RPGs que merecem remakes em HD-2D

Clássicos de RPG 2D como Chrono Trigger e Fire Emblem são tão incríveis que merecem remakes em HD.

Chrono Trigger

RPGs que merecem remakes em HD-2D

Com títulos como Octopath Traveller e Triangle Strategy, a Square Enix introduziu uma nova e emocionante tendência de remakes “HD-2D” para RPGs apreciados. Essa abordagem é uma promessa imensa para outros jogos de franquia amados. Na verdade, o estúdio está atualmente embarcando no emocionante esforço de dar um tratamento semelhante a clássicos renomados, como visto no tão aguardado Dragon Quest III HD-2D Remake.

Existem vários RPGs, tanto da Square Enix quanto de outros desenvolvedores, que poderiam se beneficiar muito com a adoção dessa abordagem estilística específica. Isto inclui não apenas a estética visual dos jogos, mas também a mecânica que eles incorporam. Mesmo títulos mais antigos que já foram altamente conceituados, como Golden Sun, têm potencial para serem revitalizados através do uso de um remake HD-2D. Além disso, mesmo uma grande franquia como Pokémon poderia aproveitar esta oportunidade para mergulhar nas origens da pixel art.

Chrono Trigger

Para muitos entusiastas de longa data, Chrono Trigger da Square Enix permanece como o padrão ouro dos RPGs (principalmente ao falarmos especificamente sobre os JRPGs). Ao mesclar ficção científica com fantasia, o jogo narra a jornada do herói titular, que recruta amigos e aliados para prevenir um desastre global. Desde sua envolvente narrativa até o elenco cativante de personagens e o sistema de combate simples baseado em turnos, Chrono Trigger envelheceu de maneira notável, em parte devido a suas múltiplas portas.

Entretanto, considerando a atual tendência de remakes e remasterizações que se tornaram mais populares do que nunca na indústria de jogos, é surpreendente que esse ícone do JRPG ainda não tenha sido submetido ao tratamento HD-2D. Um remake nesse estilo não demandaria alterações substanciais na direção de arte original ou nas mecânicas de jogo, mas representaria uma excelente oportunidade para criar a versão definitiva desta obra-prima.

Pokémon Black & White

Os principais jogos da série Pokémon continuam sendo alguns dos melhores, e os remakes tornaram-se uma tradição ao longo das gerações. Após os não tão brilhantes Brilliant Diamond e Shining Pearl, os remakes de Preto e Branco parecem inevitáveis. Esta dupla direciona os jogadores para a região de Unova, onde embarcam em jornadas para conquistar distintivos, desafiar a Liga e derrotar a equipe Plasma.

Dentro dos padrões Pokémon, Black and White se destacou por uma história impressionante, desafiando os temas da relação dinâmica entre humanos e Pokémon, assim como a ética por trás dessa ligação. É uma narrativa que merece ser revisitada nos dias atuais. Os remakes em HD-2D ofereceriam a oportunidade de resgatar a série de volta aos seus pontos fortes da era pixel art. Com gráficos de 32 bits que transcendem os limites do Nintendo DS, os remakes HD-2D poderiam equilibrar a nostalgia com elementos modernos.

Pokémon Crystal

No contexto dos remakes principais de Pokémon, os jogos da Geração I foram tratados com preferência. Crystal destacou-se como um dos melhores na categoria de “terceira versão” dos jogos Pokémon, e, mesmo considerando os remakes já existentes para o DS, a perspectiva de um remake em HD-2D representaria um passo emocionante para a série.

Embora haja argumentos a favor de reimaginações no estilo Let’s Go, a ideia de Crystal seguir a abordagem do Octopath Traveler seria particularmente intrigante. A novidade de explorar duas regiões na trama principal e no pós-jogo mantém-se atraente até hoje. Ao combinar essa característica com visuais impressionantes em HD-2D e um sistema de combate baseado em turnos modernizado, Crystal possui apelo mais do que suficiente para justificar outro remake ambientado em Johto.

Fire Emblem: The Blazing Blade

Os renomados RPGs de estratégia da Intelligent Systems, pertencentes à série Fire Emblem, destacam-se como alguns dos melhores na atualidade. No entanto, o primeiro lançamento internacional, intitulado The Blazing Blade, poderia justificar um remake em HD-2D. A trama envolve um trio de protagonistas em uma jornada pelo país, revelando e confrontando uma conspiração política obscura.

Enquanto os jogos mais recentes da série Fire Emblem são conhecidos por seus visuais totalmente em 3D e personagens animados, um remake em HD-2D de The Blazing Blade seria uma adição bem-vinda em menor escala, proporcionando uma revitalização ao primeiro lançamento ocidental da série. Esse projeto paralelo seria particularmente atrativo ao combinar os sistemas táticos modernos, simplificados mas multifacetados, utilizados nos jogos contemporâneos para o combate e a formação de grupos.

Xenogears 

Antes da Monolith Soft criar seu sucessor espiritual na forma de Xenoblade Chronicles, o Xenogears da Square desempenhou um papel influente como JRPG no PlayStation. A narrativa de ficção científica concentra-se na missão de Fei Fong Wong e seus companheiros para frustrar o governante tirânico de Solaris.

Xenogears ganhou aclamação crítica por sua história envolvente, que incorpora temas psicológicos e simbolismo religioso em uma trama inspiradora. Além disso, o sistema de combate baseado em turnos, similar ao de Final Fantasy, contribuiu para o sucesso do jogo. Contudo, a narrativa do disco final foi abruptamente interrompida devido a restrições no ciclo de desenvolvimento, tornando um remake em HD-2D uma opção viável para conferir uma segunda vida ao jogo. A utilização de ambientes 3D pitorescos com pixel art neste estilo moderno aproxima-se da abordagem original de Xenogears.

Obrigada por ler até aqui! Você sabia que o portal Meta Galáxia possui muitas resenhas e análises? Se procura por mais jogos legais, então leia algumas de nossas últimas publicações: Review Resident Evil 4 Remake e Review Diablo IV: O que achamos do novo lançamento da Blizzard?? Além disso, também temos Análise de The Quarry, o mais novo jogo eletrônico de suspense interativoReview de Sunshine Manor: O que achamos do novo jogo de terror da desenvolvedora Fossil Games e Análise de Rogue Lords, o roguelike sombrio que nos convida a jogar com vilões! Além disso, você também pode ler a nossa matéria: Critérios – Como fazemos Críticas e Análises.

Come to the Dark Side. We have coffee with cookies! ☕

1 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here