Homem-Aranha: História de Vida – Resenha

Nasce aqui um novo clássico das histórias em quadrinhos.

370

Resenha do quadrinho Homem-Aranha: História de Vida , de Chip Zdarsky e Mark Bagley.

Homem-Aranha História de Vida Resenha 01

Homem-Aranha: História de Vida (Spider-Man: Life Story) é um projeto que foi lançado originalmente em 6 partes lá fora entre Maio de 2019 à Outubro 2019. A obra conta com roteiro de Chip Zdarsky, que tem sido um dos grandes nomes da Marvel nos últimos tempos. Na arte temos Mark Bagley, que ficou bem conhecido pela sua longeva fase à frente do título do Teioso pelo selo Ultimate em parceria com Michael Brian Bendis. Aqui no Brasil, a editora Panini Comics trouxe a série completa em uma única edição, contando com capa dura e papel couchê, com mais de 200 páginas. (Link do produto no site da Editora).

A Premissa de Homem-Aranha: História de Vida

Homem-Aranha História de Vida Resenha 03

O Homem-Aranha é sem dúvida alguma um dos personagens mais conhecidos da Marvel e da cultura pop em geral. Quadrinhos, séries de desenho, filmes, jogos e por aí vai, a “teia” do heróis se estende ao longo dos anos, fazendo dele um dos personagens mais queridos pelos fãs. E por estar em diversas mídias, a sua história de origem já é bem conhecida, assim como os fatos que marcaram sua carreira e sua vida no decorrer das décadas, desde sua criação pelas mãos de Stan Lee e Steve Ditko lá nos anos sessenta.

Chip Zdarsky tem então uma idéia brilhante para contar uma velha história, só que por um ponto de vista totalmente novo. E se víssemos toda a história de Peter Parker desde a sua criação na década de 60 até os dias de hoje, só que pela ótica de uma linha do tempo real, onde o tempo passaria de acordo com os anos? Zdarsky e Bagley então se unem para contar a trajetória do Aranha através de seus 60 anos, dedicando cada capítulo do quadrinho a uma década de sua vida. Peter vai crescer, e ver seu mundo mudar enquanto envelhece como qualquer outra pessoa. O que faz jus totalmente ao título do quadrinho: Homem-Aranha: História de Vida. E convenhamos, que história.

As Décadas e Seus Impactos

Homem-Aranha História de Vida Resenha 04

É muito comum quando começamos a falar sobre as décadas passadas lembrarmos de algum (ou alguns) fatos que foram os mais marcantes destas. Em Homem-Aranha: História de Vida, não é diferente. Zdarsky acerta muito ao mesclar os fatos históricos das décadas com os acontecimentos que marcaram os quadrinhos do Aranha, e assim fazer um paralelo muito interessante. Por exemplo, nas décadas de 60/70 os Estados Unidos estavam envoltos com a Guerra do Vietnã. Incertezas e medo predominavam a população. Nessa mesma época o herói era desenvolvido nas páginas dos quadrinhos, como um adolescente inteligente, tímido e que um dia foi picado por uma aranha radioativa, assim ganhando seus poderes.

Todos lembramos do que vem a seguir, com Peter deixando de pegar o bandido que mais tarde viria a ser o assassino de seu tio Ben. E assim entendendo o significado das palavras: “Com Grandes Poderes vêm grandes responsabilidades“. E por conta disso, Peter acaba se tornando o Aranha, para reparar seu erro e salvar o máximo de pessoas possível. Com o país em colapso pela Guerra, esse questionamento volta a assombrá-lo, já que ele possui super poderes. Será que ele poderia intervir na Guerra? Seria justo? Ou sua omissão vai fazer o episódio do tio Ben se repetir? Aliás, nessa abordagem, o Aranha tem uma conversa sensacional com o Capitão América, que o faz ele (e nós) refletir sobre essa decisão que  precisa ser tomada.

E isso vai se aplicando também as décadas seguintes, sempre intercalando fatos já registrados pela história mundial junto com acontecimentos marcantes da vida do Aranha. Com esse tipo de abordagem, Homem-Aranha: História de Vida traz um ponto de vista único, já que vamos acompanhando Peter envelhecendo e vendo as pessoas e o mundo ao seu redor mudarem com o passar do tempo.

Mais do Que uma Simples Retrospectiva

Homem-Aranha História de Vida Resenha 06

Uma olhada menos atenta e mais superficial sobre a obra, analisando apenas sua sinopse, pode dar a entender de que se trata de apenas uma história de retrospectiva sobre o Homem-Aranha. Resumindo seus anos de publicação e fatos mais marcantes, como se fosse uma antologia. Porém, Homem-Aranha: História de Vida é bem mais do que isso. A proposta de Zdarsky e Bagley é sim fazer uma retrospectiva com os maiores momentos do herói, porém não necessariamente da maneira que todos conhecemos.

O que é brilhante na obra são os detalhes em como a história é contada, trazendo os fatos conhecidos do herói só que por novos rumos. É uma abordagem que respeita todo o legado construído ao longo das seis décadas, mas que traz algo novo, nos brindando com novos fatos do que já vimos antes. Exemplos disso são os confrontos com o Duende Verde, a Morte de Gwen Stacy e o casamento com Mary Jane, e até mesmo a famigerada Saga do Clone dá as caras aqui, só que de uma maneira reimaginada e muito coesa. Mas posso garantir, o roteiro não fica se apoiando apenas em apresentar os fatos conhecidos, ele se atenta muito em construí-los dentro da nova narrativa, para que eles façam sentido. E claro, fazendo tudo isso sem esquecer do principal fator aqui: a passagem do tempo.

O Tempo e sua Cobrança (Recompensa)

Homem-Aranha História de Vida Resenha 07

O tempo talvez seja o mais bem precioso da vida do ser humano. E a maneira como isso é tratado em Homem-Aranha: História de Vida é deveras impactante. Estamos muito acostumados com o Homem-Aranha sempre brincalhão, fazendo piadas, sem dinheiro, tirando fotos pro Clarim Diário e tendo que aguentar J.J. Jameson falando que o Aranha é uma ameaça. Porque é realmente essa a principal característica que fez do Homem-Aranha um personagem tão popular e carismático: qualquer um passando por dificuldades poderia se espelhar no Homem-Aranha.

No decorrer de Homem-Aranha: História de Vida vamos vendo isso com mais afinco. Peter começa a história com essa abordagem, mas o tempo vai passando e com ele vão surgindo muitas questões. Decisões vão tendo que ser tomadas com a chegada da vida adulta, novas responsabilidades, casamento, emprego e etc. Só que Peter além das adversidades da vida comum, há todo o cenário de sua vida como o Amigão da Vizinhança. É impossível desassociar uma vida da outra. E assim, diversos dilemas começam a pairar na cabeça de Peter.

Em que momento parar de se pendurar por aí e derrotar super vilões? Existe a esposa e filhos que esperam em casa, sem ter a certeza que ele voltará para casa. E a parte da carreira profissional, será que não é a hora de se dedicar a ajudar o mundo de um outro jeito e conseguir ficar mais perto da família? Essas são algumas das questões levantadas. Dilemas que podem mudar o curso da sua vida e das pessoas que você ama. E isso é muito bem sintetizado pelo roteiro certeiro de Zdarsky. O tempo cobra, e isso é inevitável. Porém, o tempo também proporciona coisas  e momentos incríveis, que vão moldar para sempre quem somos. E perceber os bons momentos é o nosso grande desafio, para assim podermos aproveitá-los ao máximo. Será que Peter Parker, vai conseguir se atentar a isso?

Homem-Aranha: História de Vida , Vale a Pena?

Homem-Aranha História de Vida Resenha 08

Sem dúvida alguma que vale. Dá pra arriscar dizer que essa história já é um clássico moderno. É uma das melhores histórias já feitas para o personagem. Chip Zdarsky conhece e ama o personagem, pois isso fica evidente no decorrer do quadrinho. Além disso, Zdarsky já tinha feito outros trabalhos em uma fase do Aranha (vale muito a pena conferir essa fase), sendo que uma dessas histórias lhe rendeu um Prêmio Eisner (O Oscar dos Quadrinhos). Mark Bagley também já conhece o personagem de longa data e entrega um trabalho sensacional. Mesmo que em alguns momentos os desenhos oscilem um pouco em relação aos detalhes (mas nem de longe que isso atrapalha a experiência) pois o saldo é muito positivo.

Por abordar todo o legado do Homem-Aranha, talvez essa obra não seja tão recomendada para leitores novos que não conhecem o personagem, apesar da história funcionar por si só. Mas sem dúvida alguma ela foi feita para quem já tem alguma bagagem do personagem (ao menos principais fatos). Pois Homem-Aranha: História de Vida é uma imensa e linda homenagem ao nosso Cabeça de Teia.

Ao fazer uma abordagem que leva em consideração a passagem do tempo, a obra consegue realçar ainda mais uma das principais características do Homem-Aranha : sua humanidade. É muito marcante acompanhar a história de Peter Parker (sua família, amores, decepções) ao longo das seis décadas apresentadas. E ver o quanto os acontecimentos e  suas escolhas influenciaram em sua vida e nas de quem o cerca.

O final do quadrinho é simplesmente espetacular, é de arrepiar. Ao testemunharmos toda sua saga, é impossível não ficarmos ao menos um pouco reflexivos e nos perguntarmos qual é o legado que vamos deixar no mundo quando chegar a nossa hora de partir. Qual será a nossa História de Vida? Será que daria uma história tão boa quanto essa?

_____________________________

Para mais resenhas de Quadrinhos aqui no Meta Galáxia, clique aqui. Fique ligado porque tem muita coisa bacana em breve. Até a próxima e grande abraço. (E não deixe de ler esse quadrinho do Homem-Aranha!)

assinatura_andre

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here