Cavaleiro da Lua (Marvel Disney+) – Resenha

Apesar de sofrer com ritmo, Cavaleiro da Lua Marvel entrega uma das mais cativantes e criativas produções do MCU

Entre erros e acertos, Cavaleiro da Lua Marvel se destaca em elenco e criatividade na construção do personagem

Chega ao fim o primeiro grande lançamento MCU do ano. Cavaleiro da Lua (Marvel Disney+) teve seu sexto e último episódio veiculado nesta quarta-feira, 30, e gerou grande comoção nas redes por suas revelações e especialmente a cena final.

A minissérie de seis episódios foi trending topics no Twitter todas as quartas-feiras, dia de lançamento dos episódios. Com os ganchos deixados em cada final, diversas foram as teorias criadas pelos fãs ao longo destas seis semanas.


Confira abaixo nossas impressões. Não deixe de ver também nosso post com tudo sobre o Cavaleiro da Lua Marvel.

Sinopse

Cavaleiro da Lua acompanha Steven Grant, um gentil e educado funcionário de uma loja de souvenir do British Museum, que é atormentado com apagões e memórias de outra vida.

Steven descobre ter transtorno dissociativo de identidade e divide o corpo com o mercenário Marc Spector. À medida que os inimigos de Steven/Marc se revelam, ambos são obrigados a navegar em suas complexas identidades enquanto mergulham em um mistério mortal entre os poderosos deuses do Egito.

Uma acelerada, mas criativa e cativante apresentação

poster de cavaleiro da lua marvel com personagens cavaleiro da lua e mr knight

Começando por aquela que talvez seja sua principal problemática, Cavaleiro da Lua não tem todo seu potencial explorado pelo fato de estar preso ao sistema padrão das séries Marvel Disney+ de seis episódios de até uma hora de duração. Diferente das demais produções, como WandaVision, Loki, Falcão & o Soldado Invernal e Gavião Arqueiro, Moon Knight traz um personagem que, embora longevo nas HQs, é novo no MCU e para grande parte do público. E, justamente por isso, deveria ter recebido mais tempo de tela.

Esse fato influencia no ritmo acelerado e por vezes inconstante da série. Os produtores tiveram de criar todo universo do herói e ainda resolver seus conflitos sem perder o fôlego. Diante disso, há a sensação de uma morosidade nos primeiros três episódios que posteriormente precisa ser compensada com pressa nos três seguintes.

Entretanto, dentro desse contexto, Cavaleiro da Lua consegue executar bem este papel e não deixa de entregar nenhum desses atributos. Seus principais personagens são bem desenvolvidos; a mitologia egípcia, vital à série, é bem explicada e encaixada dentro do universo proposto e a reta final é bastante satisfatória tanto no desenrolar da trama, que encaixa diversos plot twists, quanto nas incríveis cenas de ação e aventura vivenciadas pelo protagonista.

A produção não deixa de reverenciar as HQs também e sabe fazer uso de um ponto essencial do personagem: seu transtorno psiquiátrico. Em diversos momentos, Cavaleiro da Lua joga seu espectador para a confusão mental de Marc e Steven e nos enreda na trama sem saber se conseguimos discernir fato de fantasia.

E, como a Marvel muito bem sabe fazer, a última cena pós-crédito é de deixar os cabelos em pé, um verdadeiro (e construtivo) fan service aos adoradores do punho de Khonshu.

A importância de Oscar Isaac e o elenco

cavaleiro da lua ep 1

É impossível não atribuir qualquer avaliação à série sem mencionar o peso que Oscar Isaac tem em Cavaleiro da Lua. O eterno Poe Dameron de Star Wars parece ter nascido para o papel, e aqui cava de vez seu lugar cativo no MCU.

Isaac recebeu a nada simples missão de interpretar um personagem um tanto complexo nas HQs, e que aqui recebeu ao menos duas de suas personalidades, completamente opostas. Sua atuação, entretanto, é tão poderosa que conseguiu dar vida distinta e palpável tanto a Marc quanto a Steven – conseguimos claramente enxergar os dois separadamente, o que é um mérito gigantesco ao ator.

O desenvolvimento do vigilante prateado, inclusive, atinge seu ápice com a própria evolução da interpretação de Oscar na série. O quinto episódio, Asylum, que é focado na origem do herói, é um espetáculo de roteiro e principalmente de atuação. E, não à toa, já figura como o melhor episódio de série da Marvel Studios/Disney+ no IMDB.

Ethan Hawke não deixa por menos e traz em Arthur Harrow um dos vilões mais cativantes do MCU. Sem nenhuma questão de não soar como o lunático que é, Arthur veste o vilaneio típico e convence; Hawke está claramente à vontade no papel. E é também necessário destacar a intérprete de Layla, a atriz egípcia-palestna May Calamawy, que é quase tão protagonista quanto o próprio Cavaleiro da Lua.

Se Cavaleiro da Lua consegue cativar, muito se deve especialmente a este trio, que pisa no Universo Marvel com o pé direito. No caso de Isaac, não seria exagero nenhum vê-lo pleiteando o Emmy no próximo ano.

Cavaleiro da Lua Marvel vale a pena?

cavaleiro da lua ep 3 layla

Apesar da inconstância no ritmo e de alguns aspectos técnicos que em alguns momentos podem incomodar, como os CGIs, Cavaleiro da Lua é uma minissérie encantadora que cumpre bem sua função em apresentar ao grande público seu novo vigilante.

Com excelentes atuações, diálogos marcantes e ganchos que conseguem prender o espectador episódio a episódio, o saldo de Moon Knight é essencialmente positivo e nos deixa aquele gostinho de quero mais. Vem aí uma nova temporada? Deixe seu comentário!

Cavaleiro da Lua pode ser assistido no Disney+. Enquanto não sabemos quando veremos o Cavaleiro da Lua novamente, veja tudo sobre séries aqui e siga o Meta Galáxia nas redes sociais!

ANÁLISE CRÍTICA - NOTA
Cavaleiro da Lua
Escritor, publicitário, louco por esportes e entretenimento. Autor de A Última Estação (junto com Rodolfo Bezerra) e CEP e um dos fundadores do Meta Galáxia.
Entre erros e acertos, Cavaleiro da Lua Marvel se destaca em elenco e criatividade na construção do personagem Chega ao fim o primeiro grande lançamento MCU do ano. Cavaleiro da Lua (Marvel Disney+) teve seu sexto e último episódio veiculado nesta quarta-feira, 30, e gerou...cavaleiro-da-lua-marvel-resenha

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here