5 tramas sombrias de jogos eletrônicos

As histórias mais sombrias dos videogames farão os jogadores questionarem a humanidade, como os enredos de Silent Hill 2 e The Legend of Zelda: Majora’s Mask.

silent hill 2
Silent Hill 2 possui uma das mais famosas tramas sombrias de jogos eletrônicos

5 tramas sombrias de jogos eletrônicos

Na última década, os videojogos fizeram progressos substanciais ao estabelecerem-se como uma forma de arte envolvente e finalmente conquistaram o reconhecimento que merecem. Embora os videogames possam oferecer maneiras divertidas de passar o tempo ou de se conectar com outras pessoas, eles também têm a capacidade de contar histórias extraordinárias que podem obrigar o jogador a contemplar conceitos perturbadores.

Certos videogames oferecem uma forma prazerosa de escapismo que não impõe uma carga psicológica significativa ao jogador. Há públicos que apreciam um enredo niilista que explora destemidamente sentimentos de desesperança. É possível que jogos com temas sombrios incorporem momentos de leviandade ou até mesmo terminem com final feliz. No entanto, as tramas mais sombrias dos jogos eletrônicos podem inspirar os jogadores a refletir sobre a natureza da humanidade, semelhante aos enredos encontrados em Silent Hill 2 e The Legend of Zelda: Majora’s Mask.

Silent Hill 2

Silent Hill 2
  • Data de lançamento: 24 de setembro de 2001

A série de terror de sobrevivência Silent Hill, desenvolvida pela Konami, tem apresentado consistentemente narrativas que exploram as profundezas dos distúrbios psicológicos, com foco no impacto do trauma emocional. Cada jogo da franquia retrata a comunidade de Silent Hill como um lugar aterrorizante e perturbador, onde o protagonista é forçado a confrontar e buscar redenção por suas ações passadas. Entre as séries, Silent Hill 2 é amplamente considerado o auge da excelência.

Ao longo do jogo, James Sunderland tenta localizar sua esposa ausente, Maria, após receber uma carta dela detalhando sua situação em Silent Hill. Na conclusão do jogo, James descobre a verdade devastadora de que não apenas sua esposa faleceu, mas ele próprio é responsável por sua morte. A intensidade desse clímax emocional é amplificada pelo final do jogo do jogador, que pode variar em gravidade.

The Last Of Us Part II

The Last Of Us Part II
  • Data de lançamento: 19 de junho de 2020


The Last of Us e sua paisagem apocalíptica expõem uma série de eventos horríveis e cruéis. Apesar disso, a monumental decisão de Joel em relação ao destino de Ellie no desfecho do jogo desencadeia uma sucessão de reviravoltas devastadoras em sua sequência. The Last Of Us Part II se destaca por sua atmosfera consideravelmente mais sombria em comparação com seu predecessor, compelindo o jogador a vivenciar uma perda genuína e a reavaliar seus heróis por meio de uma nova perspectiva.

A morte de um personagem central no início da narrativa de Ellie representa um dos eventos mais sombrios já retratados em um videogame. The Last of Us Part II, então, desafia o público ao conduzi-los pelos caminhos da assassina, Abby, ao longo da trama, induzindo a empatia por ela no desfecho da história.

The Legend Of Zelda: Majora’s Mask

Zelda: Majora’s Mask é uma obra-prima do terror
  • Data de lançamento: 27 de abril de 2000

A saga The Legend of Zelda, da Nintendo, continua sem um fim à vista. The Legend of Zelda: Majora’s Mask enfrentou um desafio significativo ao suceder The Ocarina of Time, mas a sequência para o Nintendo 64 alcançou êxito ao adotar uma atmosfera mais sombria e adulta para um título da série Zelda.

Em Majora’s Mask, Link se vê encarregado de evitar a destruição do mundo, prevista para ocorrer três dias após a colisão da lua com Termina. Essa premissa apocalíptica representa um desvio marcante para a franquia Zelda, no entanto, o jogo se destaca por suas imagens sombrias e inquietantes. As máscaras distintivas do jogo, que Link precisa utilizar para adquirir habilidades únicas, são retratadas mais como transformações dolorosas do que simples melhorias fortalecedoras.

Eternal Darkness

Eternal Darkness
  • Data de lançamento: 24 de junho de 2002

Eternal Darkness é um jogo de terror original de sobrevivência que permanece exclusivo do GameCube, porém, ao longo dos anos, conquistou um impressionante status de culto. Profundamente inspirado nas obras de H.P. Lovecraft e Edgar Allan Poe, o jogo adota uma estrutura única em que o jogador assume o controle de uma dezena de personagens distintos, todos enfrentando e sucumbindo às forças apocalípticas presentes no enredo.

Apesar de Alex Roivas ser o protagonista principal de Eternal Darkness, o horror cósmico niilista do jogo parece intransponível após o público vivenciar a morte e a destruição por meio de todos os outros personagens.

BioShock

BioShock
  • Data de lançamento: 21 de agosto de 2007

A trilogia BioShock é uma obra-prima, tanto em narrativa quanto em jogabilidade, sendo difícil de ser igualada. BioShock se destaca por seus designs de níveis distintos e pela construção fenomenal do mundo que dá vida ao submundo de Rapture. Embora seja possível avançar rapidamente pelo BioShock sem explorar comentários mais amplos sobre controle, vício e ganância, o jogador é compelido a confrontar verdades difíceis.

O elemento das Little Sisters obriga os jogadores a ponderarem sobre o custo do sacrifício e a questionarem se eles são mais valiosos do que o homem comum. Os jogos cuidadosamente moldam o comportamento insensível, e a reviravolta final recontextualiza todo o enredo, revelando quem é o verdadeiro vilão e lançando uma nova luz sobre todos os eventos anteriores.

Obrigada por ler até aqui! Você sabia que o portal Meta Galáxia possui muitas resenhas e análises? Se procura por mais jogos legais, então leia algumas de nossas últimas publicações: Review Resident Evil 4 Remake e Review Diablo IV: O que achamos do novo lançamento da Blizzard?? Também não poderia faltar Review de Affogato, o RPG estratégico de anime e magia! Além disso, também temos Análise de The Quarry, o mais novo jogo eletrônico de suspense interativoReview de Sunshine Manor: O que achamos do novo jogo de terror da desenvolvedora Fossil Games e Análise de Rogue Lords, o roguelike sombrio que nos convida a jogar com vilões! Os fãs de fantasia precisam conferir a análise de Wo Long: Fallen Dynasty: Vale a Pena?? Também não podemos nos esquecer: Meta-review Sea of Stars (PS4) – Onde o clássico e o moderno se complementam com maestria! Além disso, você também pode ler a nossa matéria: Critérios – Como fazemos Críticas e Análises.

Come to the Dark Side. We have coffee with cookies! ☕

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here