Mars Red – Resenha semanal – Episódio 6

333

Mais um episódio de Mars Red chegou cheio de teorias e complôs. O episódio 6 nomeado “O último céu azul” traz uma carga cheia de drama para a relação entre os personagens do Código Zero. A resenha sobre os episódios anteriores está aqui. Vamos ao deste.

ALERTA DE SPOILER

RESQUÍCIOS

A jornalista Shirase Aoi ainda continua a fazer suas indagações sobre os vários acontecimentos envolvendo os vampiros, enquanto seu chefe discorda de tudo o que ela pensa sobre o assunto. Em um dos momentos ela dá de cara com os resquícios do experimento do dia anterior. Vários cidadãos transformados em vampiros estão perambulando pela cidade, boa parte deles foram mortos pela tropa de vampiros de Nakajima e outros estão sendo mortos pela própria luz do dia. Mais a frente, após ter uma prova viva destes casos, o chefe de Shirase então pede ajuda dela para investigar ainda mais os casos de vampiros.

QUEM ESTÁ NO COMANDO?

Depois de toda a confusão em Yokohama, os vampiros do Código Zero se dividem e começam uma investigação secreta para saber quem estava por trás daquele exército de vampiros altamente equipados. Takeuchi e Suwa descobrem que o tenente-general Nakajima está por trás de tudo aquilo. Porém, separados, Kurusu e Yamagami ainda tentam achar pistas sobre. Os dois logo encontram no meio do caminho o capitão Maeda. O superior questionando muito como seus vampiros agiram na missão, eles contam por detalhes o que aconteceu ponto a ponto.

A trama de Mars Red então dá uma virada quando confirma as suspeitas do episódio anterior. Nakajima de fato estava envolvido com Ruffus na construção deste exército de vampiros, e quando encontra Kurusu, Yamagami e Maeda ele conta suas reais intenções. A fim de tornar seus homens mais poderosos, Nakajima utilizou um ascra muito mais bem estruturado e desenvolvido para transformar todo o 16º batalhão em vampiros. A justificativa dada é que ele não queria mais perder nenhum de seus amigos em batalha, tornando-os então imortais. Nakajima então indicou que Maeda também tivesse que virar um vampiro também. O capitão com um comportamento bem estranho topa a experiência.

RELAÇÕES CONTURBADAS

Nakajima faz um longo discurso para Maeda tomar o ascra e também tornar-se um vampiro. Maeda expõe seu passado com seu superior, onde ele teria o salvado nos campos de batalha e essa poderia ser uma retribuição. Nakajima apela ainda mais quando fala sobre sua filha Misaki. É a partir daí que começamos a entender mais as relações entre eles. Maeda e Misaki tinham relações mais íntimas, inclusive o próprio Nakajima teria, em um de seus testes, transformado a própria filha em vampira.

Kurusu e Yamagami não deixam seu chefe pegar o ascra. Poucos segundos depois, um terremoto atinge a cidade de Tóquio, desabando a base e soterrando os militares. Kurusu some entre os escombros com o ascra na mão, enquanto Maeda aparece soterrado e Yamagami consegue se salvar. E agora para salvar seu chefe, Maeda se sacrifica tendo que se expor ao Sol, para então Maeda poder viver.

EXPECTATIVAS

Ao final vemos Nakajima muito conturbado por seus pensamentos em ter um melhor exército, ao mesmo tempo em que quer se mostrar um grande general. O comandante ainda fala muito sobre tornar o país mais seguro para todos os japoneses. Maeda apresenta-se muito confuso com todas as informações recém recebidas e se mostra muito mexido com o sacrifício de seu soldado. Isso deixa ainda mais um ar de “o que será que ele irá fazer”, quais serão suas decisões e o que pesará mais para ele. E outra, o que aconteceu com Kurusu?

Além disso, há ainda muito mais mistérios rondando Ruffus e Defrott. Quais suas origens e suas reais intenções com o Japão? E com o tenente-general Nakajima?

Siga o Meta no Twitter e Instagram e veja aqui mais resenhas sobre animes.

1 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here