10 quadrinhos nacionais imperdíveis

Escuta, Formosa Márcia

10 quadrinhos nacionais imperdíveis

Boas vindas ao fascinante universo dos quadrinhos nacionais, onde talento, criatividade e narrativas envolventes se encontram para proporcionar uma experiência única aos leitores. Nesta lista, exploraremos 10 obras imperdíveis que destacam a riqueza e diversidade da produção brasileira no mundo dos quadrinhos. Cada quadrinho selecionado representa um mergulho cativante nas habilidades artísticas e narrativas de talentosos criadores do cenário nacional. Prepare-se para descobrir histórias que vão além das fronteiras, conectando-se de maneira autêntica com o leitor e contribuindo para a crescente reputação dos quadrinhos brasileiros.

Como Pedra

Como Pedra

Obra por: Luckas Iohanathan
Como Pedra recebeu Menção Honrosa no 1º Prêmio Latino-Americano de Quadrinhos, em 2022
Número de páginas: 200 páginas
Editora Comix Zone
Data da publicação: 29 de setembro de 2023

Disponível à venda na Amazon! Clique aqui para acessar a loja e garantir o seu!

Sinopse:

No árido Sertão nordestino, uma família luta contra a cruel dança da seca e da fome. Contudo, o verdadeiro desafio transcende as agruras da natureza. A filha do casal, aprisionada em uma cadeira de rodas, enfrenta uma doença silenciosa, que a priva do movimento e da voz.
Em meio à escassez e à desesperança, a fé é testada e o fanatismo religioso emerge como uma sombra ameaçadora. Luckas Iohanathan esculpe uma narrativa profunda e comovente, que mergulha nas entranhas da miséria humana e da maternidade resiliente.

Diomedes

Diomedes

Obra por Lourenço Mutarelli
Número de páginas: 432 páginas
Editora Quadrinhos na Cia
Data da publicação: 28 de junho de 2012

Disponível à venda na Amazon! Clique aqui para acessar a loja e garantir o seu!

Sinopse:

Em 1999, quando foi lançado O dobro de cinco, primeiro álbum da “trilogia em quatro partes” protagonizada pelo detetive Diomedes, Lourenço Mutarelli já era um quadrinista conhecido, seguido de perto por um círculo de leitores fascinados por suas belas histórias de caráter pessoal e intimista, com personagens atormentados pela solidão e pela morte. Para muitos, portanto, deve ter sido uma surpresa sua guinada para um gênero popular como o quadrinho policial, em geral narrado com um traço mais contido e disciplinado, a serviço de uma história de investigação esquemática e roteiro bem definido. Mas esta é uma história policial de Mutarelli. Seu protagonista não é um tipo durão, envolvido com perigosas intrigas e belas mulheres. É um delegado aposentado, gordo e sedentário, em busca de uns trocados para completar o orçamento. Nunca resolveu um caso, e passa a maior parte do tempo bebendo e fumando em seu escritório imundo. No entanto, ao partir no encalço do há muito desaparecido mágico Enigmo, seu cotidiano ordinário fica para trás. Em busca da sorte grande e metido em circunstâncias cada vez mais desfavoráveis em seu caminho repleto de figuras bizarras, Diomedes será obrigado a usar todo o talento que jamais imaginou possuir para desvendar o “Enigma de Enigmo”. A nova edição reúne em volume único a trilogia formada por quatro álbuns, alguns deles esgotados há anos e vendidos a preço de ouro. Os desenhos originais foram reescaneados e a fonte redesenhada para amplificar a experiência gráfica do leitor. A edição também inclui esboços inéditos e tiras que não constavam na edição original.

Bando de dois

Bando de dois

Obra por Danilo Beyruth
Número de páginas: 96 páginas
Editora Zarabatana Books
Data da publicação: 23 de dezembro de 2023
Idade de leitura: 16 anos e acima

Disponível à venda na Amazon! Clique aqui para acessar a loja e garantir o seu!

Sinopse:

Paisagens desoladas, bandidos mal-encarados, povoados miseráveis no deserto, tesouros escondidos e trens carregados de dinamite. Não… Não estamos falando de um filme de Sergio Leone. Bando de Dois, de Danilo Beyruth, leva para o cangaço o clima dos westerns italianos, resgatando a aventura nas HQs brasileiras. Na história, dois últimos sobreviventes de um bando de vinte cangaceiros partem em busca das cabeças decepadas de seus companheiros, preparados para enfrentar um exército. Cada um com os seus motivos. Em 2011, Danilo Beyruth recebeu por Bando de Dois, já em sua quarta edição impressa, o Prêmio Ângelo Agostini de Melhor Lançamento de 2010 e o 23º Troféu HQMix nas categorias: Melhor Edição Especial Nacional, Melhor Desenhista Nacional e Melhor Roteirista Nacional de 2010. A HQ foi publicada também na Argentina, França, Portugal e Polônia. Esta é uma edição especial colorida e com capa dura comemorando os 10 anos de lançamento da HQ.

Escuta, Formosa Márcia

Escuta, Formosa Márcia

Obra por Marcello Quintanilha
Ganhador do Fauve D’Or 2022, o prêmio máximo do Festival de Angoulême
Número de páginas: 128 páginas
Editora Veneta
Data da publicação: 10 de agosto de 2021

Disponível à venda na Amazon! Clique aqui para acessar a loja e garantir o seu!

Sinopse:

Mãe solteira, nascida e criada em uma comunidade uma comunidade do Estado do Rio, a enfermeira Márcia vem travando uma verdadeira batalha doméstica para disciplinar sua filha, a insubordinada Jaqueline. Apesar do auxílio de seu companheiro Aluísio, padrasto da garota, tudo parece inútil: Jaqueline não aceita se submeter a nada que a impeça de sair por aí e fazer o que quiser, sem dar satisfações a ninguém.
Porém, quando a jovem se vê envolvida até o pescoço com o crime organizado, Márcia estará disposta a chegar às últimas consequências para livrá-la dessa enrascada. Quer Jaqueline queira, quer não.

Angola janga

Angola janga

Obra por Marcelo D’Salete
Vencedor do Prêmio Jabuti 2018
Vencedor do Prêmio Grampo de Ouro 2018
4 Prêmios HQ Mix
Traduzida para seis idiomas
Editora Veneta
Data da publicação: 1 de novembro de 2017
Número de páginas: 432 páginas

Disponível à venda na Amazon! Clique aqui para acessar a loja e garantir o seu!

Sinopse:

Angola Janga, “pequena Angola” ou, como dizem os livros de história, Palmares. Por mais de cem anos, foi como um reino africano dentro da América do Sul. E, apesar do nome, não tão pequeno: Macaco, a capital de Angola Janga, tinha uma população equivalente a das maiores cidades brasileiras da época.Formada no fim do século XVI, em Pernambuco, a partir dos mocambos criados por fugitivos da escravidão, Angola Janga cresceu, organizou-se e resistiu aos ataques dos militares holandeses e das forças coloniais portuguesas. Tornou-se o grande alvo do ódio dos colonizadores e um símbolo de liberdade para os escravizados. Seu maior líder, Zumbi, virou lenda e inspirou a criação do Dia da Consciência Negra.
Durante onze anos, Marcelo D’Salete, autor de Encruzilhada e do sucesso internacional Cumbe, pesquisou e preparou-se para contar a história dessa rebelião que tornou-se nação, referência maior da luta contra a opressão e o racismo no Brasil. O resultado é um épico no qual o destino do país é decidido em batalhas sangrentas, mas que demonstra a delicada flexibilidade da resistência às derrotas.Um grandioso romance histórico em quadrinhos que fala de Zumbi, e de vários outros personagens complexos como Ganga Zumba, Domingos Jorge Velho, Ganga Zona e diversos homens e mulheres que compõe o retrato de um momento definidor do Brasil.

Arlindo

Arlindo

Obra por Ilustralu
Uma história sobre descobrir que a gente não tá só.
Vencedor do CCXP Awards (2022) na categoria Melhor Quadrinho.
Idade sugerida: 14 anos e acima
Número de páginas: 200 páginas
Editora Seguinte
Data da publicação: 11 de março de 2022

Disponível à venda na Amazon! Clique aqui para acessar a loja e garantir o seu!

Sinopse:

Arlindo é um garoto cheio de sonhos e vontade de encontrar seu lugar no mundo. Tudo o que ele quer é seguir sua vida de adolescente na cidadezinha onde mora, no interior do Rio Grande do Norte. Ele aluga filmes na locadora com as amigas todo sábado, sente o coração bater mais forte pelas primeiras paqueras, canta muito Sandy & Júnior no chuveiro, e ainda cuida da irmã mais nova e ajuda a mãe a fazer doces para vender.
Por mais que ele se esforce e dê o seu melhor, muita gente na cidade não aceita Arlindo ― o que traz uma série de problemas na escola e até mesmo dentro de casa. Aos poucos, porém, ele vai perceber que vale a pena lutar para ser quem ele é, ainda mais quando tem tanta gente com quem contar.
Com um traço divertido, cores vibrantes e um monte de referências aos anos 2000, esta história em quadrinhos que já conquistou milhares de fãs na internet fala sobre encontrar forças nas pessoas que a gente ama e dentro de nós mesmos.

Beco do Rosário

Beco do Rosário

Obra por Ana Luiza Koehler
Número de páginas: 112 páginas
Idioma: Português
Editora Veneta
Data da publicação: 25 de agosto de 2020

Disponível à venda na Amazon! Clique aqui para acessar a loja e garantir o seu!

Sinopse:

Porto Alegre, anos 1920, uma cidade em plena febre de modernização. Vitória, uma jovem negra com grandes ambições e talento para a escrita, sonha em se tornar jornalista. Mas, para isso, precisa enfrentar os estigmas de uma sociedade racista e patriarcal. Esse é o mote de Beco do Rosário, romance gráfico de Ana Luiza Koehler, que a Veneta lança com apoio do programa Rumos Itaú Cultural.
Fruto de uma extensa pesquisa histórica, o livro retrata o conturbado processo de expansão da capital gaúcha, marcado pela desigualdade social e pelo racismo. Um processo que tinha como objetivo “europeizar” a cidade, tentando jogar seus habitantes negros para fora do campo de visão.
Vitória é moradora do Beco do Rosário, que dá nome ao livro, um espaço prestes a ser extinto para dar lugar a ruas e avenidas. Teo, seu amigo de infância, é filho de uma rica família de imigrantes e volta para Porto Alegre após se formar engenheiro no exterior, cheio de novas ideias para a capital. Já Fabrício é um jovem artista negro que não consegue ver seu talento valorizado no mercado de trabalho. É por meio das histórias e dos laços entre esses personagens que o livro retrata as mudanças na paisagem da cidade. Com belos traços aquarelados, Ana Luiza Koehler constrói uma grandiosa narrativa de época e um poderoso comentário social sobre os processos de modernização urbana da primeira metade do século XX.

TODAS AS PEDRAS NO FUNDO DO RIO

TODAS AS PEDRAS NO FUNDO DO RIO

Obra por Wagner Willian
Editora Texugo
Data de publicação: 15 de fevereiro de 2022

Disponível à venda na Amazon! Clique aqui para acessar a loja e garantir o seu!

Sinopse:

De um lado, aqueles que lutam por direitos iguais. Do outro, conservadores fanáticos. Duas passeatas, dois grupos que se chocam, iniciando uma verdadeira revolução racial após a Segunda Guerra Mundial. Em um país fictício, isolado da América do Sul, onde imigrantes fugidos do sul dos EUA, russos e brasileiros estão dispostos a acender o pavio, três personagens ultrapassam preconceitos, obscurantismo religioso e segredos terríveis. Baseado em diálogos reais.

Alho-Poró

Alho-Poró 

Obra por Bianca Pinheiro
Número de páginas: 72 páginas
Editora: Conrad
Data da publicação: 19 de julho de 2022

Disponível à venda na Amazon! Clique aqui para acessar a loja e garantir o seu!

Sinopse:

Márcia, Denise e Brenda têm que preparar uma quiche de alho-poró. Não é fácil achar o bendito do alho-poró e nenhuma delas jamais fez quiche na vida. Mas tudo bem, porque a quiche talvez nem seja tão importante assim diante do segredo que elas compartilham… A Edição de Colecionador de Alho-Poró contém extras inéditos criados especialmente para a versão da Conrad que nenhum fã pode perder.

Roseira, Medalha, Engenho E Outras Histórias

Roseira, Medalha, Engenho E Outras Histórias

Obra por Jefferson Costa
Número de páginas: 224 páginas
Editora Pipoca e Nanquim
Data da publicação: 24 de novembro de 2022

Disponível à venda na Amazon! Clique aqui para acessar a loja e garantir o seu!

Sinopse:

Baseado em lembranças coletivas e individuais, na oralidade, e em contos e “causos” que são passados de geração em geração, Roseira, Medalha, Engenho e Outras Histórias é um relato emocionante sobre a luta de pessoas reais vivendo uma vida duramente real.
Acompanhe a trajetória de duas famílias às voltas com suas diferenças, tragédias e comédias, sonhos e perspectivas, construindo a sua história no sertão nordestino durante o movimento retirante da década de 1970. Ao introduzir um Brasil bem diferente daquele que se vê nas áreas urbanas, permeado pelo cangaço e negligenciado pelos que detêm mais privilégios, este quadrinho pinta com cores fortes e exuberantes muitas das características nordestinas tradicionais, como o folclore, os engenhos de cana de açúcar, os “cabras machos”, a busca por rastros e pegadas de uma herança ancestral e as relações humanas que se desenvolveram em torno da cultura que ali se estabeleceu.
Lançado originalmente em 2019, Roseira, Medalha, Engenho e Outras Histórias rapidamente se tornou um dos quadrinhos mais ovacionados e premiados do Brasil: foi vencedor do Troféu HQMIX 2020 nas categorias Melhor Edição Especial, Melhor Desenhista e Melhor Roteirista Revelação. Também foi finalista do Prêmio Jabuti 2020.

Nota: O Meta Galáxia é afiliado da Amazon. Ao clicar no link da loja, o nosso portal poderá ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Ou seja, você poderá colaborar com o nosso trabalho ao adquirir os produtos afiliados. A disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Se você é um grande fã de quadrinhos, portanto você também poderá gostar de conferir nossas resenhas: Resenha de Sin City: O Assassino Amarelo, de Frank MillerResenha de Vênus Invisível: Coleção de Histórias Curtas, com o Melhor de Junji Ito e Resenha de Hitler, mangá de Shigeru Mizuki publicado pela Editora Devir!! Você também pode conferir: Resenha crítica de Érica, a Magnífica, HQ da franquia Stranger Things e Resenha da HQ Vote Loki, por Christopher Hastings, Stan Lee e Larry Lieber. Além disso, você também pode ler a nossa matéria: Critérios – Como fazemos Críticas e Análises.

Come to the Dark Side. We have coffee with cookies! ☕

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here