The Last of Us da HBO torna uma cena do jogo mais dolorosa

The Last of Us, da Naughty Dog, começa sua eclosão com uma morte agonizante, e a série da HBO eleva a intensidade da cena com mudanças consideráveis.

Joel e Sarah de The Last of Us
Joel e Sarah. Reprodução: The Last Of Us / Naughty Dog

The Last of Us da HBO torna uma cena do jogo mais dolorosa

O texto sobre a cena mais dolorosa da série e do jogo contém spoilers da primeira temporada de The Last of Us, episódio 1, que estreou no domingo, 15 de janeiro na HBO.

Qualquer adaptação – seja um videogame ou um livro – é uma novidade sensacional, e The Last of Us da HBO não é exceção. Inclusive, a adaptação da HBO está se mostrando incrível. Só no primeiro episódio, antes do salto de tempo do episódio mostrou mais da vida de Sarah antes da pandemia, levando sua personagem a um fim devastador.

Adaptado do jogo eletrônico homônimo da desenvolvedora Naughty Dog, The Last of Us segue muito do mesmo ritmo do jogo em sua estreia na televisão. Os espectadores podem ver a vida de Joel antes que o vírus Cordyceps destruísse a civilização, e o salto de 20 anos mostra a vida de Joel após a morte de sua filha. Um grande ajuste, todavia, é a expansão da história de sua filha, que é o foco principal do prólogo.

O legado de Sarah nos jogos da Naughty Dog

A morte de Sarah no programa não é diferente do do jogo eletrônico da Naughty Dog, mas os eventos que levaram à sua morte são mais centrais para o programa. O jogo começa na noite do aniversário de Joel, quando Sarah percebe que está se aproximando da meia-noite e presenteia Joel com um relógio novinho em folha. Horas depois, entretanto, os dois estavam correndo pelas ruas de Austin, e Sarah acabou sendo baleada e morta por um soldado que havia recebido ordens de matar os dois. Em uma cena muito emocionante, Joel desmorona enquanto a segura em seus braços antes que ela morra.

Embora Joel raramente mencione Sarah após o salto no tempo, a morte dela o segue. Ele ainda usa o relógio agora quebrado que ela lhe deu e reage negativamente quando as pessoas falam sobre ela. Os jogadores não tiveram problemas em simpatizar com Joel mais do que com Sarah, uma das muitas vítimas da noite. A triste realidade é que ela nunca teve a chance de abrir caminho no mundo pós-apocalíptico. Diante dessa situação, então os jogadores passam a primeira hora do jogo sobrecarregados pela dor e pelas emoções de uma garota que mal conhecem. O jogo criou um cenário quase perfeito levando à morte de Sarah, então é difícil imaginar que o show melhore. Mas voltando o relógio para a manhã do surto, a série da HBO dá vida a Sarah.

The Last of Us da HBO permite que Sarah explore sua vida antes de sua morte

Ao contrário do pouco tempo de Sarah no jogo, a série da HBO coloca mais ênfase em sua história de fundo. Antes de sua morte, Sarah era uma garota comum que morava com o pai, tinha um bom relacionamento com o tio Tommy e tinha amizade com os vizinhos mais velhos. Até mesmo com o cãozinho da vizinhança ela tinha amizade! O dia em que o surto aconteceu foi o aniversário de Joel – um fato trágico, sabendo que o dia em que Joel comemorou sua vida foi o dia em que perdeu sua filha – e ela fez de tudo para garantir que ele tivesse um dia especial. Mesmo tendo que se defender às vezes, ela entende o estresse que Joel está sofrendo em um trabalho exigente e quer alguém para tornar seu próprio aniversário especial também.

Depois da escola, ela segue para a cidade, que não parece estar fora de sua zona de conforto, mas é definitivamente perigosa com o surto. Ela se esforça para consertar o relógio dele na loja de penhores e depois passa um tempo com ela. Vizinha, o que ela obviamente não quer fazer, mas faz de qualquer maneira porque ela é muito simpática. Quando a pandemia se tornou oficialmente uma realidade, tudo finalmente mostrou o quão inocente ela era. Em meio ao caos da cidade, Joel mostra que está disposto a fazer coisas difíceis, como abandonar uma família à beira do caminho para proteger a filha. Se Sarah estivesse no lugar de Joel, é provável que ela tivesse sacrificado a própria vida para ajudar os outros.

Sarah sendo assassinada por um soldado dói mais porque os espectadores conseguem ver o quão inocente ela realmente é. Claro, o jogo também mostra isso, mas Sarah agora é uma desenvolvedora da série. Ela tem uma personalidade, medos e desejos – então, quando ela morre nos braços de seu pai, tudo isso não significa nada. Porque essa é a realidade da situação atual de Joel; inocentes são as primeiras vítimas no mundo de The Last of Us, e a morte de Sarah é apenas o começo da vida horrível de Joel.

Vídeo compara cena impactante de Sarah

O perfil no Twitter Portal The Last of Us (@PortalTLOU) compartilhou o vídeo com a triste cena de morte de Sarah na série e no jogo:

Fã de The Last of Us? Se sim, então vai gostar de também ler em nosso portal:

Come to the Dark Side. We have coffee with cookies! ☕

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here