Mordida (Editora Seguinte) – Resenha

Uma vampira, um lobisomem, romance e muito humor nesta excelente lançamento da Seguinte

155

Olá, galaxianos! Tudo bem? Trazemos desta vez a resenha de Mordida, lançamento da Editora Seguinte, selo jovem da Companhia das Letras, do qual já resenhamos por aqui também a HQ Arlindo, de Ilustralu.

O quadrinho é assinado pela ilustradora estadunidense Sarah Andersen, que ficou um bocado conhecida nas redes sociais – especialmente Instagram e Twitter – por suas divertidas tirinhas, que acabaram rendendo livros como A Louca dos Gatos e Uma Bolota Molenga e Feliz, já publicados no Brasil.

Tirinhas de Sarah Andersen

Em Mordida (Fang, no original), Sarah mantém sua boa dose de humor, mas apresenta um traço bastante refinado e “mais adulto” para contar, em uma estória curta e muito honesta, como seria a relação entre uma vampira e um lobisomem.

Somos apresentados aos dois carismáticos protagonistas logo nas primeiras páginas. Elsie, uma vampira tricentenária com corpo de 26 anos, conhece Jimmy, um lobisomem, em um bar. Em tom de brincadeira, revelando as características peculiares de suas raças sobrenaturais e notando o não-espanto diante das revelações, um poderoso interesse mútuo surge do encontro.

Mais curiosos um sobre o outro, Jimmy e Elsie voltam a se encontrar, em um date de fato. Apesar dos enormes contrastes que vampiros e lobisomens possuem, o casal nota que o que têm em comum – além das esquisitices de sua sobrenaturalidade, uma vida de solidão por viverem ocultos em meio aos humanos – é muito mais forte para uni-los. E que, aparentemente, foram feitos um para o outro.

Mordida é sobretudo um romance e uma comédia, que possui poucos mas belos quadros, com textos também sucintos, mas inteligentíssimos. Sarah Andersen brinca com todos os clichês possíveis relacionados a vampiros e lobisomens, tornando-os parte dos diálogos, provocações e frustrações dos personagens, o que se torna um pedaço essencial da química do casal e de seu carisma.

E é em cima do carisma desses dois protagonistas – em uma trama que basicamente gira em torno deles – que a graphic novel se prevalece. É preciso poucas páginas para que já estejamos nos divertindo com Jimmy e Elsie, torcendo para que fiquem realmente juntos e que nenhuma de suas diferenças seja suficiente para separá-los. A HQ, merecidamente, foi indicada à categoria Comédia no Prêmio Eisner 2021.

Mordida é super recomendada, uma HQ leve, cativante e que nos enche de vontade de ver mais estórias com estes personagens. E quem sabe até um universo próprio em torno deles? O fato é que Sarah Andersen nos deixa com um gostinho de quero mais. E que venham mais quadrinhos desta autora!

Vale destacar a edição lindíssima da editora, com capa dura aveludada e bordas de folha pretas, que dão todo um clima gótico à edição. Você pode adquirir em pré-venda no site da Companhia das Letras.

Confira outras resenhas de HQs aqui. Siga o Meta Galáxia nas redes sociais!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here