Thor: Amor e Trovão, Cavaleiro da Lua e Eternos solidificam um renascimento divino no MCU

Thor: Amor e Trovão é mais uma exploração dos deuses no MCU, mas o filme também ajudou a provar que os deuses estão recebendo um foco muito maior.

cavaleiro da lua

Thor: Amor e Trovão, Cavaleiro da Lua e Eternos solidificam um renascimento divino no MCU

Isso mesmo! Thor: Amor e Trovão, Cavaleiro da Lua e Eternos solidificam um renascimento divino no MCU! Cuidado, pois há spoilers do Universo Cinematográfico Marvel durante o texto!

Cuidado com o spoiler!

Thor: Amor e Trovão, Cavaleiro da Lua e Eternos solidificam um renascimento divino no MCU

A Fase Quatro do Universo Cinematográfico da Marvel introduziu um aspecto totalmente novo deste mundo que foi apenas ligeiramente provocado em filmes anteriores – deuses e espiritualidade. Cavaleiro da Lua, Eternos e Thor agora mostram o poder que os deuses têm sobre a realidade. Dessa forma, é difícil não ver o quão influentes eles foram nos bastidores! Contudo, ainda mais envolvente do que sua presença é como o MCU os introduziu e se concentrou neles recentemente.


Os Eternos introduziram pela primeira vez o conceito de deuses e mitos, com os heróis titulares representando as histórias de lendas como Gilgamesh, Atena e Ícaro. Estes também influenciaram fortemente os temas religiosos do filme. E dessa forma fizeram com que os Eternos agissem como portadores de conhecimento e poder, ajudando ainda mais a civilização e criando um lar do que costumava ser nada. O filme também apresentou os Celestiais, que na época eram potencialmente os seres mais poderosos do universo, capazes de criar realidades inteiras e viver por milhares de anos. Sua aparição marcou uma grande introdução para os deuses do MCU.

O Cavaleiro da Lua empurrou ainda mais a definição de Deus com a estreia de Khonshu e The Ennead. Se Asgardianos e Celestiais eram meramente raças avançadas, então esses deuses eram a coisa mais próxima do verdadeiro negócio. Suas habilidades eram de natureza espiritual, e eles podiam manipular as estrelas e as funções básicas do universo e da vida após a morte. Além disso, eles também podem usar suas habilidades para preencher a lacuna entre a ciência e a magia, conjurando criaturas de outros reinos para cumprir suas ordens. Era menos religioso do que os Eternos ofereciam, mas também dava validade às histórias contadas no mito egípcio.

Finalmente, Thor: Amor e Trovão pegou os dois conceitos e os reuniu em Omnipotence City. Agora, o público podia ver quantos deuses realmente residiam no MCU e até onde foram suas influências. De Zeus a Asgardianos, todos os cantos da Divindade foram introduzidos e servem como o início oficial de um novo ramo de narrativa. Nos quadrinhos, os deuses muitas vezes deixaram sua marca na Terra como heróis e vilões, mas isso ainda não tinha prevalecido no MCU, mas com Zeus motivado a voltar aos bons velhos tempos e Hércules ao seu lado, isso poderia mudar para sempre.

A conquista de Zeus pode ser apenas uma provocação para qualquer outra coisa que esteja por vir. No centro disso está o Doutor Estranho. Ele acabou de viajar pelo Multiverso e até encontrou reinos controlados pelo Tribunal Vivo e enfrentou poderosos horrores sobrenaturais. O que ele viu pode torná-lo mais qualificado do que Thor para enfrentar e entender a crescente presença de deuses em sua realidade. Entretanto, ele também pode ser um dos poucos fortes o suficiente para defender a Terra deles.

O MCU percorreu um longo caminho desde a introdução de Thor. À medida que os deuses se tornaram cada vez mais predominantes, o próprio conceito de existência foi redefinido. Dito isto, abriu a porta para algumas histórias fantásticas que fazem com que a introdução de cada deus os faça sentir como se sempre estivessem por perto. Não está claro o que o futuro reserva para eles! Mas é certo: o que vier a seguir, serão necessários alguns heróis poderosos para enfrentá-los.

Thor: Amor e Trovão está atualmente nos cinemas, enquanto Cavaleiro da Lua está disponível pela Disney+.

Goiana. Arqueóloga, focada em Educação Patrimonial. Redatora. Escritora. Apaixonada pela Cultura Brasileira e pela Cultura Geek. Cosplayer nas horas vagas gótica e gamer. Aqui no Meta Galáxia, colaboro com matérias sobre o universo geek: notícias, entrevistas com cosplayers, listas de filmes e animes, análises de animes e jogos, curiosidades e muito mais!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here