As Rainhas do Horror dos filmes e séries contemporâneos

De Emma Roberts a Jenna Ortega, as rainhas do cinema moderno mantêm os aficionados do terror sempre voltando para mais.

Emma Roberts em American Horror Story
Emma Roberts em American Horror Story

As Rainhas do Horror dos filmes e séries contemporâneos

O sucesso de um filme de terror depende de muitos fatores, sendo o mais importante a atriz que o interpreta — a rainha do grito. As rainhas do grito há muito são icônicas por suas representações estelares no cinema e nas séries de horror, seja como a última garota deixada no final de todo o horror, ou a antagonista que espalhou o medo no filme em primeiro lugar. Hollywood tem uma longa tradição de rainhas do horror há décadas. Hoje, trouxemos algumas das atrizes que se estabeleceram como as rainhas, ou seja, as principais especialistas em horror.

Sarah Paulson

Sarah Paulson

Sarah Catharine Paulson tornou-se famosa pela participação em diversas séries de televisão, como American Crime Story e também Studio 60 on the Sunset Strip, pela qual recebeu indicação para o Globo de Ouro de melhor atriz coadjuvante em série de televisão. Além disso, também ficou famosa por interpretar diversos personagens ao longo das temporadas American Horror Story. Tal fato lhe rendeu quatro Prêmios Primetime Emmy,

Ela também estrelou como Mary Epps no filme de drama histórico 12 Years a Slave (2013), que recebeu da crítica especializada e indicações ao Óscar. Considerando essas e outras obras premiadas, certamente traríamos a atriz como a primeira em nossa lista de Rainhas do Horror. Um de seus papéis de destaque, ao lado da atriz Kiera Allen, foi no filme Corra (2020), suspense psicológico e terror dirigido por Aneesh Chaganty e escrito por Chaganty e Sev Ohanian.

Emma Roberts

Emma Roberts
Foto: Divulgação

O sucesso da identidade de rainha do grito de Emma Roberts está na televisão e no cinema. Seu papel como Jill em Scream 4 mostrou sua dualidade como uma garota final de terror que também era a vilã o tempo todo. Na mesma linha, Roberts estrelou o filme de terror psicológico The Blackcoat’s Daughter como uma Joan perturbada e possuída, que era apropriadamente ameaçadora.

Roberts também apareceu em várias temporadas de American Horror Story como vigarista Maggie Esmeralda e Serena Belinda. Seu papel no apropriadamente intitulado Scream Queens como o cruel Chanel Oberlin também foi aquele que mostrou sua propensão para o gênero, especialmente em partes vilãs.

Anya Taylor-Joy

Anya Taylor-Joy
(Larry Busacca/Getty Images)

O horror não é o gênero exclusivo da carreira de Taylor-Joy. Entretanto, quando ela participa de qualquer obra de terror e suspense, ela faz lindamente como uma verdadeira especialista, e isto a coloca na lista de Rainha do Horror. Sua atuação como Thomasin em A Bruxa (2015), de Robert Eggers, lhe rendeu elogios e fama, pois ela ainda era bastante jovem quando interpretou uma garota assustada que cedeu à vida mais sombria que Lúcifer ofereceu. A transição pelo filme mostrou seu imenso talento no gênero. Entre os filmes de horror e de suspense, ela participou da trilogia Eastrail 177, que inclui Unbreakable (2000), Split (2016) e Glass (2019).

Vera Farmiga

Foto por Cate Cameron/Cate Cameron/A&E Networks LLC - © 2016 A&E Networks, LLC.
Foto por Cate Cameron/Cate Cameron/A&E Networks LLC – © 2016 A&E Networks, LLC.

Vera Farmiga certamente tornou-se um rosto familiar quando falamos de filmes e séries de suspense e terror, especialmente porque ela atuou como Lorraine Warren no filme assustador baseado em uma história real, The Conjuring. Além disso, ela também interpretou Kate Colman no famoso filme A Órfã (2009), a mãe adotiva da criança que na verdade era adulta. Ela permaneceu em sua sequência de vitórias como rainha do grito quando interpretou Norma Bates, a mãe de Norman na prequela de Psicose (1960), Bates Motel (2013-2017), onde arrecadou mais novos elogios por sua performance.

Jenna Ortega

Jenna Ortega como Tara Carpenter em cena de Pânico (Divulgação)
Jenna Ortega como Tara Carpenter em cena de Pânico (Divulgação)

Em uma idade muito jovem, Jenna Ortega se estabeleceu como a rainha do grito desta geração com seu trabalho estelar em um curto período de tempo. Começando com A Babá: Rainha da Morte (2020), a comédia de terror da Netflix, onde ela brilhou como a estreante Phoebe.

Em 2022, Ortega interpretou o papel principal nos filmes sangrentos da franquia Pânico como Tara Carpenter. No mesmo ano, estrelou o drama de terror Wandinha como a filha titular da família Addams, efetivamente tornando-a a mais nova rainha do grito de Hollywood.

Você é fã do trabalho da Jenna Ortega? Confira tudo sobre a atriz em nosso portal:

Mia Goth

Mia Goth

Anteriormente, já falamos sobre a atriz em nossa publicação Quem é Mia Goth, a aclamada atriz dos filmes X e Pearl?? A versatilidade da atriz permite que ela alterne entre o romance e o terror, mas chamou maior atenção na segunda opção. Afinal, o momento de glória de Goth veio em Ti West’s X, onde ela interpretou Pearl e Maxine. De forma sensacional, ela executou os dois papéis opostos. Sua performance inspirada instantaneamente lhe rendeu a prequela e a sequência do filme.

Betty Gabriel

Betty Gabriel
Foto por Attila Szvacsek/Attila Szvacsek/ Prime Video – © Prime Video 2022

Embora não seja nova no meio do horror, o seu seu papel de destaque foi definitivamente Georgina em Corra. Ela ensaiou sem esforço o papel de uma mulher que sofreu no que outra pessoa conseguia lhe controlar, o que deu arrepios ao público. Betty Gabriel também estrelou várias produções da Blumhouse como The Purge: Election Year, Unfriended: Dark Web e Upgrade, entre outros.

Maika Monroe

Maika Monroe
Foto por Chris Chew/UP

O sombrio e violento The Guest se eleva pela atuação de Maika Monroe como a personagem Anna que descobriu as tendências violentas de David (Dan Stevens). Logo depois, a atriz estrelou o melhor filme de terror de sua carreira, It Follows, onde ela fugiu e se defendeu contra uma entidade misteriosa que persegue e mata pessoas quando elas têm relações sexuais.

Sadie Sink

Sadie Sink

Famosa como Max Mayfield em Stranger Things da Netflix, Sadie Sink consegue entregar muita emoção e profundidade em suas performances de terror, o que ficou claro em sua sequência com Vecna enquanto ela tenta se libertar. Tanto que também trouxemos anteriormente os momentos em que Max Mayfield roubou a cena em Stranger Things. Os fãs de Stranger Things nunca esquecerão como Max usou o hit de 1985 de Kate Bush, “Running Up That Hill (A Deal With God)” para escapar das garras de Vecna.

A atuação da atriz também chamou a atenção, quando ela atuou como Ziggy Berman na trilogia Rua do Medo da Netflix. Ou seja, ela provou que estava rapidamente se tornando um dos pilares do gênero de terror. Sua carreira de rainha do grito é incipiente, mas prevê-se que sua trajetória esteja acima e além, mantendo em mente sua imensa proeza de atuação.

Você sabia que o portal Meta Galáxia possui muitas resenhas e análises? As nossas últimas resenhas de séries foram Resenha de Depois da Cabana (2023), minissérie da NetflixResenha da live-action Yu Yu Hakusho (2023), disponível na NetflixGame of Thrones (Série) – Do Fogo ao Gelo (Análise) e X-Men Evolution – Vale a pena Assistir a série clássica? (Análise)!! Confira no Meta Galáxia a Resenha da 1ª temporada de Wandinha, a mais nova série da NetflixWandinha: Conheça a árvore genealógica da Família Addams e a Origem de Wandinha, e porque ela se chama Wednesday? Você também pode conferir Resenha sem spoilers da 1ª temporada de Percy Jackson e os Olimpianos (2023) e Resenha com spoilers da 1ª temporada de Percy Jackson e os Olimpianos (2023). Além disso, você também podem ler a nossa matéria: Critérios – Como fazemos Críticas e Análises.

Caroline Ishida Date
Come to the Dark Side. We have coffee with cookies! ☕

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here