One Piece 1006 (e 1005) – O Honorável Hyogoro das Flores | Análise

381

One Piece 1006 lançado e muitas coisas para comentar. Assim como andei fazendo com os capítulos anteriores e também com Horimiya, estou deixando acumular dois antes de fazer análises. Assim sendo, falaremos principalmente do capítulo 1006, mas também do 1005. Sobre o 1005 especificamente, falarei muito mais dele ao fazer um post especial sobre a atual situação do Sanji no mangá.

One Piece 1005 e a situação de Sanji

O capítulo mil e cinco foi totalmente focado em Sanji e Robin. Diferente da maioria, todavia, não considerei um capítulo ruim para o personagem, que demonstrou, como sempre, que é muito mais do que um grande lutador. O capítulo serviu especialmente para trazer de volta Robin para a história. A personagem, antes considerada perigosa, ficou bem esquecida nesse sentido e demonstrou todo seu lado ‘ruim’ em suas frases de efeito contra Black Maria. O fato de Sanji ter chamado exatamente quem Black Maria queria, expõe fortemente a confiança que ele possuí em sua companheira e que não é vergonha nenhuma pedir para ser resgatado.

Após isso, já em One Piece 1006, todos aguardavam que o personagem fosse até os Bainhas e um possível confronto com Jack, mas surgiu a possibilidade dele ir até Momonosuke. Acredito que essa duvida não serviria de nada se ele mantivesse sua decisão de ir até os Bainhas, então é provável que vá até Momonosuke, que deve ser perseguido por King, como vem sendo desde o início. Sanji teria assim, talvez, seu grande momento. Resta esperar.

Marco, o brabo!

Finalmente, quase 500 capítulos após Marineford, Marco mostrou o nível do primeiro comandante do mais poderoso Yonkou vivo – até aquela época, pelo menos. Sozinho, ele não só defendeu ou segurou King e Queen, mas os atacou fortemente. Foi muito legal ver as cenas de Marco e que dá um pouco mais da moral que o personagem precisava urgentemente para justificar o tamanho de seu nome. Naturalmente, é difícil acreditar que ele derrotará os dois, ainda mais que está ajudando a aliança com suas chamas e já está cansado.

Perospero volta a aparecer, mantendo o mistério relacionado a participação do bando da Big Mom no arco. Não sabemos de que lado o personagem ficará, mas ele já traiu marco antes e agora atacou Carrot. Suas motivações são um mistério total, mas ficamos no aguardo de que seja algo relevante, pois o arco tá bastante inchado e se Perospero não justificar sua presença, será um defeito numa avaliação final.

Um sacrifício…. Será?

Outro destaque de One Piece 1006 é Hyogoro, o último mestre de Luffy. Particularmente, nem pretendia falar muito disso antes de ver se o sacrificio dele se concretizará. Não é muito do estilo de Oda levar estas situações até o final e é triste ter chegado ao ponto de ter se tornado tão previsível. Previsibilidade é sinal de repetição de situações, o que justifica as criticas a extensão de alguns plots e arcos, como em Wano. Por exemplo, precisa gastar páginas com um sacrifício que não vai dar em nada? O personagem poderia simplesmente mostrar sua força em batalha e realmente morrer ou ficar em segundo plano. Enfim, é bem provável que Chopper termine a cura e interrompa a execução de Hyogoro, encerrando este plot dos demônios de gelo.

Em conclusão, One Piece 1006 é um bom capítulo em alguns aspectos, mas nos lembra de que já são mais de 1000 capítulos e como conhecemos Oda e seus costumes. Será que realmente não dava pra ser mais rápido? Enfim, teremos One Piece semana que vem!

Quem quiser saber quem sou, olha para o céu azul...Amante de infinitas coisas, desde animes, games, filmes, séries, música, futebol, literatura...Toda e qualquer uma dessas artes, mas, principalmente, a escrita, que torna minhas palavras imortais igual ao meu tricolor!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here