O que os Irmãos Duffer não devem fazer na live action de Death Note

O que os Irmãos Duffer não devem fazer na live action de  Death Note
Cena da adaptação em anime de Death Note (Imagem: Divulgação)

O que os Irmãos Duffer não devem fazer na Live Action de Death Note

Adaptações de mangás têm sido um ponto sensível para muitos fãs. De elenco impreciso a ajustes na cronologia dos eventos, os fãs criticam aberta e veementemente os criadores de adaptações para anime ou para live action. Os irmãos Duffer são criadores de Stranger Things da Netflix. Agora, assume a adaptação live-action do anime Death Note, favorito dos fãs. Afinal, será que se tornará um desastre? Para que não se torne um desastre, acreditamos que há alguns detalhes que os Irmãos Duffer não devem fazer na Live Action de Death Note, obra escrita por Tsugumi Ohba e ilustrada por Takeshi Obata!

Válido dizer: ainda não conheci nenhuma adaptação de Death Note que fosse 100% fiel ao mangá. Mesmo a série em anime, que foi a mais fiel adaptação do mangá até hoje, ainda teve mudanças – mesmo que leves. Dessa forma, não podemos lembrar apenas da última adaptação live action de 2017 para a Netflix, odiada por parte do público. Devemos lembrar de TODAS as adaptações – e saber porque o público gostou mais de algumas do que de outras.


Mudar de local remove a cultura amada

Uma das maiores críticas ao filme de Death Note (2017) foi que os criadores da história mudaram a localização da história da região de Kanto no Japão para Seattle, Washington. A mudança de local levou à perda das ricas inferências culturais e sociais feitas no mangá e anime original. Sim, afinal de contas, algumas coisas tornaram-se mais fáceis (ou mais difíceis) para Kira justamente pela cultura local.

Ao realizar a nova série para Death Note mais uma vez, os Duffer devem evitar mudar o local ou cenário onde os eventos da série ocorrem. Os fãs estão confiantes de que o local é imperativo para o tema da história. Outro detalhe: ok, achei a adaptação de 2017 super divertida, mas se for para mudar o local, por que não criar novos personagens para descobrirem também o Death Note?

Ajustando a personalidade dos personagens

O Death Note de Tsugumi Ohba e Takeshi Obata tem alguns dos personagens mais bem escritos e agradáveis do anime shounen (embora alguns considerem a obra como seinen). De Light Yagami a L, todos os personagens têm personalidades distintas que se chocam em vários níveis. As personalidades dos personagens são essenciais para o tema da série.

Light sendo um sociopata genial com pouca ou nenhuma consideração por outros humanos é crucial para o progresso da série. A introversão de L, a devoção altruísta de Misa a Kira e a determinação do pai de Light em prender o vigilante causando estragos também são importantes para o enredo.

Minimizando a gravidade da situação

Death Note retrata algumas das situações mais angustiantes apesar de pertencer ao gênero de anime shounen. Do assassinato em massa e vigilantismo ao complexo de Deus do personagem principal e flagrante desrespeito pela vida humana, esta série lida com alguns aspectos mais sombrios do ser humano. Válido comentar: justamente pelo aspecto sombrio que há a discussão se é shounen e seinen.

É essencial fazer justiça a estas graves situações. O filme live-action de 2017 minimiza muitas partes solenes da história, tirando dela a gravidade do estado das coisas. Ok, eu ri bastante das partes engraçadas, mas será que esse alívio cômico todo é necessário? Estamos falando de uma obra sombria ou não? Além disso, senti a falta de muitos desses momentos sombrios em todas as outras adaptações em live action.

Trivializando as inter-relações dos personagens

Os relacionamentos de Light com sua família, o Shinigami Ryuk e Misa Amane, retratam diferentes aspectos de sua personalidade. Light ama sua família, mas prioriza seu trabalho de vigilante. Enquanto a maioria das pessoas ficaria apavorada com Shinigami, Light leva a presença de Ryuk em seu passo, constantemente refletindo sobre como usar o poder de Ryuk.

Misa Amane está apaixonada e obcecada por Kira. O filme de ação ao vivo de Death Note de 2017 fez com que o altruísmo de Misa em relação a Kira estivesse completamente errado, afetando o charme geral do filme. Além disso, a competitividade da Light com L é um dos aspectos mais emocionantes da série.

Mudando as regras da série

O Death Note vem com um punhado de regras que regem seus poderes. Todos os Shinigami conhecem as regras e as cumprem. Shinigami também tem poderes sem o Death Note. No entanto, as regras do Death Note são absolutas, assim como seus efeitos.

Mudar as regras pode ter grandes repercussões, como pessoas que deveriam morrer, ou a reversão dos efeitos permanentes do Death Note. O filme Hollywood Death Note de 2017 fez algo semelhante, para grande raiva e desgosto dos fãs.

Criando e se escondendo atrás da armadura do enredo

Muitas adaptações de anime live-action percorrem um longo caminho até seu objetivo criando armaduras de enredo. Embora ajude os criadores a levar a história adiante, a armadura do enredo tem mais desvantagens do que benefícios.

Alterar as regras, retratar personagens mais ou menos emocionais do que são, e mudar o destino de personagens cruciais podem favorecer a história, mas a um custo significativo. É do interesse dos criadores e fãs evitar armaduras de enredo.

Renovando o enredo em exagero

Death Note já tem quatro filmes live-action, uma série de TV live-action, uma minissérie intitulada Death Note: New Generation produzida por casas de mídia japonesas e um filme live-action de 2017 produzido em Hollywood, EUA, além da série de anime original baseada no mangá.

Muitos criadores podem pensar que a história ficaria repetitiva, mas esse não é o caso. Afinal, nenhuma das versões live-action satisfez os fãs da série original de Death Note. Sim, a série em anime renovou algumas coisas, mas não fez questão alguma de mudar alguns fatos importantes sobre os personagens.

Em conclusão, essas são as expectativas do que os irmãos Duffer precisam tomar cuidado com sua nova adaptação. Conte para a gente: quais são suas expectativas para essa nova adaptação de Death Note??

Em nosso portal, temos algumas análises de Death Note: Death Note (anime) | Análise e O novo filme de Death Note que é uma obra da Netflix já nasceu polêmico.

Goiana. Arqueóloga, focada em Educação Patrimonial. Redatora. Escritora. Apaixonada pela Cultura Brasileira e pela Cultura Geek. Cosplayer nas horas vagas gótica e gamer. Aqui no Meta Galáxia, colaboro com matérias sobre o universo geek: notícias, entrevistas com cosplayers, listas de filmes e animes, análises de animes e jogos, curiosidades e muito mais!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here