Uso de SSD no mundo dos games

Porque atualmente o SSD não tem grandes ganhos em performance? Como ele poderá ser usado no futuro?

92

Uma dúvida que já acompanha quem joga há alguns anos: jogar usando um SSD (como armazenamento do jogo) vai me render mais desempenho?

QUAL O GANHO ATUAL COM SSD?

Um típico SSD com barramento SATA 3 que atinge até 500MB/s

Essa dúvida já vem desde o PS3 e Xbox 360, onde alguns já instalaram SSDs nos seus consoles para ver o que poderia alterar, um loading mais rápido, talvez evitar uma queda de FPS, ou para aqueles mais sonhadores, uma textura de melhor qualidade. No caso do PS3 e X360 o SSD acaba sendo um desperdício pelo ganho gerado, em alguns casos, jogos que carregam grandes arquivos de texturas, se beneficiaram com um SSD, a exemplo quando se movimenta a câmera para os lados, ou quando se carrega texturas de cenários de mundo aberto, porém, é um ganho muito pouco impactante no geral. Há ganho também em loading de alguns jogos, mas não todos.

Nos consoles mais novos como Xbox One X e PS4 Pro (assim como suas versões bases) os ganhos ficam no mesmo patamar dos consoles de 7 geração. Se ganha um melhor carregamento de textura, caso o jogo trabalhe carregando continuamente texturas enquanto se joga, e um loading mais rápido em alguns jogos. Não se ganha fps, ou melhores gráficos e também não se evita queda de frames em algumas situações que isso ocorra dentro do jogo rodando.

Nos computadores gamers também já foi analisado e avaliado, em comparação com HDs mecânicos, o ganho que viria do uso de um SSD na instalação de um jogo. Foi notado ganho expressivo em loading em alguns jogos, em outros não tanto perceptível, e, no mesmo caso dos consoles, não há ganho de FPS ou de melhor qualidade no visual dos games.

MAS PORQUE ISSO OCORRE?

Os jogos atuais são feitos, programados, moldados, para funcionar com certa taxa de transferência de dados, levando em conta os HDs mecânicos. Eles são criados assim desde seu esqueleto, fazendo melhor uso da banda de memoria do que da taxa de transferência interna de um HD. Então por isso não importa o quão veloz SSD você coloque no seu videogame ou seu PC gamer, seu jogo vai funcionar basicamente da mesma forma que um HD.

Talvez viria a pergunta: Porque os jogos atuais, que são multiplataforma, já não fazem melhor uso de um SSD já que quase todo PC gamer tem um SSD? Bom, primeiro que nem todos tem um SSD de 960gb para ficar instalando jogos, e segundo que a taxa de um SSD SATA, apesar de ser muito maior que um HD, ainda não chega nem próximo da velocidade de largura de banda de uma memoria de vídeo, logo o ganho também não seria tão grande.

Um SSD SATA faz transferência de até 500MB/s, o que é muito frente a um HD que faz por volta de 130MB/s, porém muito pouco comparado aos recentes M.2, que é uma interface superior a SATA, PCI-e 4.0 que atingem até 5.000MB/s, onde aí sim daria para implementar um novo jeito de se programar um jogo. Porém não foi usado até então porque a tecnologia está caminhando aos poucos, este modelo de SSD M.2 com tal velocidade só foi feito há poucos meses, e as placas e processadores compatíveis com PCI-e 4.0 são somente da AMD e mesmo assim da linha 3xxx pra cima, nem mesmo os Intel de 10ª geração recém lançados tem suporte.

MAS ISSO VAI MUDAR!

O futuro dos games

Os próximos consoles, Xbox Series X e Playstation 5, contarão com SSDs no seu projeto, na sua construção, ou seja já suportarão e se beneficiarão da rápida taxa desde seu nascimento.

A SONY INVESTIU PESADO NO SEU SSD E TROUXE UMA TAXA ABSURDA DE TRANSFERÊNCIA DE DADOS!

825GB usando barramento PCI-e 4.0 com banda nativa de 5,5GB/s sendo comprimido por um chip: ao infinito e além!

Com um sistema robusto de compressão de dados a Sony afirma que o PS5 irá atingir até 9.000MB/s de transferência interna de dados. O que é um feito imenso e grandioso, porém muito distante do real praticado por todo restante dos aparelhos gamers. O Xbox SX irá conseguir até 4.500MB/s de transferência comprimidos e por mais que um dono de computador gamer queira torrar seu dinheiro, ele vai conseguir até 5.000MB/s de taxa.

Com certeza os estúdios de propriedade da Sony usarão essa taxa de forma magistral, conseguindo trazer direto do SSD texturas de alta qualidade, muito mais objetos que hoje são carregados na tela, ou até mesmo a renderização total de uma área inteira de um jogo. É claro que isso não vai gerar maior taxa de FPS, uma maior resolução ou melhor desempenho, mas com certeza vai ser uma melhoria e um avanço imenso frente o estilo de programação até o momento.

A pergunta que vem é a seguinte:

Mas e os jogos multiplataformas? Toda empresa irá investir tempo extra, recurso extra, apenas para seu jogo ficar um pouco mais bonito? Ou ela vai nivelar o jogo com base na taxa de dados dos SSDs usados pela grande maioria, que são abaixo de 4.000MB/s? Bom, talvez a resposta seja o exemplo do Playstation 3, onde o mesmo veio com um processador de grande potencial, mas com maior complexidade de programação, o que exigia das empresas maior empenho, se traduzindo em custos, para aproveitar bem o potencial do console, e sabemos qual foi o resultado: a grande maioria de multiplataforma rodavam melhor no X360. Então talvez ter um hardware tão diferente do usual não seja uma vantagem tão grande assim.

SSD do Xbox Series X

Um exemplo é o Xbox one X que tem 6flops, diferença de 2tflops do PS4, o que é muito e rende ao console da Microsoft jogos em 4k nativo, mesmo em jogos pesados como Red Dead Redemption 2, mas que as vezes é subaproveitado em alguns jogos, já que a desenvolvedora não tem interesse em desprender mais recursos e tempo para melhorar o jogo no console mais potente, optando por nivelar com o PS4 Pro.

NOVAS SURPRESAS VIRÃO

Com certeza ambos consoles e também jogos otimizados para uso de SSDs no computador irão receber títulos impressionantes, com um uso bem feito da taxa dos SSDs será possível criar jogos foto realistas, carregar todas texturas de uma área inteira direto do SSD, liberando memoria da GPU para carregar outros efeitos. Estamos todos muito ansiosos pela chegada da nova geração!

Gamer desde os 6 anos em um Atari jogando Enduro e River Raid. Há 14 anos queimando neurônios e ganhando cabelos brancos em suporte de TI e agora como programador iniciante. Amante de Zelda, Dark Souls, Metroid, Pokemon, dentre vários e vários outros jogos. Pai de uma menina gamer de 5 anos.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here