Os piores arcos de One Piece (até agora)

200
Fala aí se o Crocodile não tem cara de vilão de Beat’em’Up

Após muita resistência de minha parte, decidi encarar o anime do pirata que estica. Esta não foi minha primeira tentativa, porém dessa vez tomei a decisão de pelo menos ler a primeira parte do mangá completa, ou seja, até o final de Marineford. Atualmente, já estou quase chegando na Saga de Wano, apenas alguns capítulos e chego nos semanais. Só que infelizmente nem tudo são flores, e venho aqui compartilhar algumas de minhas frustrações, e vezes que tive vontade de desistir.


Long Ring Long Land

Afro-Luffy - Meta Galaxia
Apesar da saga seru horrível, devo admitir que gosto do visual do Luffy.

Vamos iniciar nossa lista tirando o que a de pior do caminho. Acredito que muitos entram em consenso a respeito de que esta saga é uma das piores, inclusive a muitos que acreditam que ela é filler, porém sim ela existe no mangá. Eu particularmente tiro o peso de ela ser tão ruim quanto falam, até por obviamente ser uma espécie de arco de entrada pra saga Enies Lobby. Contudo ela só serve mais para encher linguiça e ser uma das mais esquecíveis de toda a história de One Piece.

A história que dura pouco menos de dois volumes no mangá, trata de uma disputa entre o grupo do Chapéu de Palha e a equipe do Dick Vigarista. Na qual os Mugiwaras caem em um jogo com essa outra tripulação e a cada etapa do jogo o vencedor pode escolher algum membro a tripulação pra fazer parte da sua. Só que com a equipe do Dick Vigarista armando sempre trapaças e regras inventadas em cima da hora pra levar a melhor.

Realmente não a muito o que se abordar em cima dessa saga, ela apenas não é interessante de se ler ou acompanhar. Para mim ao menos foi um dos pontos que eu quase pensei em desistir.

A Ilha dos Tritões

Why People May Not Like The Fishman Island Arc of One Piece | Anime Amino

Uma das maiores decepções dentro de toda a história, é sem dúvida a visita do pirata que estica ao mundo da pequena sereia. A sensação é de apenas um grande enredo a cerca de vingança e escravidão foi jogada completamente no lixo, apenas para mostrar como todo mundo tá fortão.

A principal parte dessa decepção é o fato dos homem-peixe estarem presentes desde o começo e ser um enredo que estava se desenvolvendo ao longo das sagas. Como o Arlong que basicamente escravizou todos da vila Cocoyashi, lá no começo da série e o desprezo que ele tinha por humanos. O motivo foi explicado lá em Saboedie, com a introdução dos Tenryuubito e a explicação do Hachi sobre o período que os homem-peixe foram escravizados. Inclusive explicando o que era a marca que todos os homens-peixe tinham. No máximo era esperado que uma grande história fosse se desenvolver nessa base.

Um ponto que merece destaque é a forma como eles iniciam a trama, com o Sanji, que possui um tipo raro de sangue precisando de uma transfusão de sangue. Da qual até existiam homens-peixe que possuíam o mesmo tipo sanguíneo, porém foram proibidos de doar sangue a humanos comuns. A partir disso é conhecida toda a história do local. A história de como Fisher Tiger se transformou em um salvador para eles, além de como estava o grupo do Arlong nessa época. Junto também aos esforços da rainha em tentar apaziguar as relações entre os homem-peixe e os humanos.

Só que toda essa bela trama é levada adiante por um vilão simplesmente vazio, que simplesmente busca vingança pela vingança e que serve apenas de saco de pancada. Afinal, ele é usado apenas como uma forma de mostrar o quanto o Luffy e todo mundo evoluiu ao longo destes dois anos de treinamento. Jogando pelo ralo um bom desfecho pra essa história de escravidão.

Skypiea

One Piece: Episode of Sorajima » Rei dos Piratas - One Piece em PT
The Real Slim Shady

Essa talvez alguém vá me criticar por está nessa lista, mas calma, calma, que eu explico. Meu principal ponto com Skypiea é que foi uma saga que alongou mais do que o necessário a trama. Sendo, no mangá pelo menos, cerca de 100 capítulos pra concluir tudo. Sendo boa parte tomada por lutas individuas do grupo do chapéu de palha, lutas que eu inclusive duvido que você se lembre que aconteceram de tão descartáveis que são.

Somando isso também a um dos vilões mais broxantes de toda a série. Eu entendo que existe muita gente por aí que gosta do Enel, porém temos que concordar que ele foi bastante “nerfado” e eu até hoje não consigo aceitar o fato que Luffy só ganhou dele pois era de borracha. Apesar da luta não ter se resumido só a isso e ter um ponto ou outro ali que ao menos justifica querer continuar vendo, como por exemplo aquela clássica cena do Sanji em que ele fala “Eu estava mesmo precisando acender meu cigarro”.

Um ponto positivo que eu posso destacar desta saga é a história do Normand, o mentiroso. Ela definitivamente foi um dos poucos pontos que me mantiveram presos a ler Skypiea. Apesar de que ainda assim Skypiea foi uma das que mais me deu vontade de desistir, pois já tinha passado mais de 200 episódios e a história só vinha declinando de qualidade.

Alabasta

Lendo One Piece (Mangá) – Parte 5: Alabasta, Alabasta primeira parte – Um  cassino no meio de um deserto | Anime21
A partir daqui que fica bom. Change my mind.

Falar mal de Alabasta, talvez seja um pedido de apedrejamento em público, afinal vejo que tem muita gente por aí que gosta bastante da trama. Principalmente por personagens marcantes como a Vivi, o Crocodile e o Mr.2.

Contudo, Alabasta não é feita só feita com a Vivi e o Crocodile. Na verdade, o que mais atrapalha toda a história é a existência dos Baroque Works, existem pelo menos uns 10 deles ao longo de toda saga, durante todas as ilhas. Algo que por algum motivo obriga cada um dos chapéu de palha a lutar com um por vez. Algo que cansa muita, mas por exemplo, é bem feita nos capítulos finais.

Eu costumo dizer que Alabasta lembra Jojo 3, só fica bom mesmo quando chega no deserto. Apesar de ainda levar um tempo pra tudo engatar, a hora da rebelião e a luta final é algo realmente de te deixar com o coração na boca. De tão emocionante que é, mas infelizmente todo o desenrolar é simplismente chato de acompanhar, geralmente salvo por histórias de fundo. Como a dos gigantes de Little Garden, que é até interessante, mas mesmo assim a história só começa a engatar mesmo nos capítulos finais. Assim como Skypiea acho que essa é uma que peca somente pela quantidade exagerada de capítulos, chegando a mais de 100 no mangá*.

Gostaria de fazer um adendo em relação a história do Chopper. Nos arcos da Saga Alabasta, o arco do Chopper é muito singular fazendo esta ser a parte mais interessante e emocionante em toda a Saga.

*Sagas com muitos capítulos, não necessariamente significa que são ruins, tendo como exemplos sagas que vem depois como Dressrosa e Whole Cake que também são volumosas, porém, também tem bem mais a oferecer em um enredo cativante.


6 COMENTÁRIOS

    • Eu deixei Thiller Bark fora, pois eu acho que ela é mediana se comparado com os outros arcos. Conta história do Brook, tem aquela cena do Zoro ensanguentado que é muito marcante, e particularmente eu gosto do luta contra o Oars e da temática de terror. Além do fato que ela é uma saga bastante curta se comparado as outras tendo só 48 capítulos. Não chega a ser uma das melhores, até mesmo pelo fato de ela estar exatamente de Water 7 e Marineford que são disparadas as melhores de todo o mangá.

      Dá pra dizer que ela não entra no Hall das Melhores, porém é boa e dá pra se divertir.

    • Na minha opinião Thriller Bark não é ruim, no máximo mediana. Ela conta a história do Brook, que é uma das que mais me emocionou, também tem a clássica cena do final que o Zoro aparece todo ensanguentado, que é muito emocionante. Apesar que o Moria não é lá dos melhores vilões que apareceram. Thriller Bark também é uma saga extremamente curtinha quando comparada as outras, uns 48 capítulos. É uma história bem rápida mesmo pra dar um respiro pro que vem depois.

      Vale lembrar que antes dela veio Water 7 e depois Marine Ford, não é que ela seja ruim, porém comparada com essas duas que estão do lado dela ela está bem abaixo. Só que dentro da série como um todo é bem mediana, dá pra se divertir um pouco.

      Punk Hazard também poderia entrar nesta lista, mas também acho que Punk Hazard é mediana apenas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here