Arco Pós-Guerra – A infância de Luffy (One Piece) | Análise

A Guerra de Marineford acabada e restou as consequências dela. Além disso, numa tentativa de justificar as ações de Ace e trabalhar Luffy, Oda adiciona a infância do protagonista. Ainda, temos a adição de um personagem nunca antes mencionado, mas muito importante pra Luffy. Apesar de ser um arco pequeno, o pós- guerra trás bastante coisa e vamos falar delas a seguir.

Consequências pós-guerra

Antes e após o flashback temos diversas revelações sobre o flashback. Cuidadosamente, Oda mostra todas as peças de seu cada vez maior tabuleiro antes de encerrar essa fase da história. Vemos os Supernovas, o Barba Negra, a Marinha e suas decisões. É bastante informação, mas o mais relevante mesmo é o caos que o mundo entra pela ausência do Barba Branca. Perdão pelos spoilers, mas toda essa mudança prometida é muito pouco sentida no Novo Mundo. Infelizmente, aqui, Oda cria uma expectativa grande demais quanto a “bagunça” que o mundo entraria. Porém, com o timeskip, não vemos nada disso na prática, pois ao voltar, o mundo já está estável de novo.


Luffy, Ace e Sabo

Agora sobre o trio de irmãos, ai sim temos algumas coisas mais relevantes. Para começo de conversa, fica claro que boa parte do flashback tenta justificar a atitude de Ace de não fugir em Marineford. Eu não tratei disso na análise do arco para deixar pra fazer isso aqui. Vamos lá:

Primeiro de tudo, é importante analisar que, de forma logica, é evidente que ele deveria ter fugido. Após todos aqueles sacrificios feitos somente para salvá-lo, foi burrice voltar por uma provocação. Eu até acho que Oda poderia ter caprichado um pouco mais. A provocação ficou meio infantil, mas enfim. Todavia, Ace é um humano – e não um demônio, como era chamado. Humanos não agem igual ao Spock. Somos seres sentimentais e, muitas vezes, nos deixamos levar por esse sentimento. É claro que, na hora de sermos julgados, sempre seremos tratados como máquinas e julgados por pessoas que acham que seriam perfeitas e agiriam melhor. Mas, na realidade, não é assim que funciona.

Ace errou, não há duvidas, mas o flashback deixa bem claro que isso é parte de sua essência. Mas, da maneira como foi mostrada por Oda, dá a impressão de que foi mais uma justificativa do que uma construção de personagem. Se tivemos tido flashbacks ao longo da guerra, a atitude de Ace soaria mais com um paralelo com o passado, do que uma tentativa de passar pano.

Era do Luffy também

O flashback, apesar de não ser tão eficiente com Ace, acerta em cheio com o protagonista. Num belo trabalho de paralelo com o presente, temos Oda dando um pouco mais de profundidade ao protagonista. Temos Luffy dizendo que não tinha ninguém. É meio estranho, pois Luffy já vivia na vila e parecia ser adorado. Não é dada nenhuma justificativa para a mudança dele de lugar. Talvez Garp tenha tentado escondê-lo pela fruta.

Ainda assim, essa ideia encaixa bem com o presente, onde Luffy sente fortemente a perda de mais um irmão. Antes sozinho, Luffy conquistou a irmandade de Ace e Sabo e, já tendo perdido um ainda criança, perdeu o outro adulto e colapsou. Tal situação, bem construída, justifica e intensifica a sensação de perda. Mais do que isso, encaixa perfeitamente com o que vinha sendo trabalho da sensação de impotência lá em Sabaody e a valorização dos companheiros que construiu.

Fechando bem um arco pessoal que começou a ser trabalhado lá em Thriller Bark, Oda amarra tudo e encaminho boas justificativas não só para o sofrimento e motivação de Luffy para seguir em frente, mas também para o flashback.

Conclusão sobre o pós-guerra

Sabendo criar expectativas para o futuro, Oda trabalha bem aqui o pós-guerra, ainda que na prática isso não seja mostrado no futuro. Ainda, temos um flashback que conversa com o passado de Ace e ajuda a entendermos melhor a motivação para o futuro de Luffy. Não funciona para o primeiro, mas bem para o segundo. Um arco com peso emocional grande e mostra um pouco mais também do universo de One Piece e das motivações de Dragon. É claro que, no futuro, tudo se encaixa, ainda que eu não goste bem dos resultados disso tudo lá em Dressrosa.

ANÁLISE CRÍTICA - NOTA
Nota do Arco
8
Quem quiser saber quem sou, olha para o céu azul...Amante de infinitas coisas, desde animes, games, filmes, séries, música, futebol, literatura...Toda e qualquer uma dessas artes, mas, principalmente, a escrita, que torna minhas palavras imortais igual ao meu tricolor!
pos-guerra-a-infancia-de-luffy-one-piece A Guerra de Marineford acabada e restou as consequências dela. Além disso, numa tentativa de justificar as ações de Ace e trabalhar Luffy, Oda adiciona a infância do protagonista. Ainda, temos a adição de um personagem nunca antes mencionado, mas muito importante pra Luffy....

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here