Resenha com spoiler de Mona Lisa e a Lua de Sangue (2023)

 Mona Lisa e a Lua de Sangue

Resenha com spoiler de Mona Lisa e a Lua de Sangue (2023)

Mona Lisa e a Lua de Sangue é uma obra cinematográfica que mergulha o espectador em um universo misterioso, onde suspense e fantasia se entrelaçam para criar uma experiência única. Com um elenco talentoso e uma premissa intrigante, o filme promete uma jornada repleta de reviravoltas e emoções intensas. Contudo, será que realmente compensa assistir? O filme consegue entregar o que foi prometido? Prepare-se para adentrar o mundo de Mona Lisa e a Lua de Sangue, onde o enigma aguarda e a magia está no ar. Cuidado, pois há spoilers! Deseja saber se compensa assistir, mas sem spoilers? Se sim, então confira em nosso portal: Resenha sem spoiler de Mona Lisa e a Lua de Sangue (2023).

Mona Lisa e a Lua de Sangue

Ficha técnica

Data de lançamento: 27 de setembro de 2023
Duração: 1h 46min
Gêneros: Fantasia, Aventura
Direção: Ana Lily Amirpour
Roteiro: Ana Lily Amirpour
Elenco: Jeon Jong-seo, Kate Hudson, Craig Robinson
Classificação indicativa: 16 anos

Disponível atualmente via Prime Video

Sinopse:

Uma garota com poderes incomuns está internada em um hospital psiquiátrico há mais de uma década até que, uma noite, a lua de sangue a libera e ela pode se reinserir na moderna cidade de Nova Orleans, onde enfrentará estranhos habitantes. Ele será capaz de encontrar seu lugar neste mundo?

Prime Video

Enredo

Mona Lisa e a Lua de Sangue

No cerne da trama, Mona Lisa (Jeon Jong-seo), uma jovem com dons extraordinários, ousa fugir das amarras de um manicômio opressivo, onde ficou por 12 anos. Quando ela fugiu, na noite de Lua Vermelha que despertou seus poderes, ela desencadeou uma sequência de eventos que a forçam a enfrentar o mundo misterioso de Nova Orleans. E ela conseguiu essa fuga machucando pessoas, tanto do hospital quanto da polícia. À medida que ela luta por sua liberdade, Mona Lisa encontra-se desbravando os becos enigmáticos da cidade, aprendendo a viver em sociedade ao mesmo tempo que fugia da polícia. Ela não suporta a ideia de ter que voltar ao manicômio!

Rapidamente, ela conhece um rapaz chamado Fuzz que a ajuda, comprando comida para ela e que lhe entrega sua camiseta (por livre e espontânea pressão da coreana). Era até divertido notar que ele estava muito zen perto da garota, que ainda estava com a roupa do manicômio – e ainda por cima com sangue atrás. Por um momento, a gente até acha que ele é algum abusador, mas é mais zen do que parecia inicialmente.

Em seguida, ela ajuda uma mulher chamada Bonnie que estava envolvida com uma briga. Bonnie leva Mona Lisa para comer em um restaurante, como gratidão pela ajuda. Depois, ela leva a coreana para o bar onde trabalha como stripper. Decidida, a stripper convida a garota para morar em sua casa, além de pedir para a garota sobrenatural ajuda-la a ganhar dinheiro fácil – mas as consequências disto vieram mais rápido do que Bonnie imaginava…

Bonnie só ensinou parada errada para Mona Lisa

 Mona Lisa e a Lua de Sangue

Isto mesmo que você leu: a dançarina profissional só ensinou parada errada para Mona Lisa. Ela aproveita os poderes psíquicos da coreana, em que ela hipnotiza as pessoas para fazerem o que ela bem entende, para roubar. Juntas, ela tomam todo o dinheiro dos clientes. Como se não bastasse, ela também roubam as pessoas que estão sacando dinheiro nos caixas eletrônicos. A polícia rapidamente descobriu, graças às denuncias e às câmeras de segurança dos caixas eletrônicos.

Por um lado, a gente até tenta compreender o lado de Bonnie. Diferente do que muitos podem pensar, a maioria dos artistas são pobres. É uma minoria que realmente enriquece. Como se ela própria não fosse egoísta e desejando toda a grana para si, ela ainda tem um filho, Charlie, que tem talento nato para desenhar. Então, como não aproveitar para comprar as coisas que ela e seu filho sempre sonharam? Por outro lado, ainda assim era roubo e estava sendo um péssimo exemplo para seu filho e para a Mona Lisa, que nunca teve grandes exemplos já que passou grande parte da vida internada. O irônico que um garoto de 10 anos de idade tinha mais juízo que a sua mãe.

As consequências foram horríveis para Bonnie, que no final do filme já estava visada pela polícia e por todos aqueles que ela roubou. Tanto que ela apanhou absurdamente de suas vítimas.

Sem saberem que Bonnie estava hospitalizada, Mona Lisa e Charlie acabam decidindo ir embora da casa de Bonnie. A coreana era mesmo procurada pela polícia. Então, a dupla junta uma boa grana (que a própria Mona Lisa ajudou a roubar) e se encontra com Fuzz, que fez identidade falsa para eles e os levou para o aeroporto. O momento fofo e engraçado era ver que Fuzz realmente apaixonou à primeira vista pela Mona Lisa, a chamando de alma gêmea.

Contudo, já no aeroporto, Charlie decide que é melhor voltar para a sua mãe (não antes de tentar despistar a polícia) e deixar a sua grande amiga ir embora sozinha para outra cidade. Foi a melhor decisão de Charlie, já que sua mãe quem tem a obrigação de cria-lo. Além disso, Mona acabaria sendo procurada também por rapto de criança. Ao menos, Mona Lisa conseguiu fugir, mas sem sabermos ainda por que de seus poderes sobrenaturais…

Compensa assistir Mona Lisa e a Lua de Sangue?

Mona Lisa e a Lua de Sangue

Mona Lisa e a Lua de Sangue é um filme que tem seus pontos fortes e, ao mesmo tempo, algumas falhas notáveis. A história é envolvente, combinando elementos de suspense e fantasia de uma forma que mantém o público interessado do início ao fim. O elenco, indiscutivelmente, faz um trabalho excepcional, com atuações cativantes que adicionam profundidade aos personagens.

No entanto, o grande problema deste filme reside no roteiro. Embora o enredo tenha potencial, deixa muito a desejar em termos de explicação dos elementos cruciais da trama. A protagonista, Mona Lisa, é coreana e possui poderes especiais, mas o filme deixa de fornecer uma explicação adequada sobre como ela adquiriu esses poderes e por que eles são importantes para a história. Essa falta de contexto pode ser frustrante para o público, deixando perguntas sem resposta e afetando a experiência geral.

Em resumo, Mona Lisa e a Lua de Sangue é um suspense com fantasia divertido, destacando-se pelo talento do elenco, mas peca na falta de explicação dos poderes da protagonista, o que deixa a narrativa incompleta e deixa algumas lacunas na história. Mesmo assim, pode ser apreciado por aqueles que estão dispostos a aceitar algumas falhas em troca de uma história intrigante e atuações convincentes.

Trailer

Obrigada por ler até aqui! Você sabia que o portal Meta Galáxia possui muitas resenhas e análises? As nossas últimas resenhas foram Resenha de Oppenheimer (2023), drama histórico protagonizado por Cillian MurphyResenha de Barbie (2023), filme protagonizado por Margot Robbie e Ryan Gosling e Resenha: Compensou assistir Super Mario Bros O Filme (2023)?? Se procura por mais filmes legais, confira em nosso portal: Marte Um: ResenhaBroker – Uma Segunda Chance: Resenha e Crítica Duna 2021 – É bom e vale a pena assistir?? Além disso, você também pode ler a nossa matéria: Critérios – Como fazemos Críticas e Análises.

ANÁLISE CRÍTICA - NOTA
Mona Lisa e a Lua de Sangue
Austra Caroline
Come to the Dark Side. We have coffee with cookies! ☕
resenha-com-spoiler-de-mona-lisa-e-a-lua-de-sangue-2023"Mona Lisa e a Lua de Sangue" é um suspense com fantasia divertido, destacando-se pelo talento do elenco, mas peca na falta de explicação dos poderes da protagonista, o que deixa a narrativa incompleta e deixa algumas lacunas na história. Mesmo assim, pode ser apreciado por aqueles que estão dispostos a aceitar algumas falhas em troca de uma história intrigante e atuações convincentes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here