Game Review de Souldiers, um Metroidvania Soulslike de respeito

Game Review de Souldiers, indie game no estilo Metroidvania e Soulslike com gráficos 2D de 16bits de tirar o fôlego.

game review souldiers

Para quem ama metroidvania e gosta de se desafiar a nível Dark Souls ou Elden Ring, leia nossa Game Review de Souldiers.

Eu estou apaixonado por um jogoe preparei essa Game Review de Souldiers para te explicar o motivo. Esse é um jogo de aventura 2D com inspiração no estilo Soulslike somado a Metroidvania. Aliás, parece que toda semana aparecem games que se encaixam nessa descrição, mas poucos se destacam em mecânica, jogabilidade e gráficos em pixelart 2d como Souldiers. Algumas arestas impedem que seja o melhor, mas se você conseguir olhar além delas, encontrará muito o que gostar neste título.

Desenvolvido pela Retro Forge e distribuído pela Dear Villagers, lhes apresento Souldiers.


Conheça Terragaya: um mundo Bonito, mas igualmente Perigoso

Em Souldiers, você faz parte de um grupo de soldados que lutam pelo Reino de Zaragoza em guerra com o país de Dadelm. As coisas dão um pouco errado ao tentar montar um contra-ataque seu exército acaba ficando preso no subsolo por um terremoto. Além disso, a ajuda está à mão quando uma Valquíria parece oferecer um portal para outro reino e um método de fuga. Como a escolha é morrer em um buraco ou entrar no desconhecido, você marcha para o portal.

De lá você entra na perigosa mas bela terra de Terragaya, cheia de monstros e bolsões de segurança. Sua missão é encontrar o caminho para sair deste reino em uma tentativa de retornar ao mundo dos vivos. Você pode aprender mais sobre o folclore encontrando notas espalhadas pelo mapa, no entanto, se você está aqui apenas para uma jogabilidade desafiadora, está no reino certo.

game review souldiers

Ao iniciar o jogo, você pode escolher sua classe entre Cavaleiro, Mago e Arqueiro. Cada um tem uma sensação diferente e estilo de jogo. Quando você faz uma escolha, fica preso a esse personagem pelo resto do jogo. Aliás, eu escolhi o Cavaleiro, mas me perguntei se deveria ter feito outra escolha, pois o foco no combate corpo a corpo provou ser bastante complicado.

Como de costume em games Soulslike, eles não permitem que você mude de personagem durante o jogo ou tenha uma maneira de experimentar os personagens antes de se comprometer.

Os controles são bastante acessíveis, tanto os comandos de ataque, defesa e mecânicas gerais. Aliás, você precisa treinar e entender bem como utilizar ataque e defesa, pois até os inimigos mais básicos são capazes de eliminá-lo com facilidade.

Game Review de Souldiers: combate, jogabilidade e mecânicas

O combate tem ênfase em bloquear e desviar de ataques, familiarizar-se com ambos é a chave para o sucesso. Se você bloquear, você absorverá todo o dano, mas sua barra de resistência será drenada. Se esgotar totalmente, você ficará vulnerável à ira do inimigo. Novas habilidades e movimentos serão descobertos à medida que você progride no jogo, o que ajudará no combate e no acesso a áreas anteriormente bloqueadas. Eles vêm ao custo de mana, que é reabastecido com cristais vermelhos caídos por bandidos.

Poções especiais podem ser encontradas em baús e consumidas para curar ou melhorar temporariamente suas estatísticas. Estes são incrivelmente escassos e seus efeitos parecem um pouco fracos, mas são essenciais para o game. Mais podem ser comprados por um vendedor de porcos gananciosos, mas isso tem um custo de ouro bastante alto.

Muitas vezes eu estava arando poções de saúde, mas eles só forneciam uma assistência leve. Esferas de life podem ser encontradas quebrando itens e derrotando inimigos, embora isso forneça muito pouco vida (+1 por esfera), e lá vai você cortar grama com nos games de Zelda.

game review souldiers

Mapa prático e gigante

Você pode acompanhar seu progresso com um mapa prático. Foi bom ver seu personagem literalmente puxar um mapa antes de visualizá-lo no menu, um belo toque gráfico. Sempre que uma nova mecânica é apresentada, o jogo apresenta uma útil caixa de tutorial que pode ser acessada novamente no menu principal se você tiver uma memória da Dori de Procurando Nemo, como eu. Além disso, você sobe de nível naturalmente (e lentamente) matando inimigos, quando isso acontece, seu personagem faz uma pose na tela e suas barras de de life e energia se completam por inteiro.

A cada nível que você sobe, você pode desbloquear novas habilidades por meio de uma árvore de habilidades, mas eu senti que elas realmente não fizeram muitas melhorias notáveis ​​até que você subisse de nível significativamente ao longo do tempo. Realmente leva um pouco de trabalho antes que seu personagem realmente comece a melhorar, mas quando você chega a esse ponto, o jogo realmente começa a se tornar bastante recompensador.

game review souldiers

Espere muitas lutas de chefe desafiadoras em Souldiers

O combate parece um pouco embolado às vezes, principalmente quando tem muitos inimigos, o controle analógico as vezes pode atrapalhar (não sei se isso aconteceu somente comigo). Alguns inimigos lançarão projéteis em você fora da tela, o que causa danos significativos e pode parecer um pouco chato ao entrar em uma nova área. Além disso, haviam também áreas em que ser atingido por inimigos jogava meu personagem de volta em um buraco, o que significava que eu tinha que escalar tediosamente uma série de plataformas para geralmente acabar sendo derrubado novamente.

Presenciei alguns bugs ou simplesmente formas de matar os monstros que eram meio ‘roubadas’, mas considero isso normal. O jogo oferece várias configurações de dificuldade que podem ser alteradas durante o jogo, contudo testei apenas a versão “média”. O jogo em si já é difícil quando você está num desafio mais adiante.

Souldiers é um jogo difícil. Este provavelmente não é um jogo para quem procura uma experiência casual suave. A morte vem com frequência e quando você morre, volta para o último checkpoint ou save point, que às vezes é bem distante. Ocasionalmente, o jogo será salvo automaticamente, geralmente antes de um encontro com um chefe, mas sugiro salvar com frequência para evitar desgostos.

Aconteceu comigo duas vezes: salvei, mas não salvou. Voltou um bom pedaço, não sei se foi bug ou se pulei alguma regra de salvar.

Souldiers têm Arte 2D e gráficos de encher os olhos

Os gráficos são apresentados com um impressionante estilo de pixel art que lembra a era de 16 bits, mas adiciona significativamente mais detalhes. De cavernas escuras repletas de aranhas grandes e pequenas, a áreas ao ar livre com vegetação exuberante até os planos mais distantes, depois desertos secos e castelos governados por dragões. Este é um reino de fantasia memorável que ficará com você.

O design de nível parece vibrante e vivo graças aos bons efeitos de iluminação, fluxos de água e pequenos detalhes, como pequenos animais perambulando. Os planos mais distantes também são bastante detalhados, e em um determinado momento me vi observando os detalhes lááá no fundão da tela. Isso é complementado com uma trilha sonora impressionante que combina adequadamente com o tom dos designs de nível.

game review souldiers

Conclusão – Souldiers tem “alma” de Soulslike

Souldiers tem muita alma, mas não é uma experiência que agradará a todos com seus picos imprevisíveis de dificuldade e início lento do jogo (a fase das aranhas e da pirâmide são particularmente longas). Contudo, o game é divertido, os gráficos incríveis, os personagens são carismáticos e tem um toque interessante de comédia.

Na versão para PC que testei, o game roda muito bem, sem lags ou tempo de carregamento excessivos. Agradeço ao PR The Gamer Inside e ao Jesus pela oportunidade de fazer essa review.

Publicitário e "marketeiro digital" de profissão, desenhista e ilustrador totalmente amador. Palmeirense, amante de basquete, admirador da cultura japonesa, viagens e Coca-Cola. Vale dizer que considero videogames a arte mais completa que existe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here