The Promised Neverland – Resenha dos Episódios 5 e 6 do Anime

0
198

Espionagem e novas possíveis alianças, ditam o ritmo dos episódios 5 e 6 de The Promised Neverland.

the-promised-neverland-yakusoku-no-neverland-episodios-5-e-6-resenha

Exibição Original: 10 de Janeiro de 2019 – presente
Título Original: Yakusoku no Neverland (約束のネバーランド)
Estúdio: CloverWorks
Avaliação: ★★★★☆ (Ótimo)

Salve Salve leitores do Meta Galáxia! Como estão? Tudo certo e nada resolvido? Pois bem, conforme prometido, estamos aqui para analisar os episódios 5 e 6 de The Promised Neverland. A adaptação já tinha agradado bastante nos primeiros quatro episódios (vide as resenhas 1&23&4) e assim a expectativa só aumentava pelo desenrolar da trama. Então, sem mais delongas, vamos aos episódios. E fica o aviso: as resenhas terão pequenos spoilers, então, corre lá, assista e depois volte aqui.

Episódio 5

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-5-e-6-resenha-01

O episódio 4 havia terminado em um momento muito tenso, onde Norman supostamente havia encontrado a identidade do traidor do orfanato. E para a surpresa de todos, o principal suspeito era ninguém mais ninguém menos que Ray! Como assim Brasil? Pois é, Norman é o grande cérebro da turma, e ele realmente tenta estar sempre uns 1000 passos a frente de qualquer situação. A reação do Ray foi praticamente a dos expectadores, que raramente suspeitariam de algo assim de um dos personagens principais logo no começo da trama. Mas realmente, Ray acaba admitindo que era mesmo o espião da Mamãe. A cena da revelação e as explicações de Ray sobre o porque dele fazer isso é muito boa, cheia de enquadramentos que focam bem nas emoções e na tensão da situação. (Como a tensão da revelação se ele era ou não o traidor e a câmera acompanhando o pêndulo do relógio, fazendo com que segundos se transformassem em milênios).

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-5-e-6-resenha-02

É interessante mostrar esse outro lado do Ray e assim entendermos um pouco mais das suas atitudes. E consequentemente, vemos que apesar os pesares, Norman não o considera uma ameça, mas sim um grande trunfo. Pois agora eles têm um canal de informações da Mamãe e podem usá-lo para induzir informações falsas que os ajudem a concluir o plano. A conversa de Ray e Norman é longa, e os dois botam as cartas na mesa e já tentam planejar o próximo passo. Mas fica aquela pulga atrás da orelha: será que Ray, é realmente digno de confiança?  Pois vemos que ele sabia de todo o mecanismo da fazenda há pelo menos 6 anos. Ele realmente está querendo ajudar, ou só está fazendo isso por que foi descoberto? Fica o questionamento.

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-5-e-6-resenha-03

E após eles alinharem algumas questões, surge uma outra. Como contar isso para Emma? Afinal de contas, diferente deles, Emma tem um lado emocional mais forte e impulsivo, e que visa salvar todas as crianças na fuga. Mas isso é realmente possível? E agora que Ray se mostrou um agente duplo, qual é o plano que ele sugere e apoia? Parecia que os os dois teriam que fazer toda uma cena e interpretarem as coisas na frente de Emma. Porém de uma maneira natural (do nada) Ray acaba revelando todo o seu papel até aqui para Emma. E  mais uma vez ela surpreende por conta do seu grande coração. Em vez de ficar revoltada por ele ter omitido tanta coisa durante anos, Emma segura as mãos de Ray e diz que deve ter sido difícil segurar esse fardo esse tempo todo, sem poder falar nada para ninguém. Mas ao mesmo tempo que isso soa como uma empatia, também há um pequeno ar de “ameça” mesmo que não intencional por parte da Emma, já que ela aperta com muita força a mão de Ray.

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-5-e-6-resenha-04

Depois do trio se alinhar, eles acabam compartilhando as novidades com Don e Gilda, assim unindo o time. Apesar de estarem dividindo muitas das novidades, a verdadeira natureza do Orfanato / Fazenda eles ainda não sabem, tanto que Don diz o tempo todo que quer salvar a pequena Conny. E depois de algumas conversas, eles deduzem que a Mamãe tem um quarto secreto, onde seria sua base de operações, onde ela se comunica com o mundo exterior. E assim tentam esquematizar uma maneira de ver se isso é verdade. Don e Gilda vão até lá para conferir, mesmo sem o consentimento do trio.

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-5-e-6-resenha-05

Episódio 6

Don e Gilda foram até o suposto quarto da Mamãe sem avisar os demais. É aquele tipo de atitude que você vê e já pensa “Isso dar ruim”. E o gancho do episódio anterior havia deixado isso em aberto, mas ainda bem que não se confirmou. Apesar de saírem ilesos, os dois agora sabem que é necessária uma chave para abrir o local. E de uma maneira “discreta”, Don acaba conseguindo a chave. Apesar de que o jeito que ele conseguiu isso não acabar colando tanto, uma vez que a Mamãe é mais esperta do que isso. E ficou meio impossível comprar a ideia de que ela não percebeu, pelo menos a cena em si deixou isso muito implícito.

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-5-e-6-resenha-06the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-5-e-6-resenha-07

Em paralelo, o trio principal acaba encontrando uma novidade, e das grandes. Emma mostra que alguns dos livros da biblioteca tem um carimbo na contra capa, indicando que eles pertenciam a uma pessoa antes de estarem ali no orfanato.  O nome destacado nos livros é o de William Minerva. E ao analisarem os carimbos, o trio percebe que há um certo padrão, que dá indícios de que sejam algo a mais do que simples carimbos de controle. Ao olharem com mais cuidado, o trio descobre que se tratavam de códios morse, que realmente condiziam com a situação do orfanato. Apesar de ser uma informação que surge do nada, é algo muito relevante. Uma vez que esses livros vieram de fora, isso daria indício a um possível canal de comunicação com o mundo exterior. E assim a semente é plantada: quem é William Minerva? O que ele sabe do mundo exterior? Seria ele um possível aliado?

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-5-e-6-resenha-08

Voltando ao quarto secreto da Mamãe, Don e Gilda agora com a chave em mãos, finalmente conseguem adentrar o lugar sem dificuldades, e assim acabam encontrando a verdade sobre o que tinha acontecido com Conny. Os dois ficam perplexos ao descobrirem que todas as crianças que saíram de lá não levaram seus brinquedos, assim dando a entender que não estariam mais vivas. Don fica possesso de raiva e tristeza, pois no fundo ele sabia que o trio formado por Emma, Norman e Ray havia omitido informações sobre isso. Após se reencontrarem e lavarem a roupa suja (com direito a socos) todos põem para fora o que os estavam incomodando. Esse é um momento bem importante para a trama, pois as palavras de Don acabam sendo fortes e atingem o trio. Pois querendo ou não, eles estavam meio que a frente de toda a operação e por conta disso existia um ar de superioridade por parte deles, mesmo que inconscientemente. E isso acaba sendo um choque para eles. Essa parte foi bem bacana por conta dessa interação entre os personagens, assim criando laços mais fortes entre eles.

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-5-e-6-resenha-11the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-5-e-6-resenha-12

E fechando o episódio temos duas sequências muito boas. Uma é o Ray falando com a Mamãe, e assim podemos ver como ele está agindo com ela. É uma ótica interessante e tensa, já que ele tem que fazer esse papel de agente duplo. E mais uma vez, será que ele realmente está jogando do lado das crianças ou só está pensando em si mesmo? Com tantos plot’s, nada é impossível. E na sequencia final , enquanto o quinteto  (veja, não é mais só o trio) discutem os próximos passos, eis que surge ela que estava um pouco ausente nesses dois episódios: a Irmã Krone. Ela chega com aquele olhar alucinado e ameaçador e diz algo de soa até inusitado: se eles não querem unir forças com ela, já que ela sabe de todo o plano deles. E agora, o inimigo do meu inimigo é meu amigo?

the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-5-e-6-resenha-09the-promised-neverland-yakosoku-no-neverland-resenha-episódios-5-e-6-resenha-10

Os episódio 5 e 6 de The Promised Neverland foram recheado de informações e manteve o bom nível dos episódios anteriores. Só uma coisa que pode vir a preocupar e o grande número de informações que são jogadas na tela em um curto espaço de tempo. As vezes fica um pouco difícil assimilar tudo e fazer parecer que tudo aquilo está indo da maneira correta, sem que ninguém pegue ou desconfie das atitudes das crianças. É como se a sensação de perigo sumisse em alguns momentos, como se faltasse alguma coisinha, dando a sensação de estarem em outro lugar que não o orfanato. Talvez seja informação demais e estão  esquecendo de intercalar os momentos.  Existe muita coisa a ser explorada, as sementes foram plantadas. Resta torcer para essa essa exploração seja bem conduzida. Isso foi só uma pequena ressalva.

Fiquem ligados aqui no Meta Galáxia para mais resenhas dos próximos episódios. Lembrando que os episódios de The Promised Neverland estão saindo semanalmente pela  Crunchyroll. Até a próxima e grande abraço.

assinatura_andre

Análise Crítica
Data
Título Original
The Promised Neverland – Resenha dos Episódios 5 e 6 do Anime
Nota do Autor
41star1star1star1stargray

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here