Horimiya 07 – Você está aqui, eu estou aqui | Análise

37

Ainda que tivesse decido fazer análises a cada dois episódios, o episódio dessa semana de Horimiya precisa ser falado agora. Isso porque, ainda que não tenha sido ruim, Horimiya 07 cometeu alguns defeitos que não vinha cometendo. O pior de tudo, é que foi em coisas que vinha acertando bastante.

Foi um episódio só?

Seguindo o desenvolvimento de Toru, a história ‘introduz’ mais um interesse romântico ao personagem. Confesso que a obviedade de criar dois casais no quarteto de amigos não é exatamente a escolha mais empolgante, mas se bem feita, ainda é capaz de agradar. A sutileza utilizada para abordar o interesse de Yuki – até aqui uma figurante de luxo – é boa, e a motivação de seu interesse repentino é muito bem justificada. A conexão com a abordagem de Sakura feita anteriormente soa natural. O grande problema do episódio, para mim, não está nas escolhas de abordagem, mas sim na montagem.

A partir da metade, Yuki e Toru voltam a ser figurantes e a abordagem muda completamente para uma viagem feita por Miyamura e como Hori reage a ela. A transição de uma história pra outra é brusca e dá a impressão de que estamos assistindo outro episódio da metade em diante, como se tivessem pego duas metades e colado com fita. O episódio anterior foi muito eficiente em abordar plots diferentes conectados e de maneira natural. Todavia, o mesmo não ocorre aqui, nem de perto.

Horimiya 07 e meio

A viagem de Miyamura é premissa para uma das fases de um relacionamento, que é lidar com a distância. Para fazer aquele drama, Miyamura fica sem bateria e Hori sem notícias dele. A impressão desse plot é que tudo é muito corrido. Eu elogiei os episódios anteriores por serem dinâmicos, mas aqui a pressa atrapalha e impede que a gente absorva o que o anime tenta nos passar. Não dá tempo de se importar, de sentir. A montagem natural seria alternar entre os dois plots ao longo do episódio e não focar em um de cada vez. A necessidade da presença de Miyamura com Yuki pode justificar a escolha da montagem, mas acho que isso seria facilmente contornável, considerando o quanto prejudicou o episódio.

Decerto, o episódio não é de todo ruim somente pela montagem, mas é um exemplo de como é uma característica importante. Por muitos ignorada, pode tornar um episódio mediano em ótimo, mas também tem o efeito contrário quando mal feito. Enfim, Horimiya 07 é o primeiro abaixo da média na temporada, uma pena, porque foi o que lidou melhor com seus coadjuvantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here