The Promised Neverland – Resenha dos Episódios 3 e 4 do Anime

0
189

The Promised Neverland – Resenha dos Episódios 3 e 4 do Anime – Com bons momentos de mistério, suspense e revelações,  o anime consegue manter a qualidade.

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4

Exibição Original: 10 de Janeiro de 2019 – presente
Título Original: Yakusoku no Neverland (約束のネバーランド)
Estúdio: CloverWorks
Avaliação: ★★★★☆ (Ótimo)

Salve Salve leitores do Meta Galáxia! Como estão? Tudo certo e nada resolvido? Pois bem, The Promised Neverland tem sido (e com razão) um dos grandes nomes dessa temporada. Como vimos nos episódios 1 e 2, o anime já chegou chegando e mostrando a que veio. E para a nossa alegria, os episódios 3 e 4 de The Promised Neverland não decepcionaram. Agora vamos falar um pouco mais detalhadamente sobre a experiência que esses dois episódios nos trouxeram.

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-1the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-2

O episódio 3 de The Promised Neverland abre com a apresentação da irmã Krone, personagem que havia aparecido no final do episódio 2. Com um semblante misterioso (já que ela parece ser obcecada ou maluca, mas ao mesmo tempo racional) e um olhar alucinante (que parece estar sempre ligada no 220 volts) mostra que a personagem não é apenas alguma inclusão casual. Ela definitivamente vai ter importância para a trama. Isso fica bem claro logo com a conversa com a “Mãe” Isabella deixa isso bem claro, onde muitas das intenções das duas personagens já ficam as claras e aos mesmo tempo nas entrelinhas E assim como havia ocorrido nos outros episódios, percebemos que aquela linha de jogo psicológico é realmente um dos alicerces do anime. De sempre um personagem tentando mapear e desvendar o que o outro está pensando.

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-3the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-4

E como não poderia deixar de ser, logo voltamos ao trio principal, Emma, Normna e Ray. Os três claramente sabem que a Mãe tem conhecimento que algumas das crianças sabem da verdade sobre o orfanato. Isso tinha sido lançado no ar quando a Mãe fez aquela jogada do relógio e a localização das crianças. E com a entrada da irmã Krone, os três sabem que as coisas vão ficar ainda mais difíceis, agora que tem mais um adulto para vigiá-los.

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-06the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-07

E mais uma vez trio entra em conflito de ideias em relação ao próximo passo que eles devem seguir. Emma sempre pendendo para o lado mais emocional e de certa forma ingênua. Norman sendo o mais racional, tentando sempre antever os passos inimigos. E Ray, que sempre é o mais esperto e mais espontâneo (ácido) nas suas palavras.  As três crianças mais inteligentes batem cabeça para tentar descobrir como funciona o sistema de rastreamento para que possam dar início ao motim. E não só isso, eles passam a questionar como fariam para fugir, levando tantas crianças juntas. E estes são questionamentos totalmente plausíveis, pois além de ter o objetivo de fugir, eles tem que manter as aparências perante os adultos e as demais crianças, para que assim o segredo não se espalhe e os planos irem por água abaixo.

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-08the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-09

Após os três debaterem bastante sobre isso, algo passa a incomodar Norman. Pois, se a mãe sabe que alguém conhece o segredo de como funciona o Orfanato, porém ela aparenta estar mais tranquila e parece estar sossegada. Não tomou mais nenhuma atitude sobre isso. E para uma pessoa tão sagaz quanto ela, isso soa bem estranho mesmo. Então em um lampejo, Norman joga uma hipótese, quer dizer, na verdade uma afirmação: tem algum traidor entre as crianças. Pois isso explicaria a tranquilidade da Mãe. A maneira como o anime apresenta essas discussões e teorias com esses jogos psicológicos é muito bom. Eles acertam bem o tempo disso em The Promised Nerveland. Não enrolam muito para soltar essas coisas e também não se afobam demais. E isso é um atrativo e tanto para a obra. E assim termina o episódio 3.

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-10the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-11

Já no episódio 4 estamos nos perguntando: Quem é o traidor? No episódio anterior, ficaram algumas suspeitas sobre alguns personagens, e eventualmente começamos a fazer a nossa lista e elencar os motivos do porque fulano ou ciclano podem vir a ser o traidor. E assim os trio principal de The Promised Neverland começa a maquinar uma maneira de confirmarem isso. Mas claro, sem se esquecer dos rastreadores e também do plano de fazer com que todas as crianças consigam sair juntas, na possível fuga que eles estão arquitetando.

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-12the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-13the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-14

E no meio desse plano, eles conseguem mostrar uma estratégia interessante usando o pega-pega como forma de fazer grupos de fuga, e que parece dar bem mais resultados do que todo mundo correndo desesperado pelas suas vidas. De forma organizada, eles conseguem usar a brincadeira para testarem e treinarem as outras crianças. Mas claro, ainda que o momento era este, o principal foco do episódio era  ainda descobrir o traidor. Então o trio, mais especificamente Norman (sempre ele) começa a levantar diversos pontos que poderiam revelar quem é esse traidor. E sempre volta aquele pensamento: como apurar isso sem dar na cara que eles sabem de todo o plano? Como agir sem comprometer o plano como um todo?

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-15the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-16

E assim no decorrer do episódio, as pistas vão surgindo e as possibilidades vão se estreitando, assim ficando com dois nomes. Que são eles: Gilda e Don. Durante os dois episódios, esses dois personagens ganharam mais destaque e tempo de tela, e logo também ganharam cenas que poderiam indicar que algum deles poderia ser o traidor. Mais uma vez, assim como os personagens, começamos a maquinar as opções, tentando matar a charada. Tentando lembrar se deixamos passar alguma pista que pudesse ter a resolução disso.

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-17the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-18

E mais uma vez Norman acaba tomando a frente e assim faz a sua jogada para descobrir quem é o traidor. A sua estratégia é genial. Sério, ele simplesmente não só induz os personagens, mas também os expectadores. A narrativa e direção das cenas soube conduzir muito bem todo o clima de suspense e revelação. Pois conforme vamos acompanhando a execução do plano, os suspeitos, e os cortes das cenas, vão nos levando a um caminho. Mas não necessariamente o correto. E nos segundos finais do episódio, temos um baita plot twist, mostrando mais uma vez a genialidade de Norman e como ele realmente consegue ficar sempre um passo a frente. E o que é revelado, é algo que abala toda a estrutura.

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-19the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-3-e-4-20

Os episódios 3 e 4 de The Promised Neverland conseguiram manter a qualidade dos anteriores, e deixou um belo gancho para o próximo. Mais uma vez fica o sentimento de ansiedade para o futuro do anime, que até o momento está ótimo. Fiquem ligados aqui no Meta galáxia para mais resenhas dos próximos episódios. Lembrando que os episódios de The Promised Neverland estão saindo semanalmente pela  Crunchyroll. Até a próxima e grande abraço.

assinatura_andre

Análise Crítica
Data
Título Original
The Promised Neverland – Resenha dos Episódios 3 e 4 do Anime
Nota do Autor
41star1star1star1stargray