Pai Em Dose Dupla – Resenha

208

Ano: 2015
Título Original: DADDY’S HOME

Dirigido por: Sean Ander
Avaliação: ★★★★☆ (Ótimo)

Em Pai Em Dose Dupla, Brad é um padrasto extremamente atencioso com seus enteados e que tem o sonho de um dia ser aceito por eles. Quando as coisas finalmente estão se acertando, o pai biológico das crianças aparece, Dusty, um cara extremamente louco e que aparentemente tem todas as qualidades que Brad não tem. Daí para frente, dentro desta casa, haverá a maior disputa para saber quem é o melhor pai.

É extremamente difícil um filme que tem Will Ferrell em um papel de homem comum ser ruim, já que essa é sua grande especialidade como comediante, representar papéis da vida normal, com aquela pitada inocente e sarcástica ao mesmo tempo. E de fato, o filme não erra. Interpretando Brad, em simples conversas é impossível não dar risada dos diálogos e das cenas onde ele se mete.

Ainda mais, ele é acompanhado por Mark Walhberg, seu companheiro de outros filmes como Os Outros Caras, uma grande comédia.

O roteiro do filme está perfeitamente escrito, com diálogos extremamente engraçados e cenas inesperadas. Algumas, mais exageradas, não são tão engraçadas, mas dão o contexto necessário para que o longa tire no mínimo, algumas risadas de quem estiver assistindo.

Com um foco na disputa entre o pai e o padrasto, Pai Em Dose Dupla não decepciona, passando por todos os âmbitos paternos, com muita comédia, assim como pelas partes que envolvem o matrimônio, já que os dois também vão disputar pela atenção da esposa. O filme ainda conta com outros personagens igualmente engraçados, como o patrão do Brad (e suas histórias loucas) e Griff, um pedreiro que simplesmente acaba envolvido na trama de um jeito muito engraçado.

A inocência de Brad e a astúcia de Dusty fazem desse filme uma grande comédia. Não sei para quem você vai torcer, mas não deixe de assistir Pai em Dose Dupla, para ter uma grande dose de risadas.

Análise Crítica
Data
Título Original
Pai Em Dose Dupla
Nota do Autor
41star1star1star1stargray
ANÁLISE CRÍTICA - NOTA
Pai Em Dose Dupla
Trabalha com contabilidade a mais de 10 anos. No tempo livre, é escritor e publicou as obras Todas as Estrelas e a Última Estação (junto com seu primo Diego Betioli). Gosta muito de escrever e acredita que a arte pode melhorar o mundo e a vida das pessoas. É também um grande fã de Basket, principalmente da NBA e tem como hobby jogar esse esporte junto com os amigos. Fanático também pelos X-Men, não perde a oportunidade de sempre ter uma HQ dos heróis mutantes na mão. Contribui no Meta Galáxia nos assuntos Filmes e Quadrinhos, principalmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here