é uma pessoa muito introspectiva e solitária. E por conta disso, acaba sendo alvo de brincadeiras e de bullying. Muito do seu comportamento se deve por conta de um grande trauma de seu passado: que foi a perda dos seus pais e sua irmã mais nova em um acidente de carro. Sem muitas perspectivas, Kiryama acaba vivendo sua vida no modo automático. E apesar de ser bem sucedido no shogi, existe um grande vazio em sua existência. Sua vida banal e em tese sem graça, passa a mudar quando ele sem querer acaba conhecendo as irmãs Kawamoto. Este encontro mudaria a sua vida para sempre.

Quando pegamos e olhamos a trama de Sangatsu no Lion, já podemos especular que Kiriyama Rei é um personagem daqueles deslocados por conta de não se encaixar nos moldes da sociedade, e que irá passar por alguma provação ou acontecimento que irá mudar as suas perspectivas sobre a vida. E em tese é mais ou menos por aí que o anime segue, porém, o grande diferencial de Sangatsu no Lion é a sua narrativa, utilizando um casamento praticamente perfeito de roteiro e visual, fazem da obra algo único.

(March Comes in Like a Lion) - A Ponte

A abordagem sobre a vida de Kiriyama Rei é algo realmente único. A maneira como os dramas do protagonista são postos, ou melhor, expostos, são altamente críveis e palpáveis. No começo do anime somos apresentados ao nosso protagonista que é um cara tímido, e isolado na dele. Externamente tudo aparenta que ele é um jovem tranquilo e apenas quieto. Apesar de mal falar ou interagir, por dentro Kiriyama é um verdadeiro caos de sentimentos. E esse é um dos pontos interessantes de Sangatsu no Lion, como ele aborda os sentimentos do protagonista. O anime tem um tom extremamente intimista, o que vai nos levar a uma viagem por todos esses sentimentos e nos fazer refletir.

A batalha Intimista do ser Humano

(March Comes in Like a Lion) - Rei

Por ser um personagem introspectivo, isso possibilita uma narrativa mais intimista e pessoal acerca de Kiriyama. Ou seja, principalmente no início, não veremos o personagem sendo eloquente e nada do tipo, mas seus pensamentos e sentimentos não param. Apesar de ser aparentemente calma e sereno por fora, por dentro Kiriyama trava lutas ferrenhas contra seus próprios medos, ansiedade, solidão e depressão. Ele tem a consciência de tudo isso, sabe que está no meio desse mar turbulento, mas ainda assim está se afogando e não consegue se agarrar a nada. É apenas inevitável.

E quando esse tipo de pensamento chega até ele, o anime literalmente o trata assim, com um visual arrebatador e experimental, que nos faz sentir o que ele está passando. Você acaba por se sentir sufocado e sem ar, e chega até a doer um pouco. Mais uma vez ressaltando o grande trabalho de Sangatsu no Lion na parte técnica de direção e animação do estúdio Shaft.

Os sentimentos de Kiriyama são tão bem desenvolvidos e expostos que essa dor e angustia dele são muito “reais”.  Aliás, o anime acerta muito ao arriscar no visual dessas demonstrações de sentimentos. Pois a trama do anime em si ela é bem lenta, pois ela é literalmente o dia a dia de Kiriyama. Porém com esses recursos visuais, o anime ganha uma outra “cara” que faz com que ele demonstre ainda mais significado das cenas, e assim realçando as situações de Sangatsu no Lion, desta maneira não deixando o anime ficar monótono apesar do ritmo “devagar”.

E em meio a todos sentimentos que afligem o nosso protagonista, vamos tendo vislumbres do porque ele está nessas condições. Como dissemos antes, muito se deve ao trauma do acidente que ocasionou a perda de seus pais e de sua irmã mais nova. Como consequência disso, além de ficar órfão ele acabou sendo adotado por um grande amigo de seu pai. Apesar de ter um novo lar, com um pai, uma mãe e dois irmãos, Kiriyama nunca se sentiu parte daquilo. Estava em uma casa, mas aquele não era o seu lugar.

(March Comes in Like a Lion) - Masachika Kouda

Assim como o pai de Kiriyama, este senhor que o acaba acolhendo também é um jogador de Shogi e seu nome é Masachika Kouda, o patriarca da família. Apesar de a família ser boa em relação a Kiriyama, ciúmes e atritos acabam nascendo entre eles, principalmente em relação dele aos dois filhos do casal. Em especial com a filha, Kyouko Kouda com quem Kiriyama tem uma estranha relação que ganha relevância no decorrer da série, (mostrando o lado de Kyouko em relação à ele). E como isso acaba reverberando lá na frente.

Sangatsu no Lion (March Comes in Like a Lion) - Família Kouda

Pelo fato do patriarca ser um jogador, naturalmente ele espera que seus filhos sigam esse caminho e se tornem grandes jogadores profissionais. Apesar dos dois serem bons e se esforçarem, Kiriyama acaba por se destacar naturalmente, pois ele é um gênio do shogi. E isso é uma verdadeira bomba relógio dentro da casa. Pois o clima acaba ficando cada vez mais pesado, já que Kiriyama se sente culpado de estar em uma outra casa e tirando o brilho dos “filhos” do casal que os acolheu. Essa culpa passa a pesar cada vez mais no jovem, que decide então morar sozinho.

Só nós sabemos (ou pensamos assim) as nossas dores!

Sangatsu no Lion (March Comes in Like a Lion) - Kiriyama

E essa decisão exemplifica muito o estado espiritual / sentimental dele. Quando conhecemos o apartamento do rapaz, notamos o quão vazio e escuro ele é. Apesar de ser um lugar até que grande, ele não possui móveis ou decorações. É um lugar que parece sem vida, sem alegria alguma. Esse cenário é quase como uma externalização dos sentimentos de Kiriyama. Ele se sente deslocado e vazio. Muitas pessoas poderiam (e olham) para ele e sentem uma certa “inveja”, já que ele tem apenas 17 anos, estuda e ganha a vida jogando shogi profissionalmente. Para muitos isso é quase um sonho. Um garoto tão promissor e com uma independência dessa. Mas quando olhamos para ele, vemos que a realidade não é bem sim. Sangatsu no Lion nos leva literalmente para dentro do turbilhão de sentimentos e pensamentos de Kiriyama Rei.

(March Comes in Like a Lion) - Que trabalho da Shaft

Apesar de todo o seu potencial, ele se sente solitário e depressivo. Mas por que? Todas essas frações que vamos acompanhando do personagem nos fazem entender e principalmente sentir que seus sentimentos e anseios são reais. Não é apenas alguém fazendo drama, e de repente  vem alguém com diálogos otimistas e tudo se resolve. A coisa é um pouco mais séria em Sangatsu no Lion, nada é banalizado. Kiriyama Rei é preso por amarras que ele sabem que existem, mas não sabe como sair, ou na verdade se quer sair, pois acabou se acostumando a aquela situação incomoda. Veja, quantas vezes não nos sentimos assim? Temos a consciência do problema, mas não conseguimos agir. Por que?

O medo de recolher os cacos  de vidro e se cortar novamente.

Sangatsu no Lion (March Comes in Like a Lion) - Rei-Kun

Em Sangatsu no Lion podemos começar a supor algumas respostas para isso. Talvez seja por medo? Medo de nos arriscarmos mais uma vez e assim estarmos machucados de novo? E então seria preferível aceitar esse estado e seguir a vida assim mesmo? Talvez seja isso, mas não dá para afirmar, afinal cada pessoa é um ser humano diferente, que pensa e age de maneira única. Mas digamos que seja mais ou menos por aí. E vamos supor, se no meio desse vazio, surgisse uma pessoa (ou mais) disposta a recolher esses cacos de vidro e juntar tudo outra vez? Disposta até a se arranhar e se cortar para juntar esses pedaços? Já pensou existir pessoas capazes de te reconstruir dos pés a cabeça e principalmente do seu coração até sua alma. Pois é, essas pessoas existem, e felizes são aqueles que conseguem notar isso.

As Irmãs Kawamoto e o contraste de mundos.

(March Comes in Like a Lion) - As Irmãs Kawamoto

Para Kiriyama Rei, essas pessoas são as irmãs Kawamoto. Ele não fazia ideia de que o simples fato de conhecê-las, iria mudar todo o seu status quo. O encontro acontece por acaso, e quando percebemos Kiriyama recebe ajuda delas que o levam para casa, e lhe oferecem um jantar. Elas simplesmente o acolheram por pura bondade depois de o encontrarem em um momento de necessidade. Quando ele se encontra nessa casa, temos um cenário totalmente inverso do que vimos no seu apartamento. A casa é pequena, porém cheia de vida, iluminada, preenchida com sorrisos e cores fortes. É um contraste tão gritante que Kiriyama se sente totalmente perdido, já que está acostumado com o oposto. Mais uma vez a parte visual é um verdadeiro show, pois ao retratar a casa das Kawamoto, vemos tantas cores lindas e fortes que ficamos deslumbrados.

Sangatsu no Lion (March Comes in Like a Lion) - O apartamento de Rei
Sangatsu no Lion (March Comes in Like a Lion) - A casa das Kawamoto

As irmãs Kawamoto são compostos por: Akari – que é a irmã mais velha e quase uma mãe para a casa. Ela cumpre esse papel, já que sua mãe é falecida e seu pai sumiu, então ela assume as rédeas da casa, trabalhando e cuidando das irmãs mais novas.  Depois temos Hinata, uma adolescente quase da idade de Kiriyama que é bem extrovertida e alegre, e sempre disposta a ajudar os outros. E terminando temos Momo, a caçula. Praticamente uma bebê, ela é ingênua e divertidíssima. 

Junto com as três, mora também o avô delas, que tem uma loja de doces, onde elas também ajudam na fabricação e venda dos mesmos. O ambiente de convívio deles é aconchegante, engraçado e principalmente feliz. É possível sentir esse “calor” de bons sentimentos transbordando pela tela. Pois pelo olhos tristes de Kiriyama, vamos percebendo que essas coisas podem existir. Assim Kiriyama passa a criar um pequeno laço com elas mesmo sem perceber no início. Pois, apesar do contraste entre dois mundos, tanto de um lado quanto do outro, passaram por problemas e traumas, e assim a empatia entre as partes começou a florescer.

Além desses pontos principais, mais para frente no texto, vamos abordar com mais ênfase a jovem Hinata Kawamoto, pois ela tem um papel fundamental dentro da série que precisa de um espaço próprio para se falar, pois é algo que é de extrema importância não apenas para o desenrolar da trama, mas uma importância que transpassa o anime.

Rivais / Amigos e o impacto das pessoas nas nossas vidas.

(March Comes in Like a Lion) - Harunobu Nikaidou

As irmãs Kawamoto serão o principal catalisador da mudança na vida de Kiriyama Rei, mas além das três, existem outros personagens que cruzam o o seu caminho que terão grande impacto na sua jornada. Por exemplo temos o seu amigo / rival de shogi: Harunobu Nikaidou. Quando o personagem é apresentado, aparentemente é apenas um “rival do protagonista” que quer derrotá-lo a todo custo. Mas no decorrer da série, visualizamos um pouco de sua história e assim vemos que assim como os outros em relação a Kiriyama, talvez o tenhamos julgado de maneira muito simplória, ou até mesmo utilizando de esteriótipos. Quando na verdade, assim como Kiriyama, Nikaidou também tem sua grande batalha de vida.

Sangatsu no LionLike a Lion) - Kai Shimada

Outro personagem importantíssimo para Kiriyama é Kai Shimada. Na verdade, ele não é só importante para ele, mas para a trama como um todo de Sangatsu no Lion. Ele assim como Kiriyama, é um jogador de Shogi que persegue o sonho de se tornar o melhor. Mas o tempo tem passado e com isso Shimada está perdendo aos poucos o espirito de que ainda pode conseguir lutar pelos seus sonhos. Ele tem um papel importante na vida de Rei e ao longo do anime ganha muito espaço, ganhando um arco próprio que é simplesmente emocionante. É sem dúvida um dos melhores personagens de Sangatsu no Lion.

Sangatsu no Lion (March Comes in Like a Lion) - Touji Souya

Touji Souya é outro grande jogador de Shogi. O seu estilo se assemelha muito ao de Kiriyama, e assim ele mesmo o enxerga como um rival a ser batido. Souya tem um jeito reservado e esconde um segredo sobre si. A participação dele não é muita longa, mas é de extrema importância pois ele acaba por impactar Kiriyama, ao passo que o nosso protagonista tenta entendê-lo enquanto traça um paralelo consigo mesmo.

Sangatsu no Lion (March Comes in Like a Lion) - Professor Takashi Hayashida

Temos também o professor Takashi Hayashida, que leciona na escola onde Kiryama estuda. Hayashida é um apaixonado por shogi, tanto que acompanha diversas revistas do assunto e se surpreende quando conhece Kiriyama, já que ele é um dos grandes nomes do momento. Porém, ele acaba se aproximando do garoto ao notar o quão distante e solitário ele é. O professor passa então a assumir um papel de irmão mais velho ao dar diversos conselhos e ao compartilhar assuntos banais do cotidiano, de forma a fazê-lo se interagir mais com o mundo ao seu redor.

Sangatsu no Lion (March Comes in Like a Lion) - Rei e Kyouko

Ou seja, cada um desses personagens (e outros que aparecem) acabam por impactar Kiriyama (seja de forma direta ou indireta) sobre sua percepção de mundo e vida. Aos poucos, sua casca de proteção vai se rompendo e criando pequenas frestas, onde a luz começa a entrar. Ao longo das duas temporadas  de Sangatsu no Lion isso vai ficando cada vez mais perceptível. A primeira temporada é mais focada no próprio Kiriyama, mas sempre com espaço pros coadjuvantes. Já na segunda o papel meio que se inverte, e são os coadjuvantes que ganham mais espaço, e no final o resultado é uma mescla de troca de experiências, onde todos os encontros e pessoas tem a sua devida importância.

O Bullying, e como lidar com isso?

(March Comes in Like a Lion) - Hinata Bullying

Conforme falamos antes, Hinata Kawamoto teria que ter um espaço à parte nesse texto. Isso se deve porque na segunda temporada, ela é a protogonista de um arco envolvendo bullying na escola onde estuda. Tudo começa quando Hinata acaba percebendo que um grupo de meninas da sua classe estão fazendo bullying com uma menina e a coisa está ficando cada vez mais pesada. A menina se chama Chiho Sakura, é uma amiga próxima dela, e assim ela tenta entender o que está acontecendo.

Devido a sua criação e seu enorme coração, Hinata acaba por se aproximar da menina e lhe oferece apoio e ajuda. A própria Chiho fala pra ela se afastar, uma vez que se ela vir a interferir, ela pode acabar se tornando o próximo alvo dessas garotas, que são lideradas pela aluna Megumi Takagi. Ignorando o conselho, Hinata acaba por ajudar a menina, e aí um verdadeiro inferno começa em sua vida.

Sangatsu no Lion (March Comes in Like a Lion) - Hinata Kawamoto

Bullying é um tema que sempre costuma aparecer em diversas obras nos últimos anos, sejam animes, séries e filmes. Umas a tratam de maneira muita concisa e delicada, pois é um assunto que requer esse cuidado. Um bom exemplo disso é o filme em anime A Voz do Silêncio (Koe no Katachi), onde temos um retrato muito impactante do bullying e de suas consequências, tanto para a quem sofre quanto para quem o pratica.

Outras obras por aí já não o fazem com tanto zêlo, e assim banalizam o assunto, e o tratam apenas como algo para chocar o público, mas sem pensar no contexto todo da situação. Assim podendo gerar apenas algo superficial e gatilhos que não servem para nada, além de gerar audiência com a desgraça alheia. Sangatsu no Lion é sem dúvida alguma, uma das melhores obras que abordam esse assunto. Pois o faz com muita propriedade e principalmente responsabilidade.

Hinata Kawamoto = Uma Verdadeira Heroína

Sangatsu no Lion (March Comes in Like a Lion) - Hinata e Takagi

O Bullying é uma situação complicadíssima. E no Japão isso parece ser ainda pior, pois quando você recebe o “alvo”, a coisa fica muito séria. E aqui em Sangatsu no Lion não é diferente. Pois como Chiho havia avisado Hinata, quem interfere acaba por se tornar a próxima vítima. Ao se tornar o alvo, Hinata começa a ver o tamanho das crueldades que aquelas garotas faziam consigo. Os demais alunos não podem interferir justamente por isso e as ações são cada vez piores, transformando a vida escolar e pessoal dela em um verdadeiro sofrimento. Ao olhar para as colegas ao lado, não há ajuda. Ela não quer preocupar os familiares que já tem problemas demais. Hinata não sabe pra onde correr, então como sair dessa situação? Opa, vamos falar com a professora, ela vai ajudar, uma vez que ela está na sala de aula e acompanha tudo, certo? Ledo engano.

Esse lado da instituição também é bem explorado em Sangatsu no Lion. A professora responsável pela sala de Hinata não toma nenhuma providência quanto ao assunto. E não é por não saber, na verdade é por verdadeira omissão mesmo. Ao ser chamada por conta disso a professora diz que são simples brincadeiras e que tudo é uma fase e que logo isso passa. Tão grave quanto quem pratica, é a falta de ação por parte do corpo docente ou responsáveis de determinada área. Se não há apoio de nenhum lado, como superar isso? O anime deixa um grande sinal de alerta: Olhem com mais cuidado ao próximo que pode estar passando por isso.

(March Comes in Like a Lion) - Takagi e Hinata - Bullying

É aí que começa a brilhar o quão grandiosa é Hinata Kawamoto. Ela vai suportando dia após dia, por mais difícil que seja, aguentando tudo sozinha e de cabeça erguida. O que chega a surpreender Takagi e suas aliadas, por ela não sair correndo e desistir. A reação mais natural nestes casos é realmente ficar acuado e fugir do confronto. Tanto que muitos alunos acabam deixando a escola por não suportarem tamanha pressão, assim tendo que pedir transferência ou simplesmente acabam por perder o ano letivo. De forma que se prejudicam tanto na escola como na vida pessoal, pois é um grande trauma que carregam consigo, levando a depressão ou coisas piores. Por isso é importante as instituições estarem atentas ao que se passa com seus alunos.

Hinata, a heroína.

Porém, em determinado dia a pressão é demais até para ela, e assim sua família acaba percebendo que há algo de errado. Ao contar tudo que está se passando, a própria família Kawamoto acaba por aconselhar ela a se afastar da escola. Mas Hinata tem algo dentro de si que está reverberando. E ela se recusa a fazer isso para o espanto de todos. Por um simples motivo. Ela simplesmente não entende por está passando por isso. Ela diz a sua família e a Kiriyama algo mais ou menos assim:“Não importa o que aconteça aqui, se eu vou sobreviver e me formar, eu ganho!” Essa coragem surpreende a todos (principalmente nós) e até o avô dela acaba por dizer: “Nossa, quanta coragem vem dessa menina em enfrentar algo assim. Nem um adulto teria uma atitude destas! Acho que ela nos ensinou muito hoje! Ela é uma verdadeira heroína

 Akari e Hinata

Apos isso, todos da família e Kiriyama se juntam e cobram uma atitude mais firme da escola. A Professora ainda está omissa e não presta ajuda, então cabe a Akari (a irmã mais velha de Hinata) pedir ajuda para a direção da escola intervir na situação. É onde vimos entrar em cena o professor substituto, e este começa a entrar no detalhe do assunto, assim dando suporte para Hinata e tentando entender o cenário todo. Ao fazer isso, ele acaba por abordar não só Hinata, mas também Takagi, de forma a tentar elucidar o porque das atitudes da garota. Esse é um momento chave para a resolução do problema, pois como falamos acima, o apoio das instituições de ensino são fundamentais nesses casos.

Entendendo o problema e buscando uma solução – A responsabilidade de Sangatsu no Lion

Sangatsu no Lion (March Comes in Like a Lion) - Hinata e o Professor.

Ao abordar as alunas, ele também acaba por chamar seus responsáveis para saber como são as meninas em casa, e como são os ambientes familiares. E aqui ele acaba por começar a desvendar o porque de Takagi agir de tal maneira a praticar bullying. É simplesmente primorosa a maneira como Sangatsu no Lion conduz essa situação. Pois a obra aborda o contexto de todos os lados, nos mostrando o lado de quem sofrem pratica e da escola. As conversas deste professor com as meninas é algo incrível.

Totalmente oposto da professora anterior, ele entra no detalhe pra tentar ajudar a resolver o problema e acaba se envolvendo também. A pergunta de Hinata sobre o porque alguém passa a fazer bullying passa a começar a ter uma resposta, pelo menos no que tange a Takagi. O anime acerta muito ao mostrar o lado da antagonista e os os motivos que levaram ela a ser quem é. É outro ponto de alerta, as vezes os problemas estão ali, mas a negligencia por parte da escola / família podem causar muitos danos.

Takagi

Sangatsu no Lion faz com muito primor a abordagem desse assunto tão delicado que é o bullying. Expõe todos os lados, todas as feridas e ainda dá uma verdadeira aula de responsabilidade em como podemos conduzir uma situação dessas em busca de uma solução. É importante estar atento a tudo, nos detalhes, as pessoas dão sinais de que estão sofrendo, e isso pode se aplicar tanto para quem sofre / pratica bullying. Tentar entender o próximo, ter empatia é um grande passo pra superarmos isso. Afinal, por que alguém fere o outro?

O Ponto de Virada e a quebra da barreira de Kiriyama

(March Comes in Like a Lion) - Kiriyama e Hinata

Todo o arco descrito acima acaba por atingir não só Hinata e sua família, mas também o jovem Kiriyama Rei. Como dissemos no começo da postagem, ele também sempre foi vítima desse tipo de comportamento, mas nunca enfrentou isso dessa maneira, sempre acabou ficando quieto até que a situação se normalizasse. Ao ver as atitudes de Hinata, algo realmente muda dentro dele.

Há uma cena onde isso fica ainda mais evidente. Hinata está em uma ponte, sofrendo por conta de tudo que está passando. Kiriyama a encontra, e ela começa a desabafar e assim acaba por revelar os seus medos ao estar enfrentando tudo isso e acaba por baixar a guarda e demonstrar um lado mais vulnerável e aos prantos diz: “Eu estou com medo. Eu vou ficar sozinha contra todas elas. Mas eu não me arrependo de nada! Eu não posso aceitar isso! Porque eu definitivamente não fiz nada de errado!

(March Comes in Like a Lion) - Hinata, a salva vidas.

Toda aquela casca contra laços acaba por se desfazer, e assim toda a luz que emana da coragem de Hinata acaba por invadir a escuridão que habitava dentro dele. Novas cores e sentimentos o invadem, de tal forma que ele nem mesmo poderia imaginar. Pela primeira vez na vida, Kiriyama admite estar sentindo algo que vai além do racional, e é quando ele se dá conta de que, ele encontrou algo muito precioso que ele precisa proteger. Finalmente ele tem um propósito em sua vida, que antes funcionava de maneira quase automática. Hinata acabara por salvar Kiriyama mesmo sem ele saber que precisava ser resgatado. Ao fazer o bem, Kiriyama ganha em dobro. Essa cena é simplesmente maravilhosa e emocionante. Um primor de roteiro, e arte por parte da produção. Uma cena transformadora pra guardar na alma.

Sangatsu no Lion ; Uma obra-prima que pode transformar vidas!

Sangatsu no Lion (March Comes in Like a Lion) - Hinata e Rei.

Após todos os principais pontos das suas temporadas de Sangatsu no Lion, já ficou bem evidente o quanto a obra é simplesmente incrível. Por todo o trabalho de narrativa que o anime faz sem pressa alguma, nos ajuda a compreender a luta de Kiriyama contra seus medos e obstáculos. A trama intimista nos leva pra dentro do personagem e aos poucos podemos notar os pequenos detalhes que fazem de leve grandes transformações em sua vida. E não apenas ele, como por outros personagens tão bem construídos.

Rei e Hinata

Além da trama magnífica, a produção do anime é fabulosa. Poucas vezes pudemos notar um equilíbrio tão perfeito entre roteiro e arte. Sem brincadeira, a parte visual de Sangatsu no Lion é uma verdadeira obra de arte. Tudo é muito bem pensado e bem feito, isso no que tange ao visual e trilha sonora também é sensacional. Um trabalho de direção como poucos, já que não é fácil prender a atenção do público quando temos uma obra com um ritmo “lento” e temas tão intimistas e pessoais. Antes que alguém pergunte: o anime tem defeitos? Olha sinceramente, não lembro. (E nem faço questão. rsrs)

 Kiriyama Rei.

Sangatsu no Lion é um anime que é sim uma verdadeira obra-prima, principalmente a segunda temporada. A primeira já havia sido excelente, mas a segunda fecha tudo de maneira perfeita. É um anime que nos mostra como lidar com diversos assuntos espinhosos e delicados, onde muitos não tem coragem de tocar. E ao fazer isso da maneira como é retratado aqui, é simplesmente incrível. É uma obra que pode mudar vidas, pois nos mostra a importância e o impacto das pessoas nas nossas vidas. E também muito da nossa relação com o nosso “eu”. E principalmente, que também temos que nos permitir sentir novas emoções e abrir nossas janelas pra enxergar o mundo lá fora, e assim deixar entrar um pouco de luz na nossa alma.

Confira outras resenhas de animes e mangás aqui. Siga o Meta Galáxia nas redes sociais!

Análise Crítica
Data

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here