One Piece 990: O Soldado Solitário – Contagem regressiva para o capítulo mil!

39
Fim de One Piece 890, Encontro entre Luffy e X-Drake

Iniciando oficialmente a contagem regressiva para o capítulo mil, One Piece 990 não traz muita coisa durante a maior parte de sua construção. Ainda assim, no fim, gera uma boa surpresa e esta sim, fazendo valer o capítulo da semana.

Não leu a análise do capítulo 989? Só clicar aqui.

No fim, não valeu de nada.

Em One Piece 990, temos alguns elementos introduzidos anteriormente que, no fim, foram inutilizados por Oda. Primeiramente, logo na página inicial temos Sasaki sendo libertado. Do que serviu prende-lo lá? Nada. O personagem foi atrasado e talvez essa fosse a intenção, todavia, nestes últimos capítulos, vemos todos sumindo e reaparecendo do nada. Não seria difícil fazer o mesmo com Sasaki.

Ao ser libertado, o personagem menciona o poder de Big Mom, que chegou até a ele e o libertou. Desde a primeira aparição da personagem, vemos randons e outros personagens mais importantes falando o quanto Mama é poderosa. No entanto, na prática, a personagem não cansa de ser humilhada. Oda parece tentar compensar, mas não se constrói a força de um personagem no discurso dos outros, pelo contrário, isso só constrói hype, que ao se mostrar ineficiente, transforma-se em decepção.

Enquanto isso, no telhado…

Lá em cima, onde até agora nada concreto aconteceu, os Bainhas sendo atacando e sendo segurados por figurantes de Kaido. A exceção é Jack, que parece estar segurando muitos danos. O personagem, descrito sem grandes habilidades e pelas lutas duradouras com os Minks, parece ser um Tank tipico de games. Todavia, fora o personagem, nada demais acontece. A cena no telhado prepara um possível confronto final entre Jack e os dois líderes dos Minks. Resta esperar.

Por falar em preparar lutas, diferente do que se esperava, Queen e King não enfrentaram o bando. Ficou meio confuso a situação, mas é costume de Oda os personagens mais fortes não resolverem os problemas imediatamente. A convocação de King para não deixar os Chapéus de Palha subirem, da a entender que enquanto o bando sobe o castelo, as lutas serão divididas. Tal divisão das lutas, indica o fim do arco (ainda que as lutas em si demorem). Fica a curiosidade de como será esta divisão e onde o bando de Big Mom e Marco entraram nesta história.

1% de chance, pra quem?

Indo para Drake, durante a convocação de King, o personagem parece tentar uma rápida aliança com Hawkins. O cabeludo conta que há 1% de chance de um homem sobreviver até o dia seguinte. Tudo da a entender que essa cena se refere ao próprio Drake, inclusive mencionado pelo próprio personagem. Todavia, Hawkins nunca confirma isso, o que pode indicar que se refere a outro personagem, talvez Luffy, justificando sua recusa em trair Kaido.

Temos, em seguida, alguns randons abrindo caminho para Luffy. Os Numbers aparentemente só serviram de conexão com Punk Hazard, assim como as Smiles, já que até agora nada fizeram. As Smiles mesmo, que eram um perigo, só foram usadas em personagens inúteis, enquanto os fortes do bando de Kaido usam frutas naturais.

X-Drake desmascarado!

Num bem construido plot-twist, Drake é levado até Queen por Who’s Who. Imaginava-se uma possível implosão do bando de Kaido por uma tentativa de Who’s Who em derrotar Queen. Tal possibilidade era corroborada pela competição para achar Yamato e competir pelo cargo de um dos três comandantes. No fim, este plot foi mais um abandonado e não serviu de nada, mas considero o saldo positivo com a nova introdução.

Se vendo totalmente perdido e sozinho, Drake lembra das palavras de Coby e decide se juntar a Luffy. Assim, os Supernovas passam a se dividir e um confronto entre eles se torna cada vez mais provável. Drake, inclusive, deve acabar lutando com Hawkins. Considerando o desespero de X-Drake, não acho absurdo sua opção de aliar-se a Luffy, o que indica uma capacidade de análise melhor do que extremistas como Akainu, aproximando o personagem mais a Aokiji. Tal proximidade indica mais ainda que o ex-almirante é o comandante de Drake nas escuras.

Em conclusão

No fim, One Piece 990 inicia de maneira arrastada a contagem regressiva ao capítulo mil que, tudo indica, marcara o fim das divisões das lutas e Luffy chegando até Kaido. Todavia, o fim justifica parte da enrolação e compensa o abandono de alguns plots.

Ademais, após dois capítulos seguidos, não teremos One Piece semana que vem. Tava bom demais pra ser verdade, não é?!

Quem quiser saber quem sou, olha para o céu azul...Amante de infinitas coisas, desde animes, games, filmes, séries, música, futebol, literatura...Toda e qualquer uma dessas artes, mas, principalmente, a escrita, que torna minhas palavras imortais igual ao meu tricolor!

1 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here