Renascida do Inferno – Resenha

0
77

Ano: 2015
Título Original: The Lazarus Effect
Dirigido por: David Gelb
Avaliação: ★★☆☆☆ (Ruim)

Em Renascida do Inferno, Frank é um cientista que, junto com sua esposa, Zoe, e uma equipe, tentam descobrir a cura para algumas doenças, como o Alzheimer, através da reconstrução de células e a ressurreição de corpos, mesmo que por alguns segundos. Os testes se iniciam com um cachorro morto que, após esboçar uma reação, parece apagar. Quando o animal volta à vida, eles percebem que podem ter descoberto algo muito grandioso e, por acidente, acabam tendo de testar em si mesmos. O resultado, claro, não é muito bom, pois o que retornou, tanto no animal como para eles, não é desse mundo.

É uma pena, mas o filme acaba se perdendo do meio para o fim. Até o momento em que estavam testando a droga no cachorro, e o mesmo retorna à vida, mas totalmente diferente de antigamente, o longa tomava um ar de um terror incrível, tanto pelo mistério que rondava o animal como pelo clima que estar perto de uma criatura dessas (que estava morta e voltou a viver) estava causando nos personagens.

Quando a droga é testada em Zoe, o filme desce a ladeira. Tudo vira muito bobo e sem diretriz. O roteiro se perde, os efeitos também. As interpretações então… horríveis. Zoe começa a caçar cada um de seus colegas, mas com o poder que possuía, ela poderia ter feito isso de muitas outras maneiras. As ações dos personagens são sem motivo e muito estranhas para uma situação dessas. Seria muito melhor se o vilão do filme fosse o cachorro.

Infelizmente, mais um bom filme que se perde no meio do caminho, devido um roteiro pífio.

Análise Crítica
Data
Título Original
Renascida do Inferno
Nota do Autor
21star1stargraygraygray