O que é Space Opera (Ópera Espacial), o gênero das franquias Star Wars e Gundam?

Darth Vader - Star Wars

O que é Space Opera (Ópera Espacial), o gênero das franquias Star Wars e Gundam?

Se você conhece ao menos de nome determinadas franquias, certamente já se deparou com o termo Space Opera (Ópera Espacial). Um grande exemplo é a franquia estadunidense Star Wars criada pelo cineasta George Lucas, ou então Star Trek, obra norte-americana criada por Gene Roddenberry, ou até mesmo a franquia de animação japonesa Mobile Suit Gundam (ou simplesmente Gundam) de Yoshiyuki Tomino e Hajime Yatate. Inclusive, a franquia Gundam compartilha semelhanças com Star Wars. Afinal de contas, o que é Space Opera (Ópera Espacial), o gênero das franquias Star Wars e Gundam?

Space opera (Ópera Espacial) é um subgênero da ficção científica que enfatiza a aventura melodramática e as batalhas interplanetárias. Muitas vezes, podemos também ver o romance cavalheiresco e a tomada de riscos. Sim, ações insanas e batalhas magníficas definem uma boa parte das Óperas Espaciais! E claro, como o nome já indica, as aventuras ocorrem principalmente (ou exclusivamente) no espaço sideral.

Embora tenha “ópera” no nome, Space opera (Ópera Espacial) não possui nenhuma relação com a música. Contudo, a origem do termo parece ter vindo de uma brincadeira com os termos “soap opera” e “horse opera”, o último cunhado durante a década de 1930 para indicar filmes de faroestes clichês. O gênero se tornou muito popular a partir das décadas de 1960 e 1970, graças a franquias como Star Trek e Star Wars, mas originou-se durante a década de 1930.

Definição de Space opera (Ópera Espacial)

Mu la Flaga
Mu la Flaga (Reprodução: Gundam)

Em 1941, Wilson Tucker cunhou o termo pejorativamente em um artigo publicado na edição 38 de uma fanzine (uma publicação não profissional e não oficial, produzido por entusiastas de uma cultura particular) chamada Le Zombie. Le Zombie começou em 1938 e finalizou em 2001, sem deixar suas edições hospedadas on-line de forma oficial. A questão é que nas décadas de 1930 e 1940 as radionovelas nos Estados Unidos tornaram-se conhecidas como “soap opera”, afinal de contas, eram patrocinados por fabricantes de sabão.

Coincidiu com o início do subgênero Space opera (Ópera Espacial), que na real foi uma época engraçada. Dizem que uma boa parcela do público e da crítica reparou que tiraram muitas das Space opera (Ópera Espacial) diretamente das “horse opera” (o faroeste clichê que citamos no início) e traduziram para um ambiente espacial. Apenas na década de 1960, o subgênero ficou de fato interessante, e com as famosas obras que conhecemos atualmente. E quem redefiniu de maneira incrível o subgênero foram as obras populares Star Wars e Star Trek no Ocidente, além de franquias como Mobile Suit Gundam no Japão. Tais obras que ajudaram Space opera (Ópera Espacial) a ser reconhecido como um gênero legítimo de ficção científica.

Características principais

Conforme citamos anteriormente, muitas das narrativas de Space opera (Ópera Espacial) se passam no espaço sideral ou em um planeta distante. Além disso, comumente vemos nessas obras uma espaçonave poder voar distâncias quase ilimitadas num curto espaço de tempo e pode mudar de rumo com imensa facilidade. Algumas obras trazem planetas que possuem atmosferas similares à da Terra e formas de vida exóticas. Dentro da franquia Star Trek, os planetas Classe M (conforme a definição vulcana) são todo e qualquer planeta habitável, não necessariamente similar ao planeta Terra. Além das aeronaves, é comum vermos armas de raios, assim como robôs e carros voadores.

Os planos de fundo podem variar muito em termos de plausibilidade científica. A maioria das obras convenientemente viola as leis conhecidas da física, assumindo algum tipo de viagem mais rápida que a luz. Muitas vezes também invocam poderes sobrenaturais, usam magia ou forças gigantescas capazes de destruir planetas, estrelas e galáxias inteiras.

As principais obras de Space Opera (Ópera Espacial)

Corpo Stormtrooper
Corpo Stormtrooper (Reprodução: Star Wars)

Os grandes exemplos no Ocidente são a franquia estadunidense Star Wars criada pelo cineasta George Lucas e assim como Star Trek, obra norte-americana criada por Gene Roddenberry. No Brasil, um grande exemplo seriam as histórias em quadrinhos do Astronauta, da Turma da Mônica, a grande criação do cartunista, empresário e escritor Mauricio de Sousa. Além disso, também temos a franquia de animação japonesa Mobile Suit Gundam (ou simplesmente Gundam) de Yoshiyuki Tomino e Hajime Yatate. Inclusive, já falamos antes que a franquia Gundam compartilha semelhanças com Star Wars.

Battlestar Galactica

A franquia estadunidense Battlestar Galactica, de Glen A. Larson, também se tornou uma das principais obras do subgênero Space opera (Ópera Espacial). A franquia possui um site oficial para os fãs e para aqueles que desejam conhecer mais: Battlestar Galactica.com Leading the BSG Universe.

Cansando de EUA e Japão aqui no texto? Além das histórias em quadrinho do Mauricio de Sousa, aqui no Brasil, devemos falar da série literária Perry Rhodan, dos autores Clark Darlton, KH Scheer e Kurt Mahr e publicada desde 1961 na Alemanha. É comum vermos os críticos do gênero nos Estados Unidos difamando a série literária, mas ainda assim é um sucesso comercial tornaram a série um fenômeno.

A franquia Star Wars

anakin skywalker

A franquia Star Wars é uma saga de ficção científica que se passa em uma galáxia distante, onde ocorrem conflitos entre as forças do bem e do mal. A história principal gira em torno de um grupo de heróis, incluindo Jedi, que são portadores de uma antiga energia chamada de Força, e lutam contra os Sith, que buscam o poder absoluto. A trama abrange diversos filmes, séries, livros e outros produtos de mídia, explorando temas como heroísmo, amizade, família e o eterno confronto entre o lado claro e o lado sombrio da Força.

Star Wars também é conhecido por sua rica mitologia, personagens icônicos, como Luke Skywalker, Darth Vader e Princesa Leia, e cenários memoráveis, como o planeta Tatooine e a Estrela da Morte. A franquia conquistou uma enorme base de fãs em todo o mundo desde sua estreia em 1977, e continua sendo uma das sagas mais populares e influentes da cultura pop.

Fã da franquia Star Wars? Leia também em nosso portal:

Outras obras de Space Opera (Ópera Espacial)

Literatura

  • As séries Skylark (1928–1965) e Lensman (1937-1948) de E. E. Smith
  • A Série da Fundação de Isaac Asimov
  • A série Elevação de David Brin
  • A série Legend of the Galactic Heroes de Yoshiki Tanaka
  • As séries Alliance-Union (1976 – atualmente) e Foreigner (1994 – 2015) de C. J. Cherryh
  • A série Hyperion Cantos de Dan Simmons
  • A série The Expanse de James S. A. Corey (Daniel Abraham e Ty Franck)

Antologias e coleções

  • Space Opera, editada por Brian Aldiss (1974)
  • The Space Opera Renaissance (2006) por David G. Hartwell e Kathryn Cramer
  • The New Space Opera por Gardner Dozois e Jonathan Strahan (2007)
  • The New Space Opera 2 por Gardner Dozois and Jonathan Strahan (2009)
  • Space Opera – Odisseias Fantásticas Além da Fronteira Final (2011) por Hugo Vera e Larissa Caruso
  • Space Opera – Jornadas Inimagináveis em uma Galáxia não Muito Distante (2012) por Hugo Vera e Larissa Caruso
  • Space Opera: Aventuras fabulosas por universos extraordinários (2015) por Hugo Vera e Larissa Caruso
  • Multiverso Pulp – Ópera Espacial (2020) por Duda Falcão

Cinema e televisão

Cowboy Bebop
(Reprodução: Cowboy Bebop)
  • Andromeda (2000-2005)
  • As Aventuras de Fujiwara Manchester (2017)
  • Babylon 5 (1994–1997)
  • Cowboy Bebop (1998) e Cowboy Bebop (live action da Netflix de 2021)
  • Duna (2021) de Denis Villeneuve e baseado no livro de Frank Herbert
  • Firefly (2002)
  • G.O.R.A. (2004)
  • Guardiões da Galáxia volume 1 e volume 2, baseados na história em quadrinhos publicada pela Marvel Comics
  • Killjoys
  • The Expanse, baseada na série de livros de Daniel Abraham e Ty Franck (ambos escritos com o pseudônimo James S. A. Corey)
  • Space des. Yamato (1974 – 1981)
  • Space Dandy (2013-2014)
  • Serenity – A Luta Pelo Amanhã (2005)
  • Valérian et la Cité des mille planètes, baseado na história em quadrinhos Valérian et Laureline criada por Pierre Christin e Jean-Claude Mézières

Vídeo Games

Mass Effect
(Reprodução: Mass Effect)
  • Mass Effect (2007)
  • Dead Space (2008)
  • Taikodom (2008)
  • Halo (Primeiro título de 2001)

RPGs

  • Buck Rogers XXVC
  • Empire galactique
  • GURPS Lensman
  • GURPS Space
  • Millenia
  • Space Dragon
  • Space Opera: The Complete Science Fiction Role Playing Game
  • Starfinder Roleplaying Game
  • Traveller

E aí? Quais são as suas obras favoritas de Space Opera (Ópera Espacial)? Além disso, conhece outras obras que não foram citadas aqui? Conte para a gente nos comentários!

Austra Caroline
Come to the Dark Side. We have coffee with cookies! ☕

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here