Oyasumi punpun: Um mangá Depressivo

A obra prima de Inio asano

346

O aclamado mangaka autor de Oyasumi Punpun, Inio Asano, é conhecido por suas obras realistas, geralmente versando acerca de questões sérias, como depressão, solidão, família disfuncional, sexo, drogas e religião.

A obra em questão foi serializada na revista weekly Young Sunday e depois na big Comic Spirits, da editora Shogakukan, entre 15 de março de 2007 a 2 de novembro de 2013. No Brasil, o mangá saiu pela JBC.

Sobre a história do mangá

A obra nos conta sobre um garoto chamado Onodera Punpun! Sua forma inicial é a de um pássaro, ao longo do enredo ele assume outros formatos, cabe ressaltar que todos o enxergam como um humano normal.

A vida de Punpun no mangá é dividida em 4 fases: escola primária, secundária, colégio, e seus 20 anos.

Punpun cresceu em uma família muito problemática, os pais dele não se entendiam muito bem! A mãe do Punpun chega a ser hospitalizada por ter sido espancada pelo pai dele.

Discussão entre os pais de Punpun
Discussão entre os pais de Punpun.

O pai do protagonista é preso, fazendo com que ele passe a viver temporariamente com seu tio e sua mãe, aparentemente ele também não tem um bom relacionamento com ela.

Punpun visitando sua mãe no hospital
Punpun visitando sua mãe no hospital.
Punpun assume não gostar muito de sua mãe
Punpun assume não gostar muito de sua mãe.

Boa parte da influência que punpun recebeu em sua infância veio do seu tio, um homem na casa dos 30 e poucos anos, completamente depressivo, e com um passado traumático.

O interesse amoroso

No início do mangá, na sua fase da escola primária, o protagonista se apaixona por uma aluna transferida, seu nome é Aiko.

Aiko vem de uma família tão problemática quanto a de punpun, sua mãe faz parte de uma seita religiosa e explora a garota com frequência.

Aiko se apresentando para a turma.

O protagonista e sua personalidade

Punpun é um menino extremamente inseguro, além de ser paranoico e levar tudo o que acontece de forma literal. Muitos dos seus problemas pessoais surgiram em decorrência da ausência de uma família presente em sua vida.

Os pais dele raramente conversavam, sobre os seus sentimentos, sonhos para o futuro ou dificuldades na escola. Ente outros assuntos que geram duvidas em uma criança. O garoto cresceu sem afeto familiar, provocando uma lacuna que mais tarde irá torná-lo um rapaz com problemas emocionais. Ao menos, essa é a minha leitura e interpretação da obra.

Leitura recomendada

É uma obra com forte apelo psicológico, pode ser bem pesada para pessoas que já enfrentaram problemas como depressão e tentativa de suicídio! O plot te faz querer entender cada vez mais sobre os acontecimentos da trama.

A obra é imersiva, o tempo todo o autor te faz se colocar no lugar do protagonista, com o objetivo de fazer as pessoas sentirem na pele o sofrimento vivenciado pelo garoto.

A construção de Oyasumi Punpun é fantástica, todo o drama psicológico aqui é muito bem explorado, com todos os personagens carregando passados difíceis. Em certos momentos sentimos raiva do punpun, porém entendemos que ele não se tornou o que é por mero acaso.

Existem críticas sociais muito pertinentes; O mangá expõe um ponto importante, mesmo não nos dando conta, muitos como Punpun estão por aí, indivíduos trastornados e problemáticos que necessitam de auxílio.

Em nenhum momento Punpun cogita ajuda psicológica, nem de seus pais (que são visivelmente desequilibrados) nem da escola, amigos ou do seu tio.

Oyasumi Punpun é repleto de momentos marcantes e pesados (incluindo violência explícita e sexo explícito) eu não recomendo para menores de 18 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here