Segurança na Internet: monitoramento dos pais e estratégias para proteger as crianças enquanto jogam

Alexandre Elias, CMO da Rcell, explica como o controle parental, um recurso disponível nos videogames atuais, monitora e ajuda a preservar a saúde física e mental das crianças

Imagem de Gerd Altmann por Pixabay
Segurança na Internet: monitoramento dos pais e estratégias para proteger as crianças enquanto jogam / Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

Segurança na Internet: monitoramento dos pais e estratégias para proteger as crianças enquanto jogam


As inovações tecnológicas oferecem inúmeras oportunidades e benefícios, proporcionando acesso ao conhecimento, à interação social e ao entretenimento. No entanto, também têm trazido consigo a necessidade de conscientização sobre a segurança da internet e da tecnologia.

No que diz respeito às crianças, é fundamental que as famílias, os educadores e a sociedade em geral estejam vigilantes em relação à exposição a conteúdos inapropriados, ao cyberbullying e ao risco de dependência excessiva da tecnologia. Além disso, a Inteligência Artificial, embora tenha diversas aplicações benéficas, pode ser usada de maneira prejudicial. Por exemplo, atualmente a IA tem a capacidade de clonar o rosto e a voz de indivíduos.

Por isso, é de extrema importância prevenir e educar os usuários mais jovens. Eles devem ser incentivados a manter a privacidade de suas informações pessoais, a não compartilhar senhas, fotos ou vídeos com desconhecidos, e a compreender a importância de questionar a autenticidade das solicitações online, além de denunciar qualquer atividade suspeita. Além disso, os pais devem manter-se atualizados sobre as medidas de segurança e privacidade das plataformas utilizadas, verificando constantemente as configurações de privacidade e restringindo o acesso a conteúdo confidencial.

A professora doutora Ana Flávia da Costa Parenti, coordenadora da Clínica-Escola do curso de Psicologia da Universidade Cidade de São Paulo – UNICID, instituição pertencente à Cruzeiro do Sul Educacional, ressalta que a internet é um ambiente aberto a todo tipo de interação, o que torna essencial ter um cuidado redobrado com as interações online envolvendo crianças, devido à ingenuidade e à falta de conhecimento das crianças em relação a situações perigosas.

O especialista acrescenta que manter uma conversa aberta e honesta com as crianças é essencial para que elas tomem decisões conscientes.

O equilíbrio e o diálogo contínuo entre pais, responsáveis e filhos são de suma importância para o estabelecimento de vínculos e confiança, pois somente a partir dessa conexão estabelecida é que as crianças poderão contar com apoio e buscar ajuda sempre que algum comportamento na internet soar estranho. Além disso, os pais podem incentivar outras atividades off-line, como brincadeiras ao ar livre, leitura, esportes e interações sociais presenciais. O envolvimento ativo e o apoio emocional dos pais são fundamentais para ajudar as crianças a desenvolverem habilidades digitais saudáveis e a lidar com os desafios da era digital. 

De acordo com Alexandre Della Volpe Elias, CMO do Grupo Rcell, é importante ter em mente que a Internet e os videogames podem oferecer oportunidades de aprendizado e crescimento para as crianças.

Os jogos educativos podem melhorar as habilidades cognitivas, como a resolução de problemas e o pensamento estratégico. Além disso, o acesso a informações on-line pode ajudar no desenvolvimento do conhecimento geral e da pesquisa acadêmica. No entanto, tudo deve ter um limite de tempo e exposição.

Benefícios dos jogos eletrônicos

Os videogames podem trazer muitos benefícios para as crianças quando usados de forma equilibrada e supervisionada. De acordo com Alexandre, alguns dos principais benefícios incluem: 

  • Desenvolvimento cognitivo: Os jogos podem estimular habilidades cognitivas, como raciocínio lógico, resolução de problemas, tomada rápida de decisões e habilidades de pensamento estratégico; 
  • Coordenação motora: Jogar jogos que envolvem movimento físico, como jogos de festa, pode ajudar a desenvolver a coordenação olho-mão e a destreza física; 
  • Habilidades sociais: Muitos videogames oferecem a oportunidade de jogar jogos para vários jogadores, seja on-line ou localmente. Isso pode incentivar a interação social, o trabalho em equipe e a colaboração entre as crianças; 
  • Aprendizagem educacional: Alguns jogos são projetados especificamente para fins educacionais, abrangendo tópicos como matemática, ciências, história e habilidades linguísticas. Esses conteúdos podem tornar o aprendizado mais envolvente e divertido; 
  • Estímulo à criatividade: Alguns videogames oferecem ferramentas de criação e personalização, permitindo que as crianças expressem sua criatividade ao criar personagens, níveis ou histórias. Isso pode estimular a imaginação e a capacidade de resolver problemas de forma criativa; 
  • Alívio do estresse: Jogar jogos também pode ser uma forma de aliviar o estresse e relaxar. Eles podem proporcionar uma distração saudável e divertida, permitindo que as crianças relaxem e se divirtam. 


Alexandre enfatiza a importância da supervisão dos pais no tempo dedicado aos videogames e na definição de limites apropriados. É crucial alcançar um equilíbrio saudável entre jogos, atividades físicas, interações sociais e outras formas de aprendizado.

Empresas de tecnologia de renome já desenvolveram soluções para auxiliar os pais nesse processo, como a Nintendo, que oferece uma família de consoles Nintendo Switch com o recurso de Controle dos Pais, acessível tanto pelo videogame quanto por um aplicativo gratuito em dispositivos inteligentes.

De acordo com Ana Flávia Parenti, em linhas gerais, a recomendação é que crianças em idade pré-escolar (3-5 anos) tenham um acesso limitado a telas, com apenas alguns minutos diários e sempre sob a supervisão dos pais. Crianças mais velhas (6 a 12 anos) podem negociar o tempo de tela com a família, que pode ser dividido ao longo do dia, com monitoramento contínuo. Adolescentes (13 a 18 anos) também devem ter limites definidos, embora possam desfrutar de maior autonomia.

Fonte: Correspondência por e-mail

Confira aqui mais notícias em nosso portal!! O Meta Galáxia possui muito conteúdo sobre Cultura, Tecnologia, HQs, jogos eletrônicos, filmes e séries, assim como animes e mangás! 

Caroline Ishida Date
Come to the Dark Side. We have coffee with cookies! ☕

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here