Serenata Prateada – Resenha

403

Ano: 1941
Título Original: Penny Serenade
Dirigido por: George Stevens
Avaliação: ★★★★☆ (Ótimo)

Em Serenata Prateada, Julie é um mulher que está prestes a se separar do marido. Enquanto vai recolhendo seus pertences para ir embora de casa, ela encontra uma coleção de discos. E, quando coloca cada um deles para tocar, diversas lembranças surgirão em sua mente, conforme as músicas tocam, sobre quando conheceu seu marido até o momento atual.


Em ritmo de música, esse belo filme nos apresenta uma inocente, pura e verdadeira história de amor dos anos 40. Julie e Roger formam um casal cheio de diferenças que se completam.

O filme mostra basicamente todas as nuances e fases de uma história de amor. Da conquista ao namoro inocente, das brigas ao amadurecimento, do trabalho e das mudanças de casa até o surgimento de um filho. 


Cada fase ou aspecto desse casal é belamente acompanhado por uma diferente trilha sonora e aos poucos o quebra cabeça vai se encaixando, sendo possível descobrir o que aconteceu para que esse casal tão apaixonado tenha chegado a esse ponto.


O filme também tem cenas engraçadas e divertidas (como todos os perrengues que o casal passa para conseguir um filho, ou a icônica cena de Julie dançando sozinha enquanto faz faxina e é surpreendida por uma visita inesperada), assim como grandes cenas impactantes e tristes (o que falar do jantar de aniversário de Julie? Com certeza uma das cenas mais marcantes desse longa).


Apesar de ser um filme antigo, tenho certeza que você vai gostar dessa linda, pura e verdadeira história de amor. Venha também se encantar por esse grande clássico dos anos 40. Definitivamente, Serenata Prateada merece ouro!

Análise Crítica
Data
Título Original
Serenata Prateada
Nota do Autor
41star1star1star1stargray
ANÁLISE CRÍTICA - NOTA
Serenata Prateada
Trabalha com contabilidade a mais de 10 anos. No tempo livre, é escritor e publicou as obras Todas as Estrelas e a Última Estação (junto com seu primo Diego Betioli). Gosta muito de escrever e acredita que a arte pode melhorar o mundo e a vida das pessoas. É também um grande fã de Basket, principalmente da NBA e tem como hobby jogar esse esporte junto com os amigos. Fanático também pelos X-Men, não perde a oportunidade de sempre ter uma HQ dos heróis mutantes na mão. Contribui no Meta Galáxia nos assuntos Filmes e Quadrinhos, principalmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here