Análise: Call of Duty: Black Ops – Cold War

468

Call of Duty já é uma franquia de peso, e com o passar do tempo, vem envelhecendo muito bem, eu confesso que não sou um dos mais assíduos fãs da série, joguei muito raso, focando muito no warzone por conta dos amigos que me chamavam. Logo, esperem muita neutralidade.

A franquia da Treyarch, nem de longe pretende garantir uma experiência histórica, tanto que eles focam em uma experiência cinematografia, explosões, tiros, facas, assassinatos e muito mais, tudo muito brutal como a Treyarch sabe e gosta. Portanto em Call of Duty: Black Ops – Cold War não espere nenhuma assertividade histórica, o game aborda sim, A Guerra Fria, contudo sob um véu extremamente novelístico.

Ambientação

Você encarna o agente de codinome Bell, juntamente outros agentes você será responsável por encontrar pistas, assim como personalidades para por um fim a Guerra Fria. Dentre as localizações que o jogo te coloca, há de se destacar a sede da KGB, durante uma reunião que inclui Mikhail Gorbachev!

“Black Ops” por si e só já deixa implícito que o jogo se ambienta “por baixo dos panos”, então é de se esperar que suas missões sejam executadas das formas mais “espiãs”. Contudo estamos falandod e Call of Duty: Black Ops – Cold War e o que seria CoD sem tiros, granas e facadas para todos os lados? Então sim, considere também que é possível “forçar” sua passagem por qualquer fase.

E essas nuances onde você pode optar por ser um espião “a la” Snake ou um brucutu como Rambo, dão uma dinamicidade impar a campanha. Falando em campanha, ela é bem pequena, coisa de 6 a 8hs de jogo para chegar ao seu fim, somado ao fato de haver novamente decisões morais e múltiplos finais, garantem a campanha uma bela sobrevivência e fator replay.

Call of Duty®: Black Ops Cold War_20201120193941

Mecânicas

Call of Duty: Black Ops – Cold War, não tem muitas “novidades” em quesitos de mecânicas, digo, o jogo continua sendo um FPS, você monta seu arsenal, vai para as missões e parte de você como deseja prosseguir. Claro há diversas melhorias gráficas nas armas, e também no mecanismos de disparos, recuos e mesmo enquanto você recarrega a arma é possível ver o esmero e trabalho do time gráfico.

Desta vez há um certo nível de personalização do personagem, você pode por exemplo ser paranoico, o que, in game se traduz em uma facilidade para perceber inimigos mesmo que estejam tentando se esconder. Isso da uma camada nova, e pode inclusive influenciar nas decisões o player durante as missões.

Mais Multis para você em Call of Duty: Black Ops – Cold War

Mas o “bang” mesmo é o multiplayer. Junto a campanha, o Game traz o modo Multiplayer, que é muito parecido com o Warzone (o Battle Royale mais conhecido de CoD), inclusive o próprio Warzone está disponível junto Call of Duty: Black Ops – Cold War, além do Modo Zombies.

Modo multiplayer, como falei, é muito parecido com o Warzone, mas com mapas maiores, mais tipos de veículos, os mapas para 40 players são por si só um desafio, com obstáculos naturais como agua e montanhas. Há também alguns modos de jogo diferentes o que se destaca aqui é o “Dirty Bomb” onde são formados 10 times que devem coletar urânio apra armar uma bomba!

Modo Warzone é o próprio dito, portanto não vou explanar, e o modo Zombies apesar de ser bem parecido com o que ja estamos acostumados, desta vez os mapas estão maiores, as hordas mais inteligentes e os recursos mais escassos. Jogar cooperativamente no modo Zombies é quase uma obrigação, que assim também contribui para longevidade do game.

Conclusão

Um must have para todo fã, guarde muito espaço em seu PS4/PS5 pois o jogo completo + todos os modos ocupa um pouco mais de 100GB. Eu joguei o Game no PS5, senti zero lags, zero quedas de FPS e me impressionei com a qualidade gráfica do game, eu aguardaria uma promoção para não ter de pagar o preço cheio, mas se estiver muito animado, vai fundo que você não se arrependerá!

E não esqueça, para mais novidades sobre animes, cultura pop e games, não deixe de navegar em Meta Galáxia!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here