Campo do Medo (Netflix) – Resenha

453
Campo do Medo
Ano: 2019
Título Original: IN THE TALL GRASS
Dirigido por: Vincenzo Natali
Avaliação: ★★★★☆ (Ótimo)

Em Campo do Medo, dois irmãos (Becky e Cal) estão viajando de carro e param em frente a uma grande plantação de grama. Ao escutarem um pedido de socorro de uma criança que aparentemente está perdida naquele local, ambos entram para ajudar, até perceberem que agora, eles estão perdidos e pedindo por socorro.

Que história sensacional. O grande ponto forte do filme é com certeza sua trama. Imagine entrar em uma plantação, de frente para uma igreja sinistra e simplesmente não encontrar a saída. É desesperador, e o filme consegue passar essa sensação de desespero de uma maneira muito boa.

É muito difícil ver o ator Patrick Wilson em um papel que não seja de exorcista, mas mesmo assim a presença dele no filme faz com que haja um profissionalismo enorme nas atuações. O personagem dele é fundamental na trama e é perceptível como os demais atores crescem de produção perto dele.

O mistério por detrás da plantação também é outro ponto muito bom do filme, pois demora um grande tempo até que tudo seja explicado e mostrado, pelo menos de maneira macro. Alguns detalhes ficam um pouco confusos e sem explicação, mas no geral, o longa mostra a razão de ter sido baseada em uma obra de Stephen King, ou seja, o terror e o mistério estão perfeitamente presente e explorados no longa.

Cena icônica do filme.

O único problema são algumas idas e voltas que fazem o filme parecer se repetir em algumas sequências, mas a conclusão do mesmo é bem legal, levando em consideração que tudo realmente acontece dentro de um mesmo cenário e ambiente.

Eu nunca mais pisarei dentro de qualquer plantação que seja, e você, depois de assistir ao Campo do Medo, também?

Análise Crítica
Data
Título Original
Campo de Medo
Nota do Autor
41star1star1star1stargray
ANÁLISE CRÍTICA - NOTA
Campo do Medo
Trabalha com contabilidade a mais de 10 anos. No tempo livre, é escritor e publicou as obras Todas as Estrelas e a Última Estação (junto com seu primo Diego Betioli). Gosta muito de escrever e acredita que a arte pode melhorar o mundo e a vida das pessoas. É também um grande fã de Basket, principalmente da NBA e tem como hobby jogar esse esporte junto com os amigos. Fanático também pelos X-Men, não perde a oportunidade de sempre ter uma HQ dos heróis mutantes na mão. Contribui no Meta Galáxia nos assuntos Filmes e Quadrinhos, principalmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here