Arremesso Final (Netflix/ESPN) – Resenha

Arremesso Final é minissérie da Netflix e ESPN que conta com ricos detalhes a trajetória de Michael Jordan no Chicago Bulls.

422

Arremesso Final (Netflix/ESPN) – Resenha

Arremesso Final (Netflix/ESPN) - Resenha

Eu estava muito ansioso para a estreia de Arremesso Final (Netflix/ESPN) – Resenha, e quando ela veio pude confirmar o quão excelente foi essa parceria entre Netflix e a ESPN norte americana.

Minha ansiedade se dava primeiro por ser uma história que merecia ser contada de forma épica, e segundo, porque eu queria conhecer essa história em detalhes. Aliás, ela veio em detalhes sim, muitos detalhes da trajetória de Michael Jordan no Chicago Bulls.

Dirigido por Jason Hehir, diretor que é focado em documentários esportivos, a série teve sua estreia mundial dia 19 de abril. Os episódios foram lançados de 2 em 2, todas as segundas até dia 18 de maio de 2020. Só pra dizer, foram 10 episódios, e não entendo porque chamam de minissérie.

Arremesso Final (Netflix/ESPN) - Resenha

A História

A minissérie Arremesso Final, da Netflix, conta a história da trajetória de Michael Jordan no Chicago Bulls. Não só de MJ, a série aborda os outros personagens dessa fase que podemos dizer que é um marco para a história do basquete. Aliás, podemos dizer que esse é o ponto alto da série, a história é completa, contada de vários ângulos e não fala só de Michael Jordan, fala de um conjunto de fatores e acontecimentos, sendo MJ o centro disso.

Michael Jordan chegou ao time de basquete da cidade de Chicago como a primeira escolha do draft 1984. Podemos dizer nessa época que o Bulls não era nada, a franquia não era respeitada e nem temida. Esse, inclusive, era um dos objetivos de Michael ao chegar lá “Quero fazer essa organização ser respeitada como Lakers, 76ers e Boston.

A partir daí a história é contada de forma intercalada entre os títulos conquistados pelas mãos de MJ e seus companheiros e a tão famosa “Last Dance“, que é o a temporada de 97/98 em que Jordan se aposenta pela segunda vez.

Sendo assim, vamos acompanhar todos os anos desde as derrotas para os Pistons em 89 e 90, como o primeiro título em 91. Os Bulls conquistaram 6 títulos da NBA, de 8 disputados.

Arremesso Final (Netflix/ESPN) - Resenha

Nesse documentário, vocês vão ver de perto a personalidade competitiva e tóxica que Jordan tinha. Alguns jogadores o odiavam, por seu comportamento abusivo, de bulliyng e com muito “trash talk”. Jogadores até de seu time o temiam, por ser muito exigente e pegar no pé da maioria dos jogadores. Afinal, ele foi o melhor jogador de todos os tempos, e ele queria puxar o nível de todos ao seu redor.

A personalidade competitiva de Jordan era algo notável. Ele tirava desafios de simples coisas e isso virava algo pessoal para ele. Por exemplo, um jogador que, após ganhar um jogo lhe dizia “Good game Michael” ele já tomava isso como provocação. Se um jogador fosse considerado MVP que não fosse ele, já era uma motivação a mais para que ele desse 150% de si.

Você confere também parte da história de Scott Pippen, Steve Kerr, Dennis Rodman, Magic Jhonson, Larry Bird, Phil Jackson e outros companheiros que passaram pelos Bulls e seleção dos EUA durante os anos de 89 e 98. Além disso, podemos ver os dramas de MJ como problemas com jogo e a traumatizante morte de seu pai. Vale lembrar que tem participação de Barack Obama e Kobe Bryant.

Arremesso Final (Netflix/ESPN) - Resenha

Preciso salientar aqui também sobre o quão importante MJ foi para o basquete e para o esporte como um todo. Michael Jordan virou um ícone cultural, um atleta que, em época que não existia a internet, se tornou famoso mundialmente, influenciando milhares de jovens. A série explora muito bem isso. Sempre tem aquele atleta que representa o seu esporte, Pelé o futebol, Ayrton Senna o automobilismo, Federer o tenis, atletismo o Bolt… mas talvez Michael transbordou isso, ele foi um ícone cultural acima da sua modalidade.

Produção, áudio e imagem

Cara, eles capricharam na produção de Arremesso Final, com certeza!

A narrativa criada para contar a história é sensacional. Cada vez que você assiste um episódio, já fica um gancho para o próximo e foi muito sofrido esperar uma semana para saírem os episódios (sorte de quem vai ver depois).

O tempo todo você vai ter entrevistas que fazem parte da narrativa da minissérie, principalmente, claro, com Michael Jordan. Mas todos eles estão lá, inclusive os adversários mais odiados.

O áudio está incrível, a mixagem e escolha de músicas deu um tom especial e épico. Mas o mais incrível são as raras imagens remasterizadas, dá pra ver, rever e ficar de queixo caído todas as vezes.

Arremesso Final (Netflix/ESPN) - Resenha

Conclusão – Arremesso Final Netflix

Que produção linda! Parabéns para a ESPN e para a Netflix, conseguiram produzir um documentário definitivo sobre essa época de ouro para o basquete da NBA. Michael Jordan é um ícone cultural e é inesquecível para o mundo.

Só digo uma coisa, ASSSSIIIISTAAAAAAAAAA!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here