Kaifuku Jutsushi no Yarinaoshi: O que esperar do novo anime?

1273
Ficha Técnica
Nome: Kaifuku Jutsushi no YarinaoshiData de Estréia: 13/01 – Domingo
Estúdio: TNKMangá Original: 66 capítulos (Em andamento)
Gênero: Seinen, Aventura, Ação, Ecchi, Fantasia, Violência.

Nota: Não recomendado para maiores de 18 anos.

Sinopse: “A história de “fantasia de vingança” se concentra em Keyar, um curandeiro que é usado e jogado por seus colegas aventureiros na suposição de que os curandeiros não podem lutar sozinhos. No entanto, quando ele alcança a mágica de cura definitiva e “cura” o próprio mundo, voltando quatro anos para refazer sua vida.

Segundas chances parecem estar na moda no mundo dos animes. Ontem, postei um artigo falando das expectativas quanto a Mushoku tensei, que conta sobre um homem que morre e recebe a oportunidade de viver uma nova vida em um mundo de magia. Três dias depois, todavia, estreia Kaifuku Jutsushi no Yarinaoshi, onde temos Keayaru, um jovem que foi escravizado e torturado de diversas maneiras e encontra uma maneira de voltar no tempo e se vingar.

Enfim, eu li os primeiros cinco capítulos do mangá – não há uma separação em volumes no site que eu leio – para contar pra vocês sobre o que é o anime. Obviamente, evitarei ao máximo spoilers, mas provavelmente o que eu li será adaptado em poucos episódios, então é difícil eu entregar muita coisa relevante.

A premissa e o protagonista de Kaifuku Jutsushi no Yarinaoshi

Como eu disse, a história é de vingança e isso resume totalmente o que esperar. O roteiro, na maioria do tempo, não tem qualquer pudor, nem do ponto de vista sexual, nem da violência. Há tortura e sexo como coisas naturais que são – ou deveriam ser – em mundos como esse. Porém, diferente de Mushoku Tensei que eu critiquei por lidar de maneira ‘simplista’ sobre estes assuntos, aqui tudo tem um bom contexto. Vemos todo o processo de reviravolta do protagonista e seu planejamento de vingança após ser escravizado e torturado – física e psicologicamente. Quando tem a oportunidade, Keayaru traça um plano principalmente contra Freia, sua chefe e filha do Rei.

O mundo de Kaifuku Jutsushi no Yarinaoshi, aliás, é pouco abordado nesses cinco capítulos que eu li, mas me pareceu bem promissor. O pouco que vemos se resume na informação do reino de Jioral – do qual Freia é a princesa – e os heróis. A ‘classe’ a qual Keyaru e Freia pertencem é muito relevante. De maneira resumida, já que a premissa é bem simples mesmo, é uma ótima e prazerosa história de vingança. Não sei, todavia, até onde a premissa se mantém importante e capaz de sustentar o roteiro.

Uma vingança bem animada

A produção do anime está nas mãos do estúdio TNK e do diretor Takuya Asaoka. Não sei nada sobre o diretor, mas o estúdio animou School Days e High School DxD, então tem boas referências quanto ao estilo do anime. O estúdio foi o responsável também pela primeira temporada de Nanatsu no Taizai, que é bem animada, mas não tem nada a ver com o fiasco que é a terceira.

O trailer, no entanto, não nos deixa claro como o anime lidará com toda a violência e sexo. Minha esperança era que tudo tivesse um tom bem mais escuro, com menos brilho e cores, casando com o tom sombrio da história, mas não é o que ocorre, infelizmente. Por outro lado, de acordo com o que andei lendo, haverá uma versão – lançada na madrugada japonesa – sem censura, que deverá ser mais fiel ao mangá original.

Enfim, deixarei o trailer ai embaixo pra você conferir.

Para concluir, acompanharemos a vingança de Keyaru e você poderá ler nossas primeiras impressões. O primeiro episódio sai dia 13 de janeiro. Até lá!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here