Dragon Ball Super 66 – Moro, o Devorador de planetas | Análise

227
Goku enfrenta Moro - Dragon Ball Super 66

Após um longo tempo, parece que Dragon Ball Super 66 nos entregou finalmente o fim da batalha contra Moro – coincidentemente, teremos mais um capítulo para finalizar o ano. A saga durou muito mais do que as demais de Dragon Ball Super, nos lembrando as antigas sagas do Z, mas isso é algo bom? Vamos primeiro a este capítulo que confirmou os spoilers que postei dias atrás.

Bills decide intervir

Whis ensina Goku a derrotar Moro em Dragon Ball Super 66.

Dando sequências aos acontecimentos do capítulo 65, Moro começa a absorver a energia de todos da terra, incluindo os guerreiros Z. Vendo a situação ficando crítica, Bills decide intervir e ajudar Goku. Ainda que constantemente use a desculpe da comida, fica claro que o personagem adquiriu simpatia com o planete e, principalmente, para com Goku. É interessante que esta mudança de Bills fique somente em suas atitudes, diferente do costume ruim que mangakás têm de colocar algum personagem dizendo o obvio.

Porém, a decisão de Bills é frustrada pelo chamado de Daishinkan, que convoca ele e Whis, provavelmente para cobrar explicações sobre Meerus. Não sei se foi só um artificio para evitar a interferência de Bills ou o chamado do Supremo Sarcedote terá alguma consequência para a história. É legal sempre observar qualquer demonstração de poder de Whis, como desta vez ele segurando um soco de Moro com um dedo. Ele conta a Goku como derrotar Moro e pede que ele confie em sua força, afinal possui o poder de um deus.

A queda do Instinto Superior

Vegeta usa sua nova técnica para tentar parar Moro.

Logo após, Vegeta chega e passa a separar a energia que Moro estava absorvendo, alegando que não poderia separar sua energia para sempre – justificando o fato de não derrotar o vilão com sua nova técnica. Goku avança com tudo para fazer o que Whis o aconselhou, mas para em uma barreira corporal feita pelo vilão. Todavia, ainda que com o Instinto Superior ativo, Goku é parado pela barreira e tem sua energia absorvida. Considerando que é quase como se estivesse lutando contra a própria Terra e com a desvantagem de ter que acertar um ponto específico de um inimigo gigante, não é absurdo assim o Instinto Superior ser parado.

Todos então doam sua energia para Vegeta e ele as envia para Goku, já que estava próximo de Moro, um pouco mais e seria capaz de finalizar o inimigo. Mas a energia é insuficiente e o máximo que Goku alcança é o Blue, o incapacitando de fugir o inimigo e tendo sua energia absorvida de novo. Tudo parecia perdido, certo? Bem, é aí que entra a surpresa do arco.

Um retorno Inesperado

Uub retorna em Dragon Ball Super 66.

Uub aparece e envia energia para Goku, influenciado pelo antigo Supremo Senhor Kaio. Todavia, é dito por Goku que a energia é divina – fazendo sentido pelo Senhor Kaio ser um deus. Mas se a energia de Uub é divina, a do Kid Boo deveria ser também, certo? Já que ambos, no fim, são o mesmo. Independente desta – até agora – incoerência, a utilização do personagem é inesperada e bem vinda. Com este poder, Goku é capaz de voltar ao Instinto Superior e criar seu polemico corpo gigante de energia. Mas por que polemico? Bem, infantilidades e comparações na Internet que pouco valem a discussão.

Por último, com sua energia revitalizada, Goku dá um golpe final em Moro capaz de ecoar pelo universo, chamando até mesmo a atenção de Whis. Temos uma cena de Goku fazendo seu sinal de “belezinha”, igual a quando derrotou Kid Boo, ironicamente, desta vez, utilizando energia de sua reencarnação. Com isso o vilão parece ter morrido mesmo desta vez e provavelmente o capítulo 67 deve ser de comemorações e contagem de danos, além da visita a Daishinkan.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here