5 quadrinhos internacionais da editora Veneta para conhecer

Berlim

5 quadrinhos internacionais da editora Veneta para conhecer

As histórias em quadrinhos têm se destacado como uma forma única e fascinante de contar histórias, mesclando arte visual e narrativa de uma maneira cativante. A editora Veneta, renomada no cenário internacional, tem desempenhado um papel fundamental ao trazer para o público uma gama diversificada de quadrinhos de alta qualidade. Hoje, convidamos você a explorar cinco quadrinhos internacionais lançados pela Editora Veneta, que oferecem experiências de leitura excepcionais.

Os fãs de histórias em quadrinhos também poderão gostar de conferir em nosso portal:

Fun

Fun

Obra por Paolo Bacilieri
Data da publicação no Brasil: 30 de abril de 2021

Adquira o seu exemplar diretamente na Amazon (clique aqui para acessar a loja)

Sinopse:

No dia 21 de dezembro de 1913, o jornal New York World (o mesmo que tinha lançado o Yellow Kid, a suposta primeira HQ de todos os tempos) publicou, pela primeira vez no mundo, uma nova forma de charada: as palavras cruzadas. Se no primeiro momento, a invenção passou quase desapercebida pelo grande público, logo se transformou em uma febre, virou tema de letras de jazz, se espalhou pelo mundo, criou impérios editoriais e apareceu em filmes nas mãos do Batman e de Marcello Mastroianni.
Foi usada para selecionar agentes dos serviços secretos durante a Segunda Guerra Mundial e Simone de Beauvoir reclamou que as palavras cruzadas haviam sido proibidas pelo governo de ocupação nazista, que temia o uso delas como meio da Resistência se comunicar por mensagens cifradas. O escritor Vladimir Nabokov foi o pioneiro das palavras cruzadas russas, batizando-as “krastoslovicy” e o poeta francês Georges Perec cuidou da seção de “mots croisés” da revista Le Point até o fim da vida. As palavras cruzadas se tornaram o passatempo favorito de empregados e desempregados, de intelectuais e taxistas, de presidiários e monarcas.
 Fun, do italiano Paolo Bacilieri, conta essa história a partir de uma pesquisa impecável, que apresenta de maneira ousada, explorando as conexões entre a linguagem visual das palavras cruzadas e a dos quadrinhos. Mas Bacilieri conta também uma história de suspense, com um atentado que envolve um escritor respeitado (à la Umberto Eco), um roteirista da Disney e um misterioso grupo de guerrilha situacionista. E como se isso fosse pouco, Fun é mais do que tudo um grande romance sobre a cidade de Milão. Um passeio por sua história, suas paisagens, seus dramas e comédias cotidianas. Fun é uma charada para se ler e reler.

Via Amazon

Kanikosen o Navio dos Homens

Kanikosen: o Navio dos Homens

Obra por Gō Fujio e Takiji Kobayashi
Data da publicação no Brasil: 7 de dezembro de 2021

Adquira o seu exemplar diretamente na Amazon (clique aqui para acessar a loja)

Sinopse:

“Hora de partir pro inferno!” 
Quem embarca no navio Hakuko Maru é alertado de seu destino. Parece ser a única alternativa que resta para aqueles desempregados, pequenos comerciantes falidos, camponeses sem-terra, jovens pobres e outros rejeitados da sociedade. Ainda assim, ninguém está preparado para o inferno que é a rotina do navio. Naquele misto de barco e fábrica, em alto mar, os trabalhadores não têm qualquer direito e estão à mercê da exploração brutal e da violência dos capatazes do conglomerado pesqueiro. Alguns morrem de desnutrição, outros de maus tratos. Os trabalhadores então descobrem que, se não querem trabalhar até à morte, terão que resistir e lutar pela vida.
Um clássico da literatura japonesa do século XX, numa emocionante versão em quadrinhos. Publicado originalmente em 1929, o romance Kanikosen custou a vida de seu autor, Takiji Kobayashi. Por causa do imenso sucesso do livro, Kobayashi despertou a ira do governo e das classes dominantes japonesas. Depois de viver um tempo na clandestinidade, o escritor foi preso, brutalmente torturado e, por fim, assassinado pela polícia em 1933. Ele tinha apenas 29 anos.

Via Amazon


Kanikosen ficou proibido por muitos anos, mas acabou redescoberto e, desde então, tem sido um dos romances mais cultuados do Japão, com diversas versões para o cinema, teatro e esta celebrada adaptação para o mangá feita por Gō Fujio.

Mau Caminho

Mau Caminho

Obra por Simon Hanselmann
Data de publicação no Brasil: 31 de julho de 2020

Adquira o seu exemplar diretamente na Amazon (clique aqui para acessar a loja)

Sinopse:

Após a saída de seu ex-colega de quarto Coruja, a bruxa depressiva Megg e seu namorado, o gato maconheiro Mogg, precisam bolar um esquema para conseguir o dinheiro do aluguel. Enquanto Megg se esforça para enganar a assistência social, Mogg vaga pelas ruas em busca de algo que ele nunca teve: um emprego.
Nascido na Tasmânia, Austrália, Simon Hanselmann já é conhecido no mundo todo como um dos maiores nomes do novo quadrinho underground. Sua série Megg, Mogg & Owl esteve na lista de best sellers do New York Times e conquistou prêmios como o Angoulême, além de várias indicações ao Eisner e ao Ignatz.
Mau Caminho é sua primeira publicação no Brasil, que chega em um acabamento de luxo com hot stamping e pintura trilateral preta. A história mistura a comédia cínica sobre uso de drogas com um hall de personagens bizarros, cercados por angústias e problemas, como o lobisomem traficante Jones e a transexual Meleca.

Via Amazon
Os últimos dias de Pompeo

Os últimos dias de Pompeo

Obra por Andrea Pazienza
Data da publicação no Brasil: 1 de novembro de 2016

Adquira o seu exemplar diretamente na Amazon (clique aqui para acessar a loja)

Sinopse:

O italiano Andrea Pazienza precisou de pouco tempo para conseguir seu lugar entre os maiores artistas da história dos quadrinhos. Aos 32 anos era já o quadrinista mais bem pago da Itália e estava em todas as melhores revistas de HQ do país. Era disputado pelos mais célebres músicos e diretores de cinema do país para fazer cartazes e capas de disco. Fez o cartaz de Cidade de Mulheres, de Fellini, por exemplo. Escrevia um novo filme com Roberto Benigni. Pazienza era uma espécie de rockstar. E acabara de lançar o que era considerado sua obra-prima: “Os últimos dias de Pompeo”, que descreve os últimos momentos de um artista viciado em heroína. Então, menos de um ano depois do lançamento de Pompeo, Pazienza é encontrado morto, vítima de uma overdose de heroína. A tragédia só deu maior amplitude ao mito. Hoje o autor é cultuado como o símbolo de uma geração brilhante da cultura e do pensamento revolucionário italiano. Músicas, poemas, romances e filmes foram dedicados a ele. Ele dá nome a diversos centros culturais, escolas, teatros e bibliotecas. Uma praça em Roma tem seu nome, e uma rua em Nápoles. “Os últimos dias de Pompeo” ficou como se fosse uma espécie de autobiografia. Mas é muito mais que isso: uma das obras mais impressionantes da história dos quadrinhos, na qual a erudição e virtuosismo se misturam com o humor mais alucinado. Uma obra prima.

Via Amazon

Berlim

Berlim

Indicado ao Eisner e ao Harvey Awards; vencedor de dois prêmios Excellence in Graphic Literature.

Obra por Jason Lutes
Data de publicação no Brasil: 13 de novembro de 2020

Adquira o seu exemplar diretamente na Amazon (clique aqui para acessar a loja)

Sinopse:

Fruto de mais de 20 anos de dedicação, Berlim, de Jason Lutes, é um épico sobre a ascensão do nazismo em uma das mais efervescentes e cosmopolitas cidades europeias do século 20. Considerado pela crítica internacional uma obra-prima e um marco na história dos quadrinhos, o livro é um retrato multifacetado da Berlim dos anos 1920: os cabarés, a vida operária, a vanguarda artística, a intelectualidade de esquerda, os comunistas enfrentando nazistas nas ruas e uma sociedade escorregando à vista de todos para a brutalidade fascista.
Usando recursos que só os quadrinhos proporcionam, Lutes faz, na forma de um romance emocionante, um retrato do trágico declínio da República de Weimar pelos olhos de seus cidadãos. Marthe Müller, uma jovem que troca a vida burguesa em Colônia pela libertária Berlim; Kurt Severing, um jornalista idealista que perde a convicção na palavra impressa à medida o extremismo e o fascismo avançam; os Brauns, uma família dilacerada pela pobreza e pela política. O livro acompanha a vida desses personagens conforme a cidade, onde a intelectualidade, a criatividade e a liberdade prosperaram, vai se despedaçando.

Via Amazon

Nota: O Meta Galáxia é afiliado da Amazon. Ao clicar no link da loja, o nosso portal poderá ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Ou seja, você poderá colaborar com o nosso trabalho ao adquirir os produtos afiliados. A disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Se você é um grande fã de quadrinhos, portanto você também poderá gostar de conferir nossas resenhas: Resenha de Sin City: O Assassino Amarelo, de Frank MillerResenha de Vênus Invisível: Coleção de Histórias Curtas, com o Melhor de Junji Ito e Resenha de Hitler, mangá de Shigeru Mizuki publicado pela Editora Devir!! Você também pode conferir: Resenha crítica de Érica, a Magnífica, HQ da franquia Stranger Things e Resenha da HQ Vote Loki, por Christopher Hastings, Stan Lee e Larry Lieber. Além disso, você também pode ler a nossa matéria: Critérios – Como fazemos Críticas e Análises.

Austra Caroline
Come to the Dark Side. We have coffee with cookies! ☕

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here