Punk Hazard – One Piece (Análise)

123
Todos os personagens relevantes em Punk Hazard.

Punk Hazard é o arco em que se inicia a atual saga do anime. Eu prefiro dividir em outras partes, mas muitos consideram a mesma. Contudo aqui temos diversos pontos e apesar de contar com um pano de fundo próprio, a história serve mais como motivação para tudo que segue. Decerto tem seu valor nesse quesito, já que a história de Ceasar e das pesquisas não se sustentam sozinhas.

A ilha

Começamos a falar pela ilha, que foi abandonada devido a experimentos de Ceasar e Vegapunk que resultaram em um acidente que tornou a ilha inabitável. Fora do radar, Ceasar seguiu seus experimentos e criou diversas armas para venda na ilha. Vendendo seus produtos e serviços para os Yonkou Kaido, através de Doflamingo e também para Big Mom. Esses três nomes são o que interessam nos próximos arcos.

Law e Luffy

Trafalgar Law que foi introduzido em Sabaody e salvou Luffy na guerra, retorna e tem uma grande participação. Smoker é outro que faz seu primeiro movimento pós-time-skip. Todos esses nomes importantes no meio, e coisas mais interessantes para se abordar, tiram o foco da ilha. O que acaba tornando a coisa toda chata quando foge desse núcleo. Assim a ameaça da arma de gás de Ceasar se torna irrelevante. Fica pior ainda quando descobrimos que tudo era reversível, em mais uma atitude covarde de Oda ao lidar com a morte de seus personagens, mesmo os figurantes.

Aokiji x Akainu

Ainda, temos aqui a informação de que a peculiar divisão do local em dois polos foi causada pela batalha de Aokiji e Akainu pela comando da marinha. Naturalmente Akainu venceu e assim temos um inimigo mortal dos piratas no comando da marinha, diferente do flexível Sen Goku e do que seria Aokiji. Este que faz sua ponta no final do arco para travar Doflamingo como se ele fosse uma criança, mostrando o nível de poder de um almirante.

Nessa mesma cena, temos ele conversando com Smoker e essa conversa toda pode acabar tendo um significado maior ao final da história. Uma possível revolta de Aokiji contra a marinha e o Governo Mundial deve acontecer, e Smoker pode se inspirar no ex-almirante. A diferença deve ser a maneira que cada um enfrentará a marinha. Aokiji deve ir para os revolucionários e Smoker deve se juntar a Luffy, visto a relação mais próxima do vice-almirante com os piratas em geral cada vez que se encontra com o protagonista – Tudo é opinião, obvio.

Doflamingo

Já Law demonstra ser um grande aliado e um “pirata do bem”, como Luffy. Assim a Aliança Pirata é feita em busca de derrotar Kaido, mas para isso devem derrotar Doflamingo. Este é um dos Shichibukais e gera muita curiosidade de todos devido a suas poucas participações terem sido boas, e se esperava com ansiosidade um arco próprio dele. Felizmente não nos decepcionamos desde sua primeira aparição como grande vilão da saga, de uma maneira muito parecida com Alabasta, tendo um apelido e comandando uma organização pelas sombras, além de ser considerado um herói no país local.

A conclusão do arco acaba se tornando bem decepcionante, já que a única grande ameaça acaba se demonstrando fraca e Ceasar além de ser chato, não presta nem pra uma batalha decente contra Luffy. A ameça acaba então se concentrando em Doflamingo, que esse sim, causa uma gigantesca tensão em sua já citada participação.

Smoker

A participação de Smoker em Punk Hazard, em síntese, foi mal aproveitada. com um nível de poder bem abaixo, o marinheiro se demonstrou sem condições nenhuma de enfrentar Law e depois Vergo. Tal situação o coloca provavelmente abaixo até de Zoro e Sanji  em nível de força, o que eu acho errado já que ele deveria servir como perseguidor e ameaça a Luffy e com esse arco acabou perdendo boa parte do ar de ameça que teve la em Loguetown.

E então, foi bom? Foi não mano.

Com isso, temos um arco bem chato, apesar de conter muitos momentos interessantes, mas isolados e diminuidos em tela devido a atenção dada a pontos mais centrais do arco. Algo evitado em Zou que acabou abrindo mão de uma ameça própria muito longa e lidou mais só com a transição de arcos. Como menção honrosa ainda deixo o elogio ao Oda por ter matado e mantido dois personagens mortos. Embora fique a reclamação de ter criado dois assassinos lendários, os irmãos Frios Yeti e eles JUNTOS não terem conseguido matar o BARBA MARROM!!!

No fim, Punk Hazard pode ser considerado mediano, e com pontos que fazem com que ele valha a pena. Muito mais pelo seu elenco do que pela história em si, em contrapartida de seu sucessor, que se sustenta por si só. Punk Hazard é chato,mas uma boa introdução a Dressrosa, e não passa disso. Nesse sentido, é uma das menos interessantes da obra e daquelas que não da vontade de ver de novo.

1 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here