Sandman: Edição Especial de 30 Anos Vol. 1 – Prelúdios e Noturnos – Resenha

109
Ano: 1989
Título Original: Sandman 1-8
Roteiro: Neil Gaiman
Desenho: Sam Kieth, Mike Dringenberg, Malcom Jones III
Avaliação: ★★★★★ (Excelente)

Em Sandman Vol.1: Prelúdios e Noturnos, o deus dos sonhos é capturado por engano, por uma seita que queria trazer para o plano terrestre a personificação da Morte. Preso, Sandman apenas aguarda o tempo passar até ser liberto, muitos anos depois de sua prisão. Porém, quando retorna ao seu reino dos sonhos, descobre que tudo está destruído e bagunçado, e que ainda para completar, está sem alguns de seus instrumentos de controle sobre o mundo dos sonhos e com menos força e poder do que tinha antes. Agora ele terá que fazer o possível para encontrar seus objetos de poder, restaurar suas forças e obter novamente o controle sobre seu mundo.

Falar de Sandman é com certeza, “chover no molhado”. Mas uma frase muito interessante no prefácio dessa edição pode resumir bem a sensação de leitura dessa saga, e particularmente desse primeiro volume: “Se você já leu, tenho certeza que vai se surpreender com algo novo. Se ainda não leu, seja bem vindo…”.

De fato, Sandman é tão completo, tão rico, que não importa quantas vezes você leia, sempre achará algo novo e fantástico que te fará ter a certeza de não estar simplesmente lendo uma história em quadrinhos, mas sim uma obra de arte! Não é por menos que podemos chamar a saga do deus do sono.

Sandman não é uma simples HQ. É uma daquelas obras que te faz pensar por muito dias e que fica lá, na sua vida, esperando algum fato cotidiano para te despertar e te fazer lembrar de uma cena, uma sequência ou uma frase que você leu.

Nessa primeira edição, temos grandes destaques como a batalha de Sandman no inferno (e que batalha, capaz de mexer com sua cabeça no final, e ainda te emocionar) e um capítulo com Sandman e Constantine juntos (quem poderia esperar algo assim?).

O capítulo em que o Dr. Destino escapa da prisão e começa a mexer com a vida, os desejos e os sentimentos de simples pessoas que estão em uma lanchonete é tão profundo, assustador e humano que chega a te deixar algumas noites pensativo. Essa parte foi tão bem escrita e desenhada que traz à tona o que há de melhor e pior em cada ser humano, que poderia muito bem ser você…

Por fim, o que dizer do capítulo em que Sandman e a Morte conversam em uma simples praça, sobre a vida e claro… a morte? É um capítulo belo, simples e perfeito.

O único defeito de Sandman Vol.1: Prelúdios e Noturnos e é o mesmo ter fim (rs). Mas não devemos nos desesperar, pois existe o volume 2!

Sandman é tão incrível, belo e perfeito, que de fato, o leitor pode achar que está sonhando… ler Sandman é como ler uma poesia. Essa obra tocará seu coração, de uma maneira muito particular.

Análise Crítica
Data
Título Original
Sandman Vol. 1 : Prelúdios e Noturnos
Nota do Autor
51star1star1star1star1star
ANÁLISE CRÍTICA - NOTA
Sandman Vol. 1 - Prelúdios e Noturnos
Trabalha com contabilidade a mais de 10 anos. No tempo livre, é escritor e publicou as obras Todas as Estrelas e a Última Estação (junto com seu primo Diego Betioli). Gosta muito de escrever e acredita que a arte pode melhorar o mundo e a vida das pessoas. É também um grande fã de Basket, principalmente da NBA e tem como hobby jogar esse esporte junto com os amigos. Fanático também pelos X-Men, não perde a oportunidade de sempre ter uma HQ dos heróis mutantes na mão. Contribui no Meta Galáxia nos assuntos Filmes e Quadrinhos, principalmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here