Liga da Justiça Sombria: A Guerra de Apokolips – Resenha

122
Ano: 2020
Título Original: Justice League Dark: Apokolips War
Dirigido por: Christina Sotta
Avaliação: ★★★☆☆ (Bom)

Em A Liga da Justiça Sombria: A Guerra de Apokolips, o grupo de heróis mais poderosos da Terra resolve atacar Darkseid, sem saber que ele está ciente de todo o plano. O resultado é uma grande derrota que faz com que a Terra se transforme em um ambiente totalmente destruído e dominado. Agora, anos após esse derradeiro ataque, os heróis sobreviventes, cheios de limitações, se unem para se vingarem e salvarem o planeta do domínio desse terrível vilão.

Essa animação é muito boa, principalmente porque parte de algo não muito comum na vida desses heróis (uma grande derrota e um enorme fracasso em um ataque planejado). Essa tragédia ocorrida acaba norteando toda a trama e a torna extremamente atraente.

O mundo apocalíptico que se forma depois da derrota cria todo um clima de desespero, depressão e tristeza, e que claramente afetou cada um dos heróis remanescentes.

De um Super-Homem que se veste com criptonita (sensacional), a um Batman controlado por Darkseid, a Liga da Justiça simplesmente se desfez. Mas o espírito de justiça que os uniu antes da derrota mais uma vez se mostra presente durante o avanço do longa, e conforme eles vão planejando um último ataque, você se vê torcendo para os heróis conseguirem, mesmo percebendo que o desafio é praticamente impossível de ser vencido.

O ponto alto do longa é realmente o inesperado na trama. Quem diria que a Liga da Justiça se uniria ao Esquadrão Suicida, e que tantos personagens menos conhecidos seriam responsáveis por salvar o dia e por se sacrificarem por um bem maior?

Outro fator incrível do longa são as relações entre os personagens. Constantine praticamente rouba a cena nesse quesito, com todo o seu drama e acontecimentos durante a batalha que envolve Zatanna, assim como a relação entre Robin e Ravena. Até mesmo o Super Homem e Lois Lane são retratados de uma maneira bastante especial, com Lois roubando a cena durante muitas partes.

A animação é excelente e bastante moderna. É de se ressaltar que o longa possui cenas de batalhas bastante fortes e violentas, sem muita restrição ou cortes.

Por fim, o final é simplesmente belo, poético e incrível.

Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips é uma excelente animação com um final supreendente e belo.

ANÁLISE CRÍTICA - NOTA
Liga da Justiça: A Guerra de Apokolips
Trabalha com contabilidade a mais de 10 anos. No tempo livre, é escritor e publicou as obras Todas as Estrelas e a Última Estação (junto com seu primo Diego Betioli). Gosta muito de escrever e acredita que a arte pode melhorar o mundo e a vida das pessoas. É também um grande fã de Basket, principalmente da NBA e tem como hobby jogar esse esporte junto com os amigos. Fanático também pelos X-Men, não perde a oportunidade de sempre ter uma HQ dos heróis mutantes na mão. Contribui no Meta Galáxia nos assuntos Filmes e Quadrinhos, principalmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here