Silent Hill Revelation 3D – Demorou pra sair e saiu …fraco (Análise)

30

Já fiz análises de quase todos os títulos conhecidos da franquia Silent Hill. Ignorei, por questões técnicas – e gostos pessoais – Silent Hill: Origins no PS2 e os de PS3/Xbox. Pelos mesmos motivos, quase ignorei Silent Hill Revelation, sequência de Terror em Silent Hill. Todavia, por se tratar de um filme de duas horas e não um longo jogo, decidi fazer este sacrifício e até que me surpreendi. O filme não era tão ruim quanto eu lembrava, mas a surpresa parou por ai mesmo, porque há coisas erradas nele mesmo assim.

Mais uma vez, uma ótima adaptação

Se há algo que o primeiro filme não deixa a desejar, é na adaptação. Há certas liberdades criativas assumidas pelo diretor, mas elas, num geral, ajudam o filme a ter um pouco de identidade própria. Silent Hill Revelation tenta repetir a fórmula, mas peca na hora de assumir a tal liberdade criativa. O filme é quase uma cópia do terceiro jogo, porém, com a exclusão do detetive que acompanha Heather – o que é um grande erro. Temos então adicionado o personagem de Kit Harrington para substituir o detetive e um romance é criado para a protagonista.

Este romance, assim como a necessidade da presença de Sean Bean no primeiro filme, entrega o longa a elementos desnecessários. Se no primeiro o personagem masculino inchava a obra, no segundo o romance destoa do objetivo inicial e se entrega ao clichê. Além disso, apesar da ótima adaptação visual de elementos do terceiro jogo, o filme falha em adaptar a sensação de tensão dele. A impressão que fica ao assistir é que, apesar de todos elementos pelo cenário, tudo é limpo e claro demais. A evolução tecnológica e o uso de CGI prejudicaram esta parte do filme, que ficou muito melhor com os efeitos práticos do primeiro.

A curta duração, certa falta de mão em escolher os elementos a se adaptar e criar algo original, além de efeitos que não são capazes de recriar a atmosfera dos games, colocam este filme abaixo do primeiro. Porém, não chega a ser uma bomba, assim como o primeiro não era nenhuma obra de arte. Pra quem gosta de filmes de terror, Silent Hill Revelation traz ótimas cenas, como a dos manequins. Pra quem gosta dos games, ainda é uma adaptação acima da média em comparação com muita coisa que vemos por aí.

Resta, por consequência, aguardarmos o momento em que se criará a fórmula do sucesso para adaptar games, como se criou a de super-herói. Até lá, Silent Hill pode ser orgulhar de ser um dos poucos games bem adaptados – ou algo perto disso.

Quem quiser saber quem sou, olha para o céu azul...Amante de infinitas coisas, desde animes, games, filmes, séries, música, futebol, literatura...Toda e qualquer uma dessas artes, mas, principalmente, a escrita, que torna minhas palavras imortais igual ao meu tricolor!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here