Análise Crítica de Bubble (2022), um dos mais novos filmes animados na Netlix

Com uma equipe de estrelas trabalhando no filme de anime da Netflix, é a narrativa fraca de Bubble que faz as coisas desmoronarem.

bubble 2022

Análise Crítica de Bubble (2022), um dos mais novos filmes animados na Netlix

Com a equipe que o Wit Studio reuniu para seu mais recente filme de anime, Bubble, que foi lançado internacionalmente na Netflix em abril. O Wit Studio vem desfrutando de uma série de sucessos, incluindo o aclamado Ranking of Kings, bem como Attack on Titan; e para Bubble, o estúdio reuniu alguns dos maiores nomes da indústria. Venha conferir a nossa análise crítica de Bubble (2022)!

Ficha técnica

Data de lançamento no Japão: 13 de maio de 2022
Data de Lançamento na Netflix: 28 de abril de 2022
Estúdio: Wit Studio
Diretor: Tetsurō Araki
Roteiro: Gen Urobuchi
Design de personagens: Obata Takeshi
Classificação indicativa: 12 anos
Gênero: Drama

Sinopse oficial:


Em uma Tóquio abandonada e repleta de bolhas e anormalidades gravitacionais, um jovem talentoso e uma garota misteriosa têm um encontro fatídico.

Netflix

Trailer oficial:

Enredo de Bubble

Análise Crítica de Bubble

O filme Bubble é diretamente inspirado em A Pequena Sereia, o famoso livro por Hans Christian Andersen. Ou seja, o filme é tão bonito quanto o livro, e tão triste quanto também! Hibiki é um jovem órfão que vive em Tóquio. Assim como muitos dos outros jovens que vivem na região, ele só encontra sentido de viver naquele ambiente triste e abandonado enquanto pratica esportes e participa de pequenos campeonatos locais. Parkour é o esporte favorito dos jovens.

Só que Tóquio é um lugar bastante instável, depois de acontecimentos estranhos. Várias bolhas surgiram no local, mas mesmo após várias pesquisas, ninguém consegue compreender ao certo de onde surgiram as bolhas e porque ficou um lugar tão instável. Nisso, Hibiki sofre um pequeno acidente, onde é salvo por uma garota misteriosa. Afinal de contas, quem é essa Uta que apareceu? Por que ela ajuda Hibiki e seus amigos?

Muito bonito, mas há momentos lentos

Bubble é um filme muito bonito, entretanto há algumas cenas que são lentas. Mesmo tendo tantos personagens que curtem e praticam parkour e utilizando a história de Hans Christian Andersen como inspiração, ainda consegue suas cenas lentas. Afinal de contas, precisamos lembrar que é um filme de drama; então pode ser estranho para quem prefere ação, e poderá ser perfeito para quem prefere se divertir com filmes mais calmos.

Ainda conseguiu uma sensação dramática

Urobuchi Gen – conhecido por Fate/Zero, Puella Magi Madoka Magica e Psycho-Pass – estava em encarregado de pegar A Pequena Sereia de Hans Christian Anderson e transformá-lo em um filme pós-apocalíptico. Ele provou sua versatilidade em contar histórias de batalhas, histórias de garotas mágicas, distopias e até shows usando marionetes como personagens. Ele conseguiu trazer uma boa sensação dramática em Bubble, mas não de forma tão perfeita quanto suas outras obras. Além disso, obras como Madoka Magica e Psycho-Pass trouxe maior profundidade e conexão emocional.

Ou seja, várias cenas lentas que poderiam ter sido melhores aproveitadas. Mostra todos os amigos do protagonista Hibiki, mas não mostra melhor a história de cada um deles. A gente fica sabendo tudo sobre o passado de Hibiki. Por que não compreender melhor os amigos de Hibiki ou então sobre os sentimentos da misteriosa Uta?

Bubble é lindamente animado e uma prova do design de personagens de Obata e da capacidade de Araki de dirigir mais um trabalho de alta ação sem sacrificar os visuais. Entretanto, a história que Bubble conta é mais simples.

Considerações finais sobre nossa análise crítica de Bubble

Hibiki

Em Bubble, não há reviravolta na história, e até os ‘vilões’ acabam sendo pessoas normais que só queriam ganhar algumas rodadas de Parkour. Os antagonistas são as bolhas pelas quais eles vivem cercados, um fenômeno que nunca é realmente explicado.

Bubble ainda vale a pena assistir? Sim, considerando que é um bom tema e é um filme absolutamente lindo e um deleite para os olhos. A arte, a trilha sonora e as ruínas de Tóquio são lindas, e as sequências do Parkour são uma adrenalina fantástica. É o filme perfeito para obter ótimos visuais e um bom tempo, mas não espere nada daquele charme do roteirista.

Apenas não crie tantas expectativas com a história. Depois, venha contar para a gente o que achou de Bubble e se concorda com a nossa análise crítica!

Leia também em nosso portal: As principais diferenças entre fantasia e os animes Isekai explicadas

ANÁLISE CRÍTICA - NOTA
Bubble (2022)
Goiana. Arqueóloga, focada em Educação Patrimonial. Redatora. Escritora. Apaixonada pela Cultura Brasileira e pela Cultura Geek. Cosplayer nas horas vagas gótica e gamer. Aqui no Meta Galáxia, colaboro com matérias sobre o universo geek: notícias, entrevistas com cosplayers, listas de filmes e animes, análises de animes e jogos, curiosidades e muito mais!
Análise Crítica de Bubble (2022), um dos mais novos filmes animados na Netlix Com a equipe que o Wit Studio reuniu para seu mais recente filme de anime, Bubble, que foi lançado internacionalmente na Netflix em abril. O Wit Studio vem desfrutando de uma...analise-critica-de-bubble-2022-um-dos-mais-novos-filmes-animados-na-netlix

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here