Japão e a sua influência nos Games Mobile

O Japão foi responsável por 22% de todos os gastos globais em games mobile da App Store e do Google Play nos primeiros nove meses de 2020

93
Japão games mobile

Japão figura como um dos centros de games Mobile

O Japão foi responsável por 22% de todos os gastos globais dos jogadores de jogos móveis da App Store e do Google Play nos primeiros nove meses de 2020, de acordo com estimativas da Sensor Tower Store Intelligence.

Este mercado ocupa um lugar especial na história da indústria de jogos. É o lar de muitos dos principais proprietários de plataformas de console ao longo das décadas: Nintendo, SEGA e Sony. É local de nascimento de franquias globais aclamadas, como Mario, Metal Gear, Pokémon, Final Fantasy, Zelda e Resident Evil, para citar apenas alguns. Aliás, o Japão ainda é um peso pesado nos jogos, mas muitas vezes esquecemos dos games mobile de sucesso que ele nos proporciona, e a receita bilionária que gera.

A briga é feia quando se trata de receita gerada por Japão, EUA e China.

Filhos de bilhões de dólares

Puzzle & Dragons da GungHo Online Entertainment, lançado em 2012, foi um dos primeiros jogos para celular gratuitos de um bilhão de dólares do mundo. Monster Strike de Mixi veio em 2013, com os dois títulos gerando um total de US $ 13,7 bilhões desde janeiro de 2014.

Enquanto isso, outros títulos publicados por empresas japonesas que geraram bilhões de dólares incluem Fate / Grand Order da Sony Aniplex, Dragon Ball Z: Dokkan Battle da Bandai Namco e Disney Tsum Tsum da Line Corporation. Aliás, um dos games japoneses que mais fazem sucesso no Brasil é Saint Seiya: Awakening, o gmae mobile de Os Cavaleiros do Zodíaco.

Japão games mobile

Em 2014, o mercado de jogos para celular do Japão gerou US $ 5,6 bilhões, representando 29,2% dos gastos globais dos jogadores na App Store e Google Play. Desde então, o mercado atingiu o pico próximo a 30% da receita global em 2015, caindo para quase 23 por cento em 2019 com o crescimento dos mercados dos EUA e da China – mas isso ainda é quase um quarto dos gastos do player móvel mundial em um recorde de mercado local de $ 14,5 bilhão. Além disso, de 2014 a 2018, o Japão foi o mercado nº 1 do mundo para receita combinada de jogos da App Store e Google Play, ocupando a segunda posição atrás dos Estados Unidos em 2019 e 2020 no terceiro trimestre.

Domínio do mercado japonês

De forma impressionante, as publishers japonesas continuam a controlar as lojas de aplicativos locais quando se trata de gastos dos jogadores. Nos últimos cinco anos, de 1º de janeiro de 2016 a 30 de setembro de 2020, oito dos 10 jogos para celular que mais geram receita no Japão foram de publishers japonesas, com sete delas acumulando mais de US $ 1 bilhão nesse período. Aliás, Pokémon GO da Niantic também foi um dos 10, embora tenha sido desenvolvido por um desenvolvedor dos EUA, o IP tem suas raízes firmemente no Japão.

O domínio das desenvolvedoras japoneses em seu mercado local tem um significado extra quando se leva em consideração que o país tem um dos mercados de jogos para celular mais lucrativos do mundo.

Dando uma olhada no desempenho das empresas de jogos japonesas no cenário global, de 1º de janeiro de 2020 a 30 de setembro de 2020, duas das 10 principais editoras geradoras de receita eram do Japão, com a Bandai Namco gerando $ 1,5 bilhão e a Square Enix acumulando $ 1,2 bilhão. Além disso, outros gigantes japoneses, como Sony, Konami e Mixi também entraram nas 20 maiores vendas globais, o que significa que as editoras do país representaram 25% das 20 maiores empresas de jogos para celular geradoras de receita do mundo no primeiro ao terceiro trimestre de 2020.

Isso o coloca no mesmo nível da China, que também teve cinco editoras entre as 20 principais, embora empresas adquiridas pela China, como a Supercell, de propriedade da Tencent, e a Playtika, de consórcio chinês, também participem.

Os 10 jogos mais geradores de receita publicados por empresas japonesas também têm acumulado mais gastos dos jogadores a cada ano no exterior. Em 2019, a receita dos 10 principais jogos japoneses, com base em gastos fora do país, ultrapassou US $ 1 bilhão pela primeira vez. Além disso, os gastos dos jogadores cresceram mais 3 por cento ano a ano a partir de 2018, adicionando um adicional de $ 25 milhões na receita internacional, respondendo por 2,1 por cento da receita global de jogos da App Store e Google Play, excluindo o Japão. Até agora, em 2020, a receita dos dez principais jogos japoneses no exterior atingiu US $ 814,5 milhões, representando 1,7% da receita global fora do Japão.

Existem dois líderes claros que impulsionam o crescimento internacional do Japão: Dragon Ball Z: Dokkan Battle gerou um recorde de $ 273,6 milhões fora do país em 2019, enquanto o Fate/Grand Order acumulou $ 273,3 milhões fora do Japão.

O mundo também influência o Japão

O crescimento da receita ano a ano do Japão em 2019 caiu para um dígito pela primeira vez em 2019, com os gastos dos jogadores crescendo 4% em relação a 2018. Mas o setor ainda viu um aumento de $ 583 milhões para $ 14,5 bilhões no ano passado.

Internacionalmente, o crescimento também é lento, com o país aguardando seu próximo sucesso global enquanto sua vizinha China ganha destaque com sucessos mundiais como PUBG Mobile, e Genshin Impact de MiHoYo – este último gerando US $ 60 milhões em sua primeira semana. Porém, se alguma vez houve qualquer dúvida sobre a influência do Japão sobre o setor global de jogos na última década, você não precisa ir além dos dispositivos móveis para ver o quão grande esta famosa indústria continua.

Fique de olho aqui no site do Meta Galáxia para mais matérias como essa. Aproveite e siga nosso Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here