Guerra Fria (Cold War) – Resenha

0
214

guerra-fria-filme-resenha-05.jpg

Ano: 2018
Título Original: Zimna wojna
Dirigido por: Paweł Pawlikowski
Avaliação: ★★★★★ (Excelente)

Lançado em dezembro de 2018, Guerra Fria já acumula uma dezena de indicações e prêmios, sendo um dos favoritos a Melhor Filme Estrangeiro no Oscar 2019 – além de concorrer às categorias de Melhor Direção e Melhor Fotografia.

Tais indicações possuem respaldo. Guerra Fria é um daqueles filmes sensíveis e belos que conseguem transmitir diversas mensagens sem necessidade de parecer complexo ou se impor como culto, o fazendo de forma objetiva e cativante.

guerra-fria-filme-resenha-06.jpg

A trama nos remete, inicialmente, à Polônia no fim dos anos 40, período pós-segunda guerra e início da Guerra Fria. Em um país sob reconstrução e cheio de cicatrizes e mudanças, um grupo de artistas viaja o país buscando inspirações para criar um novo espetáculo de arte.

guerra-fria-filme-resenha-01

Para isso, recrutam jovens talentosos que saibam cantar e dançar. E é neste contexto que são apresentados os personagens principais: o maestro Wiktor Warski (Tomasz Kot) e a jovem Zula (Joanna Kulig), que logo se apaixonam e passam a viver um romance, inicialmente em segredo.

A companhia artística logo se torna um tremendo sucesso, mas, a partir do momento em que o governo polonês, sob a batuta de Stalin, decide interferir nos espetáculos para que os artistas façam propaganda comunista, os rumos se divergem e o destino dos protagonistas são separados, mudando para sempre suas vidas. Wiktor é exilado, enquanto Zula segue na companhia; e assim passarão a viver entre idas e vindas.

guerra-fria-filme-resenha-02.jpeg

Guerra Fria é uma leitura preciosa de um período histórico que marcou o mundo, mais especificamente sob a ótica dos países do leste europeu, que viveram durante décadas sob o regime totalitário stalinista. E, apesar de ter uma clara e importante abordagem política, não deixa de ser um filme sobre cultura, arte e romance.

A música está presente em todo momento, apresentando muito da cultura polonesa em seu aspecto mais folclórico, algo extremamente belo, e navegando posteriormente pela música mais popular da década de 50, quando somos inseridos a Paris, que sempre esteve na vanguarda quanto aos movimentos artísticos mundo afora.

guerra-fria-filme-resenha-04.png

O longa decorre uma década inteira de idas e vindas entre seus personagens, seu romance inusitado, apaixonado e também perigoso, e como dois artistas poloneses enfrentaram não somente suas próprias diferenças, mas também todos os empecilhos possíveis impostos pelo regime político vigente à época e da sociedade europeia como um todo.

guerra-fria-filme-resenha-03.jpg

Vale ainda destacar a incrível direção de Paweł Pawlikowski, que apresenta cenas incríveis e recortes que, em poucos detalhes, nos transmitem o sentimento de seus personagens e a sensação que o ambiente e época passavam. O preto & branco é sem dúvida um grande diferencial, algo fundamental para que nossa ambientação seja mais completa. As atuações, em especial do casal principal, também são excelentes.

guerra-fria-filme-resenha-07.jpg

Guerra Fria é um filme recheado de carisma e beleza, que sabe ser detalhista sem parecer pretensioso. É, também, um recorte muito bem trabalhado sobre o impacto de um dos principais eventos da história sobre a Europa, em uma visão que se torna muito mais próxima por meio de seus ótimos personagens. Vale a pena conferir a trilha sonora no Spotify.

Confira outras resenhas de filmes aqui. Siga o Meta Galáxia nas redes sociais e se inscreva no nosso canal!

ASSINATURA

Análise Crítica
Data
Título Original
Guerra Fria (2018)
Nota do Autor
51star1star1star1star1star

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here